sexta-feira, julho 08, 2016

101

Mascarados ou descarados?




Por Hermes C. Fernandes

Dois Felipes causaram um terremoto nas redes sociais nesta semana. Um, desmascarando a santa hipocrisia de um parlamentar evangélico. O outro, sendo desmascarado publicamente pela esposa que o acusa de ser homossexual e pedófilo.  Apesar de distintos, tais fatos se conectam por um elo: a maneira como a religião evangélica enxerga a homossexualidade.

Nem mesmo as saias justas do Felipe Neto inibiram a postura anacrônica de Marco Feliciano acerca do tema. O vlogueiro demonstrou ter feito o dever de casa ao disparar passagens bíblicas, recorrendo até aos textos originais. Chego a desconfiar que o rapaz tenha tido passagem por alguma igreja. Ou, no mínimo, pesquisou bastante antes de adentrar o gabinete do parlamentar. Feliciano manteve-se firme até o fim, e o debate que começou com um pedido de desculpas de Felipe Neto pela maneira deselegante como se referiu ao deputado nas redes sociais, terminou com rasgação de seda do Feliciano, afirmando que suas filhas são fãs do vlogueiro. Aliás, gostei de saber que Felipe Neto é proveniente do Engenho Novo, o mesmo bairro carioca onde exerço a função pastoral.

Nada demove Feliciano da convicção de que homossexualidade seja pecado. Para Silas Malafaia, seu colega de púlpito e amigo particular, o que se constitui pecado é a prática homossexual. Portanto, se o indivíduo tiver desejos homossexuais, mas não chegar às vias de fato, ele não estará pecando propriamente. Esta posição tem sido quase unanimidade entre os evangélicos no Brasil. Não importa o que se sente, mas apenas o que se faz, o que, a meu ver, parece destoar da proposta original de Cristo, que num dos seus mais importantes sermões, afirmou que se um homem desejasse uma mulher que não fosse sua, em seu coração já teria adulterado, ainda que isso jamais se consumasse. Ele também disse que se nutríssemos um sentimento de ódio contra nosso semelhante, isso nos tornaria homicidas aos olhos de Deus. É do coração que brota todas as coisas, boas e ruins. Mas para os que se dizem porta-vozes da moral cristã, o que importa é a aparência, e não o que é sentido no coração. Portanto, se a prática homossexual for pecaminosa, teremos que admitir que o desejo homossexual também o seja. Assim também, se o desejo homossexual não é pecaminoso em si, então, sua prática também não o é.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, eles ensinam que tanto o amor, quanto o perdão, não são sentimentos, mas meramente atitudes. Portanto, devo declarar ter perdoado a meu ofensor, mesmo que meu coração ainda esteja magoado. Devo afirmar que amo, mesmo não amando. Os que abusam de tal ensino chegam a dizer que se deve confessar uma cura, ainda que esta não tenha ocorrido. Tudo isso em nome de uma fé divorciada do amor. O que estes gurus evangélicos ensinam como verdade, Jesus chamou de hipocrisia.

E o que tudo isso tem a ver com a traumática separação da pastora Bianca Toledo? Tudo! Bianca vinha de uma separação também traumática quando conheceu Felipe. Seis meses após a separação, eles se casavam sem terem dado um único beijo durante o namoro.  Tornaram-se nos queridinhos da família tradicional evangélica e garotos-propaganda do movimento "Eu escolhi esperar". O fato de ter se recuperado de uma enfermidade mortal era a prova de que Deus poderia reverter qualquer quadro. E o fato de ter reconstruído sua vida amorosa depois da primeira separação era a prova de que o mesmo Deus que a teria "ressuscitado", também ressuscitaria sonhos. Resultado: Bianca se tornou numa campeã de vendas de DVD’s, CD’s e livros nos quais relata seu testemunho. Seu segundo casamento se tornou num modelo a ser copiado. Ela e seu marido eram onipresentes no instagram com fotos perfeitas que lembram famílias de comercial de margarina. Suas viagens eram acompanhadas por milhares de fãs pelo snapchat.

Tudo corria mil maravilhas até que... boom! A verdade teria vindo à tona. De acordo com Bianca, seu marido confessou-lhe sua homossexualidade, e como se não bastasse, tentou suicídio após confessar ter abusado de seu filhinho de apenas 5 anos.

O assunto tomou as redes sociais de assalto. Só se falou nisso ao longo da semana. E uma das frases mais ditas foi “a máscara caiu”. E o pior é que isso é dito em tom de comemoração. Surge daí uma pergunta que não quer calar: Quem foi mesmo que forneceu a máscara? Em que baile de máscaras ele costumava desfilar?

Quem dera os cristãos finalmente entendessem o que o apóstolo Paulo intentava dizer ao declarar que onde está o Espírito do Senhor aí há liberdade. Não se trata, como muitos pensam, de liberdade para cultuar do jeito que bem entendermos, pulando, dançando, plantando bananeira, etc. E sim, liberdade para ser o que se é, sem receio de ser julgado por quem quer que seja.

Todos somos seres em fase de acabamento. Ou se preferir usar uma expressão filosófica, somos um devir. Ninguém está pronto. Por isso, Paulo é incisivo: se almejamos tornar-nos seres humanos melhores, temos que nos manter com “o rosto descoberto” enquanto transitamos num ambiente impregnado de liberdade, amor e respeito mútuo.

Sob as máscaras fornecidas pela religião, monstros eventualmente se formam. Se vivessem na luz, não haveria ambiente propício a isso.

Se Felipe Heiderich é, de fato, um homossexual, jamais deveria ter se casado com uma mulher. Em compensação, provavelmente não teria sido acolhido pela igreja. No fundo, não temos nada contra homossexuais, desde que permaneçam no armário e não nos importune. Santa hipocrisia, batman! Se contraírem matrimônio com pessoas do sexo oposto, melhor ainda. Isso provaria que nossa teoria de cura gay está correta. Mas é aí que as coisas mudam de figura. Forja-se uma conversão (não apenas religiosa, mas sexual), e, para provar estar “curado”, casa-se e passa a viver uma mentira. Muitas vezes, o cônjuge é cúmplice. Noutras tantas, é vítima.

Por favor, parem com esta ladainha que insiste em vincular homossexualidade à pedofilia. Ser homossexual não é crime. Apesar de muitos acharem que é pecado. Porém, pedofilia é tanto crime quanto pecado. Ademais, está estatisticamente comprovado que raramente o abuso de crianças é perpetrado por homossexuais. Geralmente, são praticados por héteros.  Se abusou de uma criança, deve ser preso, mas não odiado por quem deveria amá-lo.

O estuprador, o pedófilo, ou qualquer outro criminoso, não podem escapar do rigor da lei. O que não significa que devam ser alvo de nosso ódio e desprezo. São seres humanos, tão carentes da misericórdia divina quanto cada um de nós.

