quinta-feira, setembro 29, 2011

6

Mobilização e oração por pastor condenado à morte no Irã


WASHINGTON, EUA — Os Estados Unidos afirmaram nesta quinta-feira que o Irã mostrará um "desprezo total" pela liberdade religiosa se suas autoridades executarem um pastor iraniano que se recusa a negar sua fé cristã para se converter ao islã.

"Os Estados Unidos condenam a pena de morte imposta ao pastor Youssef Nadarkhani. A execução da pena capital constituirá uma nova prova do desprezo das autoridades iranianas pela liberdade de culto", declarou o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, em um comunicado.

"O pastor Nadarkhani não fez nada além de manter sua fé devota, que é um direito universal de todas as pessoas".

"A tentativa das autoridades iranianas de forçá-lo a renunciar a sua fé viola os valores religiosos que elas alegam defender, atravessa todos os limites da decência e viola as próprias obrigações internacionais do Irã".

"Nós convocamos as autoridades iranianas a libertar o pastor Nadarkhani e a demonstrar compromisso com os Direitos Humanos básicos e universais, incluindo a liberdade de religião".

Nadarkhani, de cerca de 30 anos, tornou-se pastor de uma pequena comunidade evangélica chamada de Igreja do Irã após se converter do Islã aos 19 anos.

Autoridades iranianas o prenderam por apostasia em 2009 e o condenaram à morte sob a lei islâmica da Sharia.

O pastor foi poupado por um recurso da Suprema Corte em julho, afirmou seu advogado à AFP, mas foi condenado à morte novamente depois que o caso foi reexaminado em um tribunal de sua cidade natal, Gilan, de acordo com meios de comunicação locais.

O pastor Yousef enfrentou  duas “audiências’ nos dias 27 e 28 de setembro onde o mesmo teria a oportunidade de negar a sua fé cristã e declarar retorno ao Islã. Fontes informam que o pastor se negou a fazer isto e reafirmou a sua confissão cristã.


 Diversos blogs cristãos estão se unindo na tentativa de chamar a atenção das autoridades mundiais através do twitter usandoHá também a tentativa de sensibilizar embaixadores e autoridades iranianas no estrangeiro.A ação está a cargo de alguns grupos cristãos e todos podem colaborar usando a ferramenta de mobilização e-activist:



Preencha o formulário (está em inglês, mas é fácil). 3) Na caixa ADD YOUR MESSAGE HERE, copie e cole o email abaixo.




Your Excellency, the Ambassador of Iran


Dear Sir,


Along with many other people around the world, I have been following with great concern the case of Pastor Yousef Nadarkhani, who is being tried by a court in Rasht due to his religious beliefs.


I am writing to express my concern and hope that the court will drop all charges against Pastor Yousef, in accordance with international law and especially Iranian law and constitution, which clearly allows freedom for Christians to maintain their religious beliefs and practices.


I am also requesting Your Excellency to pass on my appeal and that of many others to the Iranian government, as a matter of great urgency in this case, so that an innocent person may not be condemned and the constitution of Iran may not be violated.

I am very grateful for your attention to this request.


Respectfully and sincerely,


ASSINE




4) Envie seu email ( send YOUR email)




Com informações da AFP,  Portas Abertas, GLOBO e Gospel Prime.



Fonte: Genizah

6 comentários:

  1. Anônimo10:25 AM

    Mensagem enviada.
    Confiante.

    @danysussa

    ResponderExcluir
  2. Anônimo7:07 PM

    A intolerância produz não apenas a resistência, mas também os intolerantes e fanáticos de todas as espécies.

    Maurício Tragtemberg: Militância e Pedagogia Libertária.

    ResponderExcluir
  3. Se eu fosse ele, falava pros caras que sou islamico. Qdo tudo ficasse normal, pegava minhas coisas e saia do pais de ferias e nunca mais voltava.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo9:46 AM

    deixem de serem idiotas.não podemos numca renegar a cristo.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo4:54 PM

    Negar a Cristo nunca mesmo que isso custe nossa vida. Vamos orar, jejuar e confiar em nosso Deus que sabe de todas as coisas.

    ResponderExcluir
  6. A intolerância produz não apenas a resistência, mas também os intolerantes e fanáticos de todas as espécies.

    Maurício Tragtemberg: Militância e Pedagogia Libertária.

    PAIXÃO, Edson.

    ResponderExcluir