terça-feira, janeiro 10, 2012

59

Celulites na Noiva de Cristo: os efeitos indesejáveis do modelo celular

igreja obesa

Por Hermes C. Fernandes

Recebi recentemente um e-mail de alguém descontente com o modelo celular implantado em sua igreja. Por achar pertinentes as questões por ele levantadas, resolvi usá-lo em um artigo sobre o tema. Ei-lo abaixo:
Há algum tempo tenho andado triste com algumas coisas que têm acontecido em minha congregação. O trabalho lá é celular e, como tal, a meta é que sejam formados e enviados mais e mais líderes de células. Porém, o meu entendimento é de que alguém que lidera uma célula é, na prática, um pastor, pois tem que cuidar, de e discipular pessoas - e isso, no meu entendimento, é um dom do Espírito. Tenho a certeza absoluta de que não tenho chamado para a vocação pastoral, por isso nunca me prontifiquei e nem quero ocupar tal cargo na igreja, porque o que gosto de fazer é ensinar. Sendo assim, por não me prontificar a fazer o que a liderança considera aquilo que todos têm que fazer, fui posto de lado (acho que sou considerado algum tipo de rebelde, pois por muitas vezes contestei esse ponto de vista com a liderança, o que percebo deixar meu pastor aborrecido). Até aí tudo bem, pois não sou obrigado a fazer aquilo que não me sinto bem em realizar. A gota d'água ocorreu ontem, quando fui questionar meu pastor a respeito de uma decisão tomada pela liderança da igreja: a partir deste ano, não mais teremos os cultos matutinos, pois antes havia a escola bíblica seguida do culto. Esta escola bíblica (chamada de ESCOLA DE DISCÍPULOS) consiste na ministração de três apostilas durante todo o ano, as quais já estudei. Espera-se que, nos anos subsequentes, haja novos estudos que abordem novos pontos para nossa edificação espiritual. Mas, nos anos seguintes são ministradas as mesmas apostilas, com os mesmos estudos. Então comuniquei a ele que quero e preciso me alimentar mais da Palavra (nos cultos da manhã, pelo menos, eram pregadas mensagens de edificação para igreja; agora nem mais isso) e que vou passar a frequentar a EBD de alguma congregação de minha cidade, e a sua resposta foi que eu preciso entrar na "visão", porém sou livre para fazer o que eu quiser e para frequentar a EBD que eu bem entender. Hoje em dia, o argumento mais utilizado para desestimular aquele que deseja aprofundar-se no estudo da Palavra é o de que "a letra mata". Meu irmão, desculpe-me a expressão, mas estou de saco cheio disso, desestimulado até em continuar ali. Será que é algum crime o querer conhecer as Escrituras, o buscar o entendimento na Palavra daquilo que o Senhor Deus quer para a minha vida? Será que sou algum rebelde em não concordar com alguns pontos dessa "visão que Deus deu para o ministério"? Amado, desculpe o desabafo, mas preciso de uma palavra.

Acredito que a formação de pequenos grupos pode ser salutar para toda a congregação. Apesar da Bíblia referir-se a cada um de nós como membros do Corpo de Cristo, e não como células. E no caso, chama-se “célula” o pequeno grupo, e não o indivíduo em si. Ora, se o grupo é uma célula, o indivíduo é o que? Uma molécula? rs

Bricandeiras à parte, tenho visto o grande estrago que tem sido feito em muitas igrejas por conta de uma aplicação errônea dessa ‘visão’. Se o objetivo fosse tão somente de comunhão, ou mesmo, evangelístico, tudo bem. O problema é que se coloca sobre cada membro da célula a expectativa de tornar-se também líder de seu próprio grupo. E como você mesmo disse, nem todos são chamados para isso. Tal expectativa acaba se tornando numa opressão.

Será que Maria Madalena, que seguia de perto o Mestre, tornou-se líder de doze? Será que cada um dos apóstolos teve que formar seu próprio colégio apostólico com outros doze? Onde está escrito que Paulo liderava um grupo de doze?

Tenho percebido pelo menos dois efeitos colaterais em igrejas que adotaram tal estratégia de crescimento: a produção de células cancerígenas, e de celulites e estrias.

Deixe-me explicar cada um desses efeitos:

Células cangerígenas – Acredito que devemos abandonar a analogia celular e voltar à analogia bíblica dos membros do corpo. Por que digo isso? Simples. Porque as células são sempre uniformes. Se reproduzem uniformemente. E quando ocorre alguma anomalia, é porque produziram células cancerígenas.  O câncer é uma doença caracterizada pela produção de células que crescem e se dividem sem respeitar os limites normais, invadem e destroem tecidos adjacentes, e podem se espalhar para lugares distantes no corpo, através de um processo chamado metástase. Imagine o estrago que uma “célula cancerígena” pode produzir no corpo de Cristo! Paulo chama a atenção de Timóteo para o fato de que havia se introduzido na igreja pessoas cuja palavra “corrói como câncer” (2 Tm.2:17). O problema se agrava quando tais pessoas são elevadas ao posto de liderança. O modelo celular insiste em que cada discípulo deve aspirar à liderança, criando sua própria célula. Por conta disso, muitas divisões tem ocorrido em igrejas antes sadias. Se em vez de adotarmos a analogia de células, voltarmos à analogia bíblica de membros, perceberemos que nem todos são vocacionados para servirem como líderes. Basta conferir 1 Coríntios 12:12-31. Uns são chamados para serem ‘mãos’, outros ‘pés’, outros ‘boca’, e assim por diante. Porém, todos têm valor no contexto do corpo, e devem situar-se numa relação de interdependência. Imagine se todos fossem ‘olhos’, quem os socorreria na hora em que fossem invadidos por um cisco?