A julgar pela reação de boa parte dos cristãos, não foi só a máscara do tal pastor que caiu, mas a de todos eles. Todo amor que pregamos foi por terra abaixo. Nosso desejo de vingança depôs contra nós, tanto perante a sociedade, quanto perante o próprio Deus.

Permitam-me, agora, uma opinião sincera sobre a postura da pastora, considerada por muitos, corajosa. Teria sido ela cúmplice ou vítima de toda esta situação?

De acordo com o que saiu na mídia, tanto escrita, quanto televisiva, Bianca havia sido informada pela babá que seu atual esposo abusava de seu filho desde que tinha 3 aninhos. Mas ela nada fez. Preferiu fazer vista grossa. A babá relatou ter comunicado a Bianca que o menino estava sempre sem fralda no berço e que seu padrasto era visto constantemente saindo de seu quarto de madrugada, e que todas as vezes que Bianca viajava, ele dispensava a babá e dormia com o menino em sua cama. Por que só agora ela resolveu jogar tudo no ventilador?

E quanto à forma como trouxe a público a situação? Por que expor o próprio filho dessa maneira? Não bastava tratar do caso na esfera privada?

Ela poderia até expor o fato de seu marido não demonstrar interesse sexual por ela desde o sexto mês de casamento, e revelar a todos sua homossexualidade e até sua tentativa de suicídio. Mas não vejo razão para expor uma criança que poderá carregar este estigma para sempre.

E o que me causa ainda mais repulsa é perceber o viés espiritual que está se tentando dar ao caso, como que prevendo a repercussão e a maneira como poderá poupar seu ministério de um escândalo, incrementando as vendas de seu material. Já, já, teremos mais um best-seller contando como sobreviveu a isso. Não consigo ver com bons olhos tal estratégia de marketing ao custo da exposição de uma criança inocente.  

Imagine daqui a vinte anos, quanto for adulta, e fizer uma busca no google pelo seu nome, com o que esta criança se deparará. Tudo isso poderia ser evitado.

Hoje mesmo, Bianca postou um banner com sua foto e a frase: “Bianca Toledo alerta a igreja: Uma tempestade vai limpar os altares cristãos em toda a terra.” E mais: “Vejam que muitos outros cairão nos próximos dias porque sujaram o que é santo conscientemente e a igreja vai despertar para o que ignora: satanismo infiltrado nas lideranças, pedófilos e imorais, corruptos e adúlteros, gananciosos e manipuladores. Para que haja temor e cura.”

Antes de se preocupar com a igreja e com o seu ministério, ela deveria se preocupar com o seu filhinho. O mesmo apóstolo diz que quem não cuida dos da sua casa, como poderá cuidar da igreja de Deus?

Acho até que ela deveria dar um tempo com as redes sociais. Tirar um ano sabático. Dedicar-se inteiramente à restauração de seu filho.

Finalmente, devemos considerar o direito que seu ex-marido tem de vir à público e expor sua versão dos fatos. Até o presente, não há provas de que a criança foi abusada. Ele está preso por medida cautelar, seguindo o protocolo nessas situações.

O advogado de Felipe Heiderich, Leandro Meuses, usou o perfil de seu cliente no facebook para dizer que  “as acusações formuladas contra Felipe são inteiramente falsas” e que “a polícia saberá investigar para, ao final, esclarecer a verdade”. Segundo ele, nem o pastor nem o advogado vão procurar a mídia para esclarecer os fatos: “Não iremos em busca da mídia para promover qualquer de nossos interesses, iremos sim provar a inocência de Felipe nos autos do inquérito policial, confiando no trabalho da Polícia e da Justiça!”, explicou. “Orem por Felipe para que ele tenha forças para superar essa grave injustiça, e peçam a Deus que ele faça apenas justiça, nada mais!”

Se for comprovado seu crime, que pague pelo que fez. Mas, por outro lado, se for comprovada sua inocência, que sejamos cristãos o suficiente para pedir-lhe perdão pelo linchamento público a que o estamos submetendo. 

Enquanto isso, que tal abandonarmos nossa hipocrisia e deixarmos de projetar nos astros do mundo gospel nossas fantasias de perfeição? Que tal assumirmos de vez nossa humanidade e olharmos com misericórdia as idiossincrasias alheias?

Mais amor, menos rancor, por favor. 

101 comentários:

  1. Compartilho do mesmo pensamento que o senhor.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo6:44 PM

    Pastor Hermes, compactua de suas ponderações neste caso, ainda mais cedo hoje eu estava pesando sobre tudo isso, e fiquei em campo neutro por enquanto pois sabemos que nada sabemos e o inimigo de nossas almas e muito, mas, muito ardiloso. De muito bom senso e espirito cristão suas palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8:21 AM

      Exatamente, sentimento de que,apesar da dureza dos fatos, há outros planos. Muito mais ardiloso que pensamos.

      Excluir
    2. Meu Deus que absurdo!!!! Onde está o Espirito do Senhor, aí está a verdadeira liberdade, não pra fazer o.que quer ser quem quiser, nesse caso pode ser pedofilo? E justamente o.contrário,em.Cristo e vivendo nele podemos ser livres pra dizer não ao pecado. Não a forma rebelada aqual o homem decidiu viver, independente de Deus, não importa para qual inclinaçao nascemos, não precisamos viver assim ou assado, e não é por esforço porque jamais conseguiremos mas é a ligaçao continua e initerrupta na videira, ligados na videira

      Excluir
    3. A biblia e a única regra de fé e prática, as pessoas precisam parar de querer ditar as regras e se submeterem, quem dita as regras e Deus porque ele é Deus e ponto,.quem diz como deve ser e ele, é se ele diz que não é não, é ele vai honrar nada será além das forcas de ninguém, Se o.filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres, o caso do felipe e só mais um entre tantos de prática de religiosidade sem conversão simples e comum, infelizmente

      Excluir
  3. Concordo com o seu pensamento. Desnecessário a exposição do filho. Me parece uma vingança velada por descobrir que o esposo é homossexual e tê-la rejeitado sexualmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não! Ela não quis vingança, ela quer justiça. Ela não expôs o filho, aliás, tu o que ela vem fazendo é para protegê-lo. Se vc tivesse um filho e ele fosse abusado (Que Deus te livre), vc não denunciaria o crime? vc seria cúmplice ou entregaria ele? Se vc fosse uma figura pública vc iria expôr o bandido ou deixaria outra mulher ser enganada? cuidado! coloque-se no lugar dela.

      Excluir
  4. Anônimo6:51 PM

    Por 4 anos, fui submetido a campanhas e jejuns, para ser liberto da "Homossexualidade", nesse período, 2 tentativas de suicídio. Depois não ver mudança, fui aconselhado a ter uma namorada. Eu queria viver o que acreditava ser a verdade do envangelho. Foi frustrante e traumático pra mim e principalmente pra ela. Decidi sair da igreja, e um pastor me procurou depois que não me viu mais na igreja e se ofereceu para uma visita em minha casa pra conversar. Senti um desejo sincero em me ajudar e acolher, abri meu coração, minha vida. E faltando um dia para a visita, ele sugere irmos para um motel. Me se ti que meu mundo tivesse acabado. E ele insistiu, disse que se continua se iria procurar a mulher dele. Ele nao me ligou mais. Alguns dias depois fico sabendo que em uma reunião entre obreiros, para se safar, disse que eu tinha dando em cima dele. A igreja claro, acreditou no pastor, não no gay.como falou muito bem no texto, um gay só poderá ser aceito e escondido, com máscara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo9:03 PM

      Querido,Deus sabe tudo. Fica em paz! :*

      Excluir
    2. WWW . igrejacontemporânea.com.br

      Excluir
    3. Sinto muito! Mas independente de qualquer coisa Deus te ama muito! E nada pode te separar do amor que está em Cristo Jesus, não se esqueça disso. Não pare de buscar a Ele, por causa disso. Seja sincero e viva para Ele da forma mas sincera possível! A bíblia diz vinde como estás! Ele não pede para você mudar e vim,mas Ele diz vem que o meu amor vai te transformar! O amor dele nos transforma e nos completa. Ele te ama muito!

      Excluir
    4. Sinto muito! Deus te ama muito não se esqueça disso! Nada pode te separar do amor que está em Cristo Jesus! A bíblia diz para irmos assim como somos! Ele não pede para mudarmos para depois ir, NÃO! Ele diz vem que o meu amor vai te transformar... Só vem! Não pare de buscar a Ele! Não tenha medo, culpa... Ele te ama. O adore com sinceridade! Sem uma capa. Só seja você! O amor dEle vai te transformar dia após dia. não importa o tempo que leve... nunca vamos ser perfeitos, santos! Mas vamos indo caminhando em busca de estatutos de varão perfeito. Sempre vamos ter que mudar algo ou abrir mão de algo por amor a Ele! E por mais difícil que seja é a melhor coisa. Deus é incrível! O amor dEle é incrível! Ele nos completa acredite nisso! Que Deus te abençoe!

      Excluir
    5. Anônimo4:54 AM

      é mesmo deus vai transformar voce pelo amor dele voce sera transformado em HETEROSEXUAL kkkkkk......e todos os cristaos que tem uma porçao de fantasias sexuais ele vai transformar tambem.....deixarão de ter as fantasias....e quem é heterosexual deixara de ter desejo hetero...todos serão anjos kkkk...

      Excluir
    6. Esse seu argumento e no minino infantil, e como disse, Deus diatas regras, ele e o criador e decide como sera, a bos cabe nos submetermos out não a SUA vontade, Deus criou Homem e mulher e mandou se relacionar dessa forma. Ponto o homem decidiu se desconectar de Deus e viver como bem entende, pir esse motivo a humanidade foi afetada, a natureza foi afetada e so sera restaurada pro completo qdo ele voltar... ate la,o evangelho resolve isso e não a Religiao o que temos que entende de uma sex por todas, e o que Deus fez pro nos e não o que nos achamos certo fazer que ira resolver a nossa natureza decaida, agora eu lhe pergunto porque eu tenho um.filho gay, que Nunca foi rejeitado pela condicao por mim, porque eu não sou diferente dele preciso da mesma graca. Voce esta em paz? Vc tem paz? Porque o que os outros pensam não importa.

      Excluir
    7. A satisfaCao em Cristo amigo e algo incomparavel eu ja busquei tbem em outras coisas em muito sexo, em divestasi. Coisas nada se compara, e não e pro esforco, porque isso resulta em fracasso e a verdadeira liberdade !!! experimente!

      Excluir
  5. Anônimo6:52 PM

    Vc não se posicionou, a homossexualidade ou o desejo é pecado ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8:46 PM

      O posicionamento dele está explícito, amigo. Ou você é mais que não sabe ler? Pelo visto, sim.

      Excluir
    2. Anônimo9:04 PM

      Também senti falta disso

      Excluir
    3. Quem sabe se tu analisar as duas teologias chegue a uma conclusão própria? Não acha melhor ter tua própria opinião a respeito do que receber uma opinião já formada de outra pessoa? Analise, confronte a Teologia Inclusiva com a tradicional.

      Excluir
    4. Anônimo12:38 PM

      Ser anonimo e tao bom
      Da ate pra ofender as pessoas sem encarar as consequencias

      Excluir
    5. Caro Antonio, o texto é claro quando o reverendo fala do sentimento, usando o texto do adultério, do homicido em Mateus como aspectos de pecado mesmo sem sua consumação; e traz a mesma aplicação as pessoas que sentem desejos homossexuais mesmo sem consumar o ato. Quem tem uma experiencia de consumação homossexual, as vezes nem é homossexual, ato este, também apedeuto, agora quem sente e não se assume, principalmente dentro do ambiente religioso, é muito perigoso, pois pode envolver outros também a um paroxístico ambiente.Verdade tão comprovada nos últimos dias.

      Excluir
    6. Ter desejos porém não consuma-los, eu penso segundo o que aprendi é o seguinte...
      Enquanto deseja e luta contra não é pecado e a palavra fala sobre quem ama e pés que correm para o pecado, portanto se deseja e não luta e se apressa para consumir seu desejo isso sim é pecado.
      #meupensamento.

      Excluir
  6. Anônimo7:09 PM

    Nunca li tanta besteira na minha vida,texto machista, a vitima eh somente a mulher e o filhinho ,não acho q tenhamos q ter pena e misericórdia de um pedófilo, ou estuprador,falso profeta, se escondia em um mundinho sujo, q gracas a deus foi descoberto...tenho pena dessa moça, parece q veio ao mundo apenas para sofrer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente, quando faço um crítica, revelo meu nome. É fácil fazer isso sob o manto do anonimato. É exatamente isso que critico no texto. Nossa santa hipocrisia, nossa pseudopiedade, os monstros que cultivamos sob o manto da religiosidade. É importante que digamos tudo às claras e busquemos viver na luz.

      Excluir
    2. Anônimo8:52 PM

      Vai em frente e atire a sua pedra. Porque a primeira já foi atirada há tempos. Entra na fila. Concordo com o Hermes, prefiro aguardar a conclusão das investigações. A crítica à tal pastora é pertinente, sim. Exposição desnecessária do seu filho a fim de dar uma "reposta", uma "satisfação" ao público gospel. Tudo isso tem sido uma grande suruba psicológica. Como é nas ditas sessões de disciplina das agremiações religiosas. tsc, tsc!

      Excluir
    3. Anônimo4:18 PM

      A única vítima é a criança. Bianca casou com um cara que conheceu na internet. Não acreditou em sua empregada. Porque para tudo era lindo e perfeito aos seus olhos. Uma familia para se ganhar dinheiro, pregando o q não vive. Não acreditou na empregada, claro, só via o que queria ver. Ela é vítima??? Dois anos de casada com um homem que não conhecia. A palavra diz quer pelos frutos conhecereis. Essa mulher primeiro precisa conhecer a palavra de Deus é viver. Gosto muito a Tannure uma mulher que ensina a palavra e vive. Pode até não ser perfeita, mas vive os princípios bíblicos. Para quer fazer sucesso com pregação da palavra, precisa viver a palavra.

      Excluir
    4. Anônimo5:47 AM

      Nem tudo que ela diz é verdade, o ex marido disse que ela o traiu, por isso quis a separação. Assista o vídeo no YouTube com o testemunho do Felipe Heiderit falando sobre como a conheceu, depois faça uma busca no Google com o nome dela é clique e imagens. Você encontrará o Felipe ao lado dela ainda no hospital, contrariando toda a versão dele. Aí vc chegará a conclusão de que o ex fala faz muito sentido.E eu me pergunto, ela não sabia das mentiras que ele contava? É mesmo assim elogiava o caráter dele é se colocavam como exemplo, para ministrar casais! Sinceramente, ela está mais para cúmplice que para vítima! Infelizmente!

      Excluir
    5. Michele Oliveira10:59 AM

      Penso na cumplicidade, pois ela fora alertada sobre a possibilidade de abuso pela babá, e, ao se omitir, permitiu a pedofilia.

      Excluir
    6. Anônimo10:37 PM

      https://www.google.com.br/search?q=bianca+toledo&client=safari&hl=pt-br&prmd=vin&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiHt7bH4uzNAhUMmJAKHeZjCT0Q_AUICCgC&biw=375&bih=559#imgrc=FRjvH3p8Sc3ItM%3A

      Anonimo, a foto do google a que sw refere é essa? Pq assim comk tenho feito com tudo o que tenho ouvido antes de julgar os dois lados, to indo entender os fatos... E vi que trata-se de um
      Episodio ocorrido em 2014, quando eles ja eram casados, onde ela voltou pro Hospital em emergencia por uma fistola e trombose... E seu marido Felipe estava ao seu lado.
      Se houver outra foto que comprove que eles se conheceram na epoca de sua primeira permanencia no hospital gostaria de ver...
      Tudo confuso.. Precebo que o objetivo principal de todu é deaviar o foco ao que realmente interessa....

      Excluir
  7. Anônimo7:51 PM

    O texto me soou um tanto quanto machista. Não esperava isso de você.
    Ou fui eu que não consegui captar a mensagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto muitíssimo se lhe passei tal impressão. Sempre serei pela vítima. E neste caso, a vítima é a criança. E ela é vítima duas vezes. Vítima do padrasto, caso se confirme o abuso, e vítima da exposição por parte da mãe. Sou um defensor da mulher, a ponto de me posicionar pelas demandas do movimento feminista. Mas isso não pode me cegar para a realidade. Minha preocupação neste caso é com a criança.

      Excluir
    2. Anônimo12:01 AM

      Sei

      Excluir
    3. Com certeza foi vc que não conseguiu captar. Leia de novo.

      Excluir
    4. Laila Dutra8:46 AM

      Eu entendo sua posição Hermes, a priori pensei que iria se focar apenas na culpa da mulher, mas entendi no final que vc na verdade só queria tratar da excessiva exposição da criança, e concordo com vc, vi textos de outras feministas tratando do mesmo fato. A Bianca está certa em denunciá-lo e procurar a justiça, mas deveria ter resguardado a integridade psicológica da criança. Sigo esperando o desfecho dessa história e espero que a justiça seja feita...

      Excluir
    5. Anônimo2:08 PM

      Boa Tarde, Hermes eu sou o anônimo que fez a pergunta. Obrigado por me responder. Irei ler com mais atenção.

      Excluir
    6. Na verdade quem citou o filho da Bianca no senado foi Magno e não a mesma. Mas como se tratava de pedofilia e por ela ser mãe foi meio que óbvio.
      Quanto ao amor creio que seja sim decisão, e quando se decidi amar o ódio não é uma opção. Sim a vítima sempre foi a criança, concordo nesse ponto pastor.

      Excluir
    7. Nadia Hirsch7:33 PM

      Incrivel tudo que escreveu, Congratulations, Parabens, tudo que eu queria dizer e tuas palavras eu declaro as minhas. Oremos pelos 3. Inocente ate provar culpado. Ser for, que as 2 justicas sejam feitas.

      Excluir
    8. Nadia Hirsch7:36 PM

      Super bem escrito, tuas palavras nao poderiam ser melhor. Oremos pelos 3, inocente ate provar culpado. Muita midia para meu gosto. Se for culpado que as 2 justicas sejam feitas.

      Excluir
    9. Meia palavra pra um bom entender basta. Bianca não falou q foi o filho, mas deixou claro quando disse "como mãe" estava triste. Quando pediu ao Senador Magbo Mauta q a defendesse em tribuna e contou a história mais intimamente. A vítima nessa história é o pequeno Victório..

      Excluir
  8. Mais pastores com esse pensamento,mais igrejas com essa visão, pastor. É o que eu desejo.

    ResponderExcluir
  9. Hermes, vc tem algum texto sobre o assunto homosexualidade? Gostaria de saber seu ponto de vista sobre este assunto bem controverso entre as posições cristãs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá André. Sim, tenho vários artigos sobre o assunto. Seguem abaixo alguns links:

      http://www.hermesfernandes.com/2013/02/quem-sao-os-eunucos-da-vez.html

      http://www.hermesfernandes.com/2015/08/ser-gay-nao-e-uma-opcao-descobertas-as.html

      http://www.hermesfernandes.com/2013/06/o-abominavel-homossexual-e-abominacao.html

      http://www.hermesfernandes.com/2013/12/e-se-deus-lhe-desse-um-filho-gay.html

      http://www.hermesfernandes.com/2015/08/farinha-do-mesmo-saco-o-que-biblia-diz.html

      http://www.hermesfernandes.com/2015/08/um-gay-convertido-pode-reverter-sua.html

      http://www.hermesfernandes.com/2013/04/a-maldicao-dos-deuses.html

      Excluir
    2. Homossexualidade é pecado Pr?

      Excluir
  10. Olá, Pastor, eu gostaria de fazer uma única ressalva:

    Quando o senhor aborda a pedofilia, o senhor incorre em um erro bastante comum: posicioná-la diretamente como um crime.

    A pedofilia é um transtorno de sexualidade, devidamente reconhecido pela Organização Mundial de Saúde como doença, que consiste na preferência sexual por meninos ou meninas pré-púberes ou no início da puberdade.

    Desta forma, temos que é bastante temerário se referir a este termo necessariamente como um crime. Até porque, na grande maioria das vezes, aquele que comete o abuso de menores não é pedófilo, isto é, não é um ser doente, e desta forma não será punido da mesma forma que aquele seria.

    Faço esta crítica porque seus textos são ótimos, e sempre os recomendo, ação que fica prejudicada quando trata de maneira bastante rasa o referido tema.

    Obrigado pela atenção e espero que entenda a minha ressalva.

    Att,

    Hugo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo7:41 PM

      Quero só parabenizar o Hugo pelo seu texto, faça minhas as tuas palavras, parabéns!

      Excluir
    2. Pedofilia é crime previsto na legislação brasileira pelo que eu sei

      Excluir
    3. Não existe crime de pedofilia e sim de estupro de vulnerável. Art. 217- A do código penal

      Excluir
    4. Pedofilia é uma doença, não um crime. Como a Fabiola bem colocou (e infelizmente o autor do texto não observou), um pedófilo só se torna um criminoso quando comete a conduta tipificada no art. 217-A do CP.

      Att,

      Hugo.

      Excluir
  11. Hermes, voce é bastante ousado nos seus posicionamentos. Santa ousadia!

    ResponderExcluir
  12. Então homossexualismo no seu entendime nto é o modelo de deus pois em quase todos os seus post vc defende o homossexualismo,uma coisa o irmão foi sábio,a criança é a mais prejudicada nessa história...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O termo correto é HOMOSSEXUALIDADE.O"ismo"q insiste em colocar remete a doença,e já tá comprovado q nada tem de doente a pessoa ser gay.

      Excluir
    2. Anônimo8:35 AM

      Cuma???

      Excluir
    3. Anônimo7:56 PM

      Esse papinho de novo de "ismo" , penso que os próprios homossexuais dao corda pro seu próprio preconceito, buscam "defeito" em tudo pra se colocarem como minoria. É o feitiço contra o próprio feiticeiro.

      Excluir
    4. Querido, tive o mesmo pensamento a priori, mas aí reli o texto e é exatamente o contrário. A um quê irônico até no texto... lria novamente.. chegará só mesmo entendimento q eu

      Excluir
  13. Pastor , respeito muito o senhor , em partes concordo em partes não. Vamos lá.
    Primeiro ficou em dúvida se homossexualismo é pecado ou não para o senhor. "Mas isso quase não está mais fazendo diferença né...tanto faz"...

    Segundo. a Criança é vítima ?? sim! agora pergunto, somente a criança é vítima??
    Você acha q uma rapaz como Felipe não seria capaz de enganar sua própria mãe? (só usando como exemplo, para vc refletir)
    Ela foi muito vitima dessa situação. Tanto quanto seu filho pastor!
    Ela escolheu fazer o que as nossas igrejas pregam e ensinam sobre casamento. Manter-se em santidade, pudor e exemplo para milhares de cristãos que a seguem como exemplo. É difícil enxergar isso?
    Mesmo falando contra as máscaras...parece estar mais preocupado com a reputação da "santidade da igreja" querendo que manta-se isso em sigilo... Acha que ela conseguiria? acha que a mídia evangélica não cairia em cima dela com inúmeras perguntas como estão fazendo agora?
    Quando vc escreveu que ela não cuida da sua casa, foi o pior besteira que vc falou, me desculpe! Tudo que foi criticado por ti no texto, até mesmo "o resolvi esperar", foi por um desejo contundente dela, de cuidar da sua casa. E isso é culpa de vcs líderes, se essa frase está em tom negativo nesse momento é muito fácil escrever isso agora. Nunca vi texto contrário à essa frase isso antes.
    Agora se pessoas com uma má índole e de uma frieza tamanha como desse "pastor" ...não for totalmente RESPONSÁVEL de todo mal que está acontecendo com a Pr Bianca, então acredito que estamos entrando numa frieza espiritual muito grande mesmo.

    O senhor acha q ela pensa ou passou pela cabeça dela que daqui 20 anos o filho dela estará em profunda depressão lendo e relendo acontecimentos de tristezas vividas no passado pastor?
    Passado não devem ser nosso algozes pastor...
    "e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,"
    Filipenses 3:13

    O senhor deveria pedir desculpa a ela pelo equivocado texto!
    Como disse , respeito o senhor... porém NINGUÉM está livre de erros , inclusive o senhor com esse.
    Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mt bom seu comentário, penso o mesmo.

      Excluir
    2. Anônimo11:01 PM

      Bom comentário. Ficou confuso o texto dele. Terceiro e quarto parágrafo -- como sempre essa dialética deturpa a justiça original e a transforma em moralismo que precisa ser validado pelo amor. No fundo é hipocrisia do mesmo jeito, só que baseado no que sentimos e não na palavra de Deus. Quando Cristo disse que se um homem desejasse uma mulher que não fosse sua, em seu coração já teria adulterado, ele fez isso para elevar o nível da lei moral de tal forma que qualquer um veria a sua incapacidade de cumpri-la, e percebesse seus pecados corretamente.

      Qualquer tipo de leis que acrescentamos às Escrituras podem ser difíceis, mas elas são sempre possíveis. E essa possibilidade é onde o orgulho mora e acaba anulando a graça de Deus, até que nos reste apenas mera instrução que pede por correção em vez de exigir arrependimento. Este é o caminho do orgulho, o caminho do Fariseu -- A lei exige o nosso coração, alma, mente e força; as tradições podem ser mantidas com nosso esforço humano. No cristianismo lutamos a batalha contra o pecado não com a nossa vontade ou emoções, mas com o nosso Senhor Jesus e Sua Palavra de perdão e vida.

      Excluir
    3. Muito lúcido seu comentário Francisco. Concordo com o pastor Hermes, que temos que pensar na criança. Mas concordo contigo, que temos que pensar na pastora Bianca. Ela está sofrendo muito e em todo o tempo, só quis acertar.
      Quanto aos movimentos "eu escolhi esperar" e semelhantes, vejo com muita desconfiança. Essas ideias empurram o jovem para situações complicadas, como casar sem conhecer, por exemplo. E outras...
      Por trás disso há uma intolerância a tudo, e força as pessoas a viver fantasias semelhantes às propagandas de família perfeita, como as do casal Toledo-Heiderich.
      No fundo é tudo triste. Antes de atacar qualquer um dos lados temos que parar e pensar.
      Que cristianismo é esse que vivemos no século XXI?

      Excluir
  14. Fiquei na parte em que ser homossexual n é pecado,desisti pois sei que sua mente estar longe da verdade do meu Deus,triste viu vai pensando assim Jesus estar as portas,e outra não julgue Bianca vc fala do que seu coração estar cheio,cheio de incrdulidade,termino te dizendo estarei orando por meu querido,graça e paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:47 PM

      Se o seu deus é esse que o público gospel pinta, bélico, vingativo, segregador, sim, o pastor Hermes está bem longe, graças a Deus.

      Excluir
    2. Anônimo12:09 AM

      O melhor de tudo, todo mundo preocupado em defender seu posicionamento, seu pensamento..julga...julga e julga..bom mesmo e mergulhar na Bíblia e ver que ate isso esta previsto..nos últimos tempos o amor de muitos esfriaria..e por ai vai..ah Jesus volta logo!!!!

      Excluir
  15. Anônimo7:18 AM

    Querido Hermes C. Fernandes,concordo com praticamente tudo o que sua pessoa no início da reportagem acima registrou, exceto quando falou a respeito da homossexualidade. No mais, parabéns.

    ResponderExcluir
  16. Senhor Hermes!
    Primeiramente sou cristã, tenho familia, sou escritora e entendedora da palavra tantos como muitos aqui que deixaram suas opiniões...
    Tenho em vista que nunca li tantas asneiras escritas em um texto. Não acredito em seu pastorado com essa visão. Desafio a ler desde o primeiro capitulo de Geneses e Apocalipse...O Senhor precisa conhecer a palavra de fato e de verdade. Não estou lhe julgando, estou te confrontando a respeito do que li.
    Então vamos lá!
    Deus fez o homem para a mulher, e para procriação da humanidade, então, acha mesmo que o homossexualismo não é pecado? O seu texto para um bom leitor fica claro sua posição.
    No que se refere de Bianca e seu esposo, tenho que lhe informar que sua máscara também caiu diante de um texto tão distorcido com a palavra de Deus e descrente com a palavra de Deus. Reveja teus conceitos de Pastor, pois um dia Deus também pode te passar na navalha assim como muitos. Tenho 3 livros escritos e priorizo ser enfática com a palavra de Deus e o que vivo nele...Penso que o que escrevemos e o que vivemos e sentimos. Então, te convido a rever seus conceitos e se arrepender de tantos pensamentos que certamente deixa o Espirito Santo de Deus triste com suas colocações a respeito da criação de Deus...Home e Mulher!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro quê homosexualismo não existe, o sufixo ismo denota doença e isso já foi retirado dos anais da medicina há muitos anos. Como escritora, espera-se que, pelo menos vc tenha conhecimento amplo do assunto que trata. O assunto é homossexualidade. Segundo, engraçado vc ser tão enfática a respeito da palavra de Deus, pq a não ser que ele tenha descido e falado com vc pessoalmente, o que sabemos que não é verdade, o que vc expõe são só conjecturas e não verdades absolutas. Não creio que Deus julgue que amar, mesmo que seja alguém do sexo oposto, seja errado. A palavra de Deus desprovida de amor não existe.

      Excluir
    2. Renata que close errado mana! Era melhor não ter comentado tendo em vista seu preconceito nítido em suas palavras. Nureen não adianta tentar falar da imensidão do amor de Deus com alguém que usa as palavras Dele para segregar pessoas de acordo com sua orientação sexual. Deus não faz acepção de pessoas! (Atos 10.34)

      Excluir
    3. Anônimo5:13 AM

      escritora de tres livros e escreve HOME.......salve nos por misericordia....de lermos os livros desta irmã....para ela sexo é só para procriar......provavel que seja casada......como é só para procriar.......ela e o marido devem estar ....há muito tempo sem nada....so jejuando e orando pra passar a vontade

      Excluir
    4. Michele Oliveira11:13 AM

      Renata foi infeliz em suas colocações.... e ressaltando o comentário do anônimo , ser escritora de 3 livros e escrever home, já cai por terra toda possibilidade de levar em consideração sua visão da coisA. Eu nao frequento igrejas, porém sei que Deus é amor, e nao segrega pecadores, pois se segregasse, o mundo estaria bem pior. E a sua declaração, sem um pingo de hulmidade, ao dizer que é conhecedora da palavra, PQP, vamos dar uma segurada na sua vaidade... diga que vc é uma estudiosa constante da palavra. Sem credibilidade nenhuma vc!

      Excluir
  17. Hermes, querido irmão, não o conheço, mas já gosto de vc, só de ler o que escreveu. Havia escrito um texto aqui, mas na hora de enviar perdi tudo!? Seja como for, resumindo o que tentei dizer, quero te dar os parabéns pela lucidez e por sua maneira de cuidar da pessoa mais indefesa, que é mesmo a criança! Concordo e, fazendo coro com vc, tbem denuncio a hipocrisia que insiste em dominar o pensamento religioso que nos envolve a todos! Essa matriz que, historicamente, insiste em abandonar o Espírito do Cristo e assumir o espírito institucional religioso, julgando e condenando uns, mas absolvendo e liberando outros, de acordo com o envólucro teologico, cultural,religioso, enfim... De fato, vivemos uma religiosidade muito estranha em nosso país! Sobretudo no que chamamos e movimento evangélico brasileiro. Não vejo muito, pra não dizer: praticamente nada, do Evangelho, que Jesus viver e ensinou. Chega a ser estranho, mesmo, que um movimento que se diga cristão ande tanto na contramão do que o Cristo deixou como fundamento pros seus seguidores. Em suma, gosto do seu clamor pela maneira que devemos tratar a questão em voga, mas que nos atinge em todos as esferas de nossa atuação na sociedade. E preciso que assumamos nossa incapacidade de sermos perfeitos, inerentes,livres de fracassos! Precisamos parar de projetar nos outros essa nossa doença! Precisamos enxergar nossa fragukidade e nossa condição de pecadores, capazes de cometer os piores pecados, em pensamentos ou em ações, portanto, comsumá-los fonte de Deuse dos homens, jáque ele se consumou no coração! Só assim seremos capazes de enxergar a graça, misericórdia e o amor de Deus, sendo capacitados a perdoar e acolher, primeiro a nós mesmos, depois o outro. Uma outra coisa, que não posso deixar de comentar, fazendo aqui algumas gratas exceções, é esse mercado gospel, de lixo, que subverte os valores do reino, elaborando teologias que só reafirmam ideais que nunca foram ensinados por Jesus, alimentando uma indústria voraz que ilude os consumidores e põe na vitrine, com o status de "homens e mulheres de Deus", gente que nada têm de compromisso com a caminhada de fé e com os idéias de vida de Jesus. Em relação a pecados morais, ficaria com a teologia tradicional, que me mostra que "todos pecaram e distribuídos estão da glória de Deus", portanto, todos, sem excessão: héteros e homos e bi, tri, polisexuais, adúlteros homicidas, corruptos, idolatras, suicidas (e a relação não termina...), carecemos da misericórdia, perdão, paciência, bondade, graça e amor, de um Deus que não está preocupado em nos julgar pra nós condenar, mas em nos acolher e perdoar, continuando a acreditar que sempre poderemos entender o seu amor e, assim, viver esse seu amor em nossos amores no mundo!!! Ichiii... essa fala é interminável... vou parar por aqui, querendo dizer muito mais... mais uma vez, parabéns Hermes e um bjo carinhoso em todos

    ResponderExcluir
  18. Tudo corria mil maravilhas até que... boom! A verdade teria vindo à tona. De acordo com Bianca, seu marido confessou-lhe sua homossexualidade, e como se não bastasse, tentou suicídio após confessar ter abusado de seu filhinho de apenas 5 anos...
    Quando li esta parte, tive a certeza de que realmente estamos vivendo no inferno. Um lugar onde as pessoas são podres e espõe as suas podridões na mídia para ganhar dinheiro. Na minha opinião os dois deveiram ir pra cadeia.
    Ser homossexual não é crime, porém abusar de crianças deveria ser um crime para prisão perpetua, esses abusos são repugnantes. Pior ainda é usar o nome de Deus pra se promover e "tentar salvar almas". Por favor, a palavra de Deus não deve ser misturada com esse tipo de pessoas, que pena ter que conviver com esse tipo de situação.
    Aqui as pessoas falam em nome de Jesus pra pedir dinheiro, esqueceram o verdadeiro propósito, sujam as palavras do Mestre pedindo dinheiro.
    Cristo quando esteve aqui neste inferno, ensinou que a palavra dele é AMOR não dinheiro.

    Vem logo sr. JESUS, e nos tire deste inferno.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo1:16 PM

    O problema de muitos líderes religiosos é se "estribar em seus próprios entendimentos" deixando a margem o que a palavra de Deus evidencia. Sou muito cautelosa tanto com lideres que reprimem demais quanto alisam demais o que o senhor deixou claro como pecado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo1:31 PM

      Concordo totalmente com voce, reprimir nao resolve, tampouco passar a mao na cabeça e ser permissivo.

      Excluir
    2. Anônimo11:53 PM

      Vocês chamam a graça de Deus de permissividade? No fundo, é isso que pensam, embora não deixem explicito. Acolher em amor qualquer pecador, ok,mas se for um homossexual é permissividade? Graças a Deus que o poder do Evangelho não depende de religiosos como vocês.

      Excluir
  20. Opa! Tem dúvida que homossexualidade é pecado?! É isso mesmo, Brasil?? Com relação a sua argumentação sobre Bianca, vejo se pré- julgamento em como ela deveria ter agido ou não...muito infeliz em seus julgamentos, pastor...em momento nenhum ela expôs seu filho...é só acompanhar as redes sociais...é muito triste esse texto...principalmente vindo de um pastor! Oremos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:55 PM

      Oremos mesmo, Jéssica. Pra que ignorâncias do naipe do teu texto entrem em extinção. A exposição da criança foi explícita. Só fanático não enxerga.

      Excluir
  21. Englobando todos os acontecimentos, percebo uma grande necessidade de aplicarmos cada princípio bíblico em nós mesmos... Todos envolvidos carecem do amor de Deus, até mesmos a gigantesca massa que serviu de palco para promover todo este enredo! Queridos cada vez mais, percebemos o quanto o necessitamos de ser Cristocentricos. Assim resolvendo apenas minha vida com Deus, estarei amando verdadeiramente o meu próximo e sendo uma carta escrita aos que O procuram para receberem a salvação! Um abraço a todos. Saúde e paz!

    ResponderExcluir
  22. VC É UM NOJO DE PESSOA. TALVEZ SEJA O MAL DE MUITOS JORNALISTAS: ESPECULAM A DOR DAS PESSOAS JULGANDO-AS NO SENTIDO E INTUITO DE CONDENAÇÃO. A TUA PROFISSÃO TEM FUNÇ]AO DE INFORMAR FATOS E NÃO INCENTIVAR A DISCÓRDIA ENTRE AS PESSOAS. NÃO SÓ VC , MAS TODOS OS QUE TE APOIARAM. NOJO NOJO NOJO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:01 AM

      ???????????

      Excluir
    2. Anônimo11:56 PM

      Nojo duplo: da caixa alta e da Falta de coerência do teu texto.

      Excluir
  23. Gisele Bueno1:57 AM

    Olá Pastor, bom texto!
    Sobre os homossexuais, eu sinceramente acho que a igreja não sabe exatamente como recebê-los. Se o correto seria não tentar "curá-los" para que se tornem héteros, qual é a sua opinião sobre como a igreja deveria orientá-los sobre relacionamentos ?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:58 PM

      Esse é o real desafio da igreja: como lidar com homossexuais que não têm o chamado ao celibato. Mas a igreja brasileira institucional não sai do abecedário da questão, ou seja, Genesis, procriação, humanidade pré -pecado original. Dá sono.

      Excluir
  24. Anônimo9:57 AM

    Mas qual a importância de saber se homossexualidade é pecado ou não ? E por que o pastor é que tem que afirmar - ou negar, isto ???

    ResponderExcluir
  25. Anônimo10:04 AM

    O que é mais engraçado é a forma que os homossexuais atacam a opinião cristã ou pelo menos dos seguidores do evangelho, quano eles exigem tanta liberdade de expressão e de sentimento rsrs
    Lamentável a discussão de algo simplis, pois se todas as religiões tem seu principios e ideais, porém so o cristianismo n pode ter? Será que os defensores dos homossexuais querem igualdade ou razão?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo12:00 AM

      Se houvesse o respeito de religiosos como você estava de bom tamanho. No geral, opiniões,teses e debates não mudam realidades interiores.

      Excluir
  26. Anônimo1:30 PM

    Concordo com boa parte do texto, mas tenho algumas dúvidas. Se nao há diferença entre pensar ou desejar algo que é pecado e praticar este pecado, onde fica o fruto do Espírito chamado domínio próprio? Então se eu sinto ódio de alguém posso mata-lo porque em meu coração já pequei ao desejar isso? E outra pergunta, se homossexualismo nao é pecado, devemos entao levantar pastores assumidamente homossexuais? Sabemos que a igreja nao tem tratado da forma correta a questão do homossexualismo e que a repressão nao resolve, mas simplesmente dizer que nao é pecado algo que a bíblia descreve como tal também nao é a forma correta de tratar o assunto.

    ResponderExcluir
  27. Anônimo2:07 PM

    Gostaria de saber qual sua posição sobre como a igreja deve tratar a questao da homossexualidade...

    ResponderExcluir
  28. Que texto maravilhoso! Moro no exterior e não acompanho muito as notícias no Brasil, portanto não sei absolutamente nada sobre este caso. Mas me deparar com este texto foi a melhor coisa no meu dia. Suas idéias estão cheias de bom senso, mostrando que consegues ver muito além dos dogmas, das normas, e das hipocrisias que permeiam o meio reliogioso e deturpam a beleza e pureza dos ensinamentos do evangelho. Parabéns! E por favor, nnao se entristeça com as críticas às suas escritas...muitos ainda não estão prontos para compreender certas coisas, e muito menos para confrontar suas próprias mentiras e falsidades. A luz às vezes assusta aquele que estea acostumado a viver na comodidade da penumbra espiritual, onde não sente frio e nem calor, onde não conchece a Deus ou a si, onde fica e vive por muito tempo por temer a verdade. Espero que as pessoas não sintam medo de racionar, de refletir, de encarar as verdades pois eleas realmentem libertam...

    ResponderExcluir
  29. Anônimo12:56 AM

    Que texto maravilhoso, permeado com bom senso do começo ao fim. Parabéns!
    Não se aflija com as críticas, nem todos estão preparados para lidar com a liberdade de raciocínio, de reflexão. A maioria ainda se esconde sob o conforto de viver sob a hipocrisia daquilo em que acreditam.

    ResponderExcluir
  30. Só umas observações: ela não se casou 6 meses após a sua separação como seu texto dá a entender. Quase não terminei de ler, pq tenho visto muita mentira sendo falada sobre o caso e essa é mais uma.
    Outra observação é que em um vídeo postado por ela na sexta-feira 08/07, ela diz que não deu nenhuma entrevista oficial e que não sabia há muito tempo de um possível abuso como a mídia passou.
    Terceiro, o mesmo texto que fala de linchamento público faz o mesmo, muito mais com relação à mãe que com o próprio possível criminoso, que sendo verdade os fatos é criminoso sim!!
    Por último, tem sido notável que desde os fatos ela tem se dedicado ao filho com intensidade, dispensando tal conselho, uma vez que ela mais que ninguém quer a cura do mesmo.


    ResponderExcluir
  31. Vejo que tem muitos entendidos aqui. Deixem a vida dos outros e vão cuidar das suas,isso já é de bom tamanho. E pastor se preocupe só em pregar o evangelho. Jesus ensinou tão bem. E eu quero saber quem é homossexual ou não, quem somos nós para falar sobre as escolhas alheias?! E sobre pedofilia a justiça vai ser feita em todas as circunstâncias vindas de um pastor ou não. A vida já é cheia de dificuldades e o povo ainda quer falar da vida dos outros.

    ResponderExcluir
  32. quero colega muito bom sua reflexão compartilho desse mesmo pensamento.

    ResponderExcluir
  33. Anônimo1:37 AM

    O SENHOR HERMES CITOU OS CRISTÃOS DE FORMA GENERALIZADA. NÃO SÃO TODOS OS CRISTAOS QUE PENSAM COMO ELE FOCOU. QUIS ESCREVER BONITO, MAS "PISOU FEIO NA BOLA."

    ResponderExcluir
  34. TAMAR BRUNO1:47 AM

    Deus vai cuidar de cada pedófilo de forma mais pesada do que qualquer lei que os homens possam criar, entretanto é necessário que cada pedófilo pague também na nossa justiça terrena de forma eficaz por seus erros.

    ResponderExcluir
  35. Eliane4:03 AM

    Caio Fábio foi direto ao ponto. Essa tal pastora perderia clientes ďe anunciasse apenas o divórcio sem explicar o motivo , por isso expôs o filho.

    ResponderExcluir
  36. Anônimo4:52 AM

    Homossexualidade é pecado.

    Uma coisa é você sentir desejo e lutar contra e se ENTREGAR e se DEIXAR ser transformado pelo AMOR de Deus.

    Outra é sentir vontade e se enganar, alimentar, só porque pelo fato de não esta consumando, não está pecando. Está pecando por alimentar esse desejo.

    Quem passar a amar a causa (AMAR VERDADEIRAMENTE A CRISTO E SABER QUE ELE MORREU POR NOS) não há nada que o separe do amor de Deus.

    Com Deus NÃO SE BRINCA.
    Com Deus NÃO SE VIVE EM CIMA DO MURO.

    Ou você serve a Deus ou ao mundo.

    Jesus está voltando, quer vcs acreditem ou não.

    Deus abencoe.

    ResponderExcluir
  37. Só falou merda.. resumindo tudo, está querendo dizer que a Bianca que está errada.. como sempre a vítima se torna o pivor.. ah, me poupe,te poupe e nos poupe! RIDÍCULO!

    ResponderExcluir
  38. Anônimo10:06 PM

    Renata ficou muita dúvida se vc é mesmo escritora. Uma escritora não falaria assim de outra pessoa. Colocando em dúvida o ministério dela. E daí se realmente vc escreveu livros? Muda em que? Isso não faz ninguém melhor. A gente ve tantos livros que são lixos. Tenha equilíbrio. Você aqui é minoria. Muitos concordaram com o pastor. E os que não concordaram tiveram a educação em falar. Você é muito estranha e nada ética e nem profissional. A pastora bianca errou e feio, por isso está colhendo frutos. Seu marido também. Isso é fato.

    ResponderExcluir
  39. Anônimo5:25 PM

    Deixa-me esclarecer algumas coisinhas que estão entaladas comigo. Primeiramente que ele já teve relações homossexuais sim. Mas ela não foi enganada sobre isso, ela sabia do passado dele, quando casou, inclusive do envolvimento com Satanismo, que está no passado. Quem é cristão mesmo sabe que não se imputa pecados do passado em alguém. Ela aceitou casar com ele sabendo dessas questões porque o passado dela também não é exemplar! Ela teve uma adolescência sexualmente pervertida igual a ele, segundo seu primeiro marido. Pelo que conheci do Pr. Felipe, ele casou com uma mulher não para camuflar seus desejos homossexuais, mas porque achou que estava curado disso, não esquecer que os evangélicos, e ele é um, acreditam em cura gay. Porém se após seis meses de casamento, ele parou de sentir desejos pela sua esposa, é provável que não estivesse curado como acreditou. Ele precisa rever seus conceitos sobre Deus, fato! E me espanta que alguém tão inteligente, como ele, não veja quão tolo tem sido em suas crenças, desde que começou a se envolver com a pastora Bianca. Nem sempre ele foi tolo e legalista assim! Ela começou a se irritar que ele não tinha desejos sexuais por ela e começou a questionar isso, provavelmente há algum tempo. Percebeu que ele era realmente homossexual e não quis continuar esperando, então quis anular o casamento. Porém, suas crenças religiosas, com as quais ela lucrou por alguns anos, não permitem o divórcio. Se ela simplesmente pedisse divórcio, como uma pessoa normal, seu público a "apedrejaria", ainda mais com o Pr. Felipe dizendo que se nega a assinar o divórcio e que ainda a ama, como está acontecendo mesmo com todo o escândalo que ela o fez passar. E então, da mesma forma como ela fez para terminar o primeiro casamento, ela precisava de uma história grave, que fizesse os religiosos trairem suas próprias crenças e apoiarem esse divórcio. E, com tanta crítica que ela vem recebendo pela exposição, ainda é capaz dela querer reatar o casamento! E como o Pr. Felipe é bobo talvez aceite sem se dar conta de que ainda está sendo usado por ela. Ele tem desejos homossexuais sim e não negou hora nenhuma, omitiu, mas não negou. Mas uma coisa é ser homossexual, outra é ser pedófilo. Talvez a homofobia visível da Bianca Toledo tenha feito com que ela realmente acreditasse que se um gay dorme com o filho dela ao lado ou dá banho nele, isso caracteriza estupro ou talvez tenha ficado com medo de que o filho tivesse se influenciando pela homossexualidade do Pr. Felipe. Aí então veio todo o escândalo!

    ResponderExcluir
  40. Anônimo7:58 AM

    Excelente texto, enfim, li algo com maturidade cristã sobre esse acontecimento. Parabéns Pastor!

    ResponderExcluir