Células canceríginas são autofágicas, isto é, devoram-se umas as outras. Isso já acontecia entre os crentes primitivos. Como disse o escritor de Eclesiastes, não há nada novo debaixo do sol. Paulo repreende os gálatas por estarem devorando-se uns aos outros (Gl.5:15). Um modelo que insiste com a ideia de que todos devem ser líderes, acaba por estimular a competitividade entre seus membros.

E o que é que causa o aparecimento de células cancerígenas? Entre vários fatores, quero destacar o consumo de comida enlatada. Alguns, no afã de alimentarem bem seus ‘discípulos’, saem em busca de novidades, e encontram nas prateleiras dos mercados religiosos todo tipo de teologia enlatada, ora ‘made in USA’, ora ‘made in Colombia’, ou ‘Coréia’, ou ‘Europa’, e assim por diante. Ovelhas preferem e precisam de capim fresco, tirado direto do solo, sem conservantes, sem agrotóxico, nem qualquer outra química.

Celulite e estrias – Ora, o apóstolo Paulo diz que “Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, a fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” (Ef.5:25b-27). Deixe-me aproveitar que Paulo usou a expressão “coisa semelhante”, para acrescentar aqui celulites e estrias.

Imagine a noiva de Cristo cheia de celulite e estrias! Pois o modelo celular, da maneira como tem sido implementado nas igrejas, tem produzido exatamente isso.

O fato é que a igreja, em vez de crescer, engordou, tornou-se obesa, e o pior é que, pelo jeito, trata-se de obesidade mórbida.

A celulite é caracterizada principalmente pelo aparecimento de ondulações da pele, dando a esta o aspecto de casca de laranja. Entre as causas da celulite, destacamos a alimentação e a vida sedentária. Troca-se a boa comida caseira pelos fastfoods. Abandona-se os cultos na igreja, limitando-se a frequentar as reuniões celulares. Os pequenos grupos começam a ser visto como um fim em si mesmos, produzindo um tipo de sedentarismo espiritual.

Já as estrias caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (responsáveis pela sua elasticidade e tonicidade). Podem surgir de diversas formas, dentre elas: o efeito sanfona e o crescimento rápido.

Talvez o que tem contribuído para que igrejas adotem este modelo seja justamente a promessa de crescimento rápido. Mas o que ele realmente produz é inchaço, e não crescimento (1 Co.4:19; 5:2). Ora, quando um membro incha, é sinal de que algo está errado no organismo. Um crescimento saudável demanda tempo, empenho, perseverança. Não há fórmulas mágicas. Basta um alimento saudável, extraído da boa e fiel Palavra de Deus, e um ritmo de vida antisendentário, em que os membros sejam incentivados a darem testemunho de sua transformação lá fora e a estenderem as mãos aos necessitados deste mundo. Daí, é só esperar. Um planta, outro rega, mas é o próprio Deus quem Se responsabiliza em promovero o crescimento (1 Co.3:6).

59 comentários:

  1. Caro irmão Hermes, eu também fui atingido por essa tal Visão, me perdoe eu sempre identifico como CEDULAR, quando observando a postura do Pastor acadêmico estar sorrateiramente levando a igreja(pelo meu Email o irmão irá saber qual)para o caminho da Visão dos 12;inclusive contrariando documentos emanados das cartas Pastorais - documentos dos Bispos da igreja; além de ter recebido um solene:
    "O irmão se abstenha de falar de agora em diante"
    Tive que ouvir ainda a pergunta típica de Autoritários: " Por acaso o Senhor sabe mais que um pastor". Na igreja só me restou uma saída, a saída... quando então decidi me expressar neste mar de informação: a internet através do "buscas-do-barão",aonde tenho dispendido mais tempo no estudo da palavra de Deus, do que antes, quando corria atrás desses líderes míopes, de pernas e cérebros curtos, mas de bolsos grandes.
    O comentário do irmão,nesta publicação me deixou feliz em identificar muito com que pensava e penso ainda hoje.
    Deus tenha misericórdia de todos nós
    V.D.M.I.Ae.

    ResponderExcluir
  2. Lamento que tantas igrejas estejam usando este modelo de células com o objetivo errado e provocando tantos estragos. Se houve um ministério que Deus usou para mudar a minha vida para muito melhor em minha igreja foi o ministério de células. Me ensinou sobre comunhão e sobre amizade sincera. Penso que estas consequencias ruins que os irmãos citaram não são referentes à visão de pequenos grupos, mas à motivação errada e ignorância bíblica de quem os implantou. Não temos o objetivo de alcançar a liderança, nem do crescimento em si. Este ministério tão somente deveria facilitar o estar junto e tudo o que isto implica. E de forma alguma esta ferramenta maravilhosa que foi inventada pode impedir o estudo bíblico. Gosto muito do que fazemos em nossas reuniões com os adolescentes: temos o "culto" (estudo bíblico, música, etc)e depois nos "dividimos" em células para facilitar o compartilhar: conversamos sobre nossa semana, sobre o que Deus tem feito, o que temos aprendido, oramos uns pelos outros... Esta ferramenta é maravilhosa quando usada debaixo da vontade de Deus, com sabedoria, com os objetivos propostos pela Bíblia.
    Deus abençõe vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:37 AM

      Prezada Raquel quero parabenizá-la por sua resposta tão equilibrada e sábia. Infelizmente minha igreja não adota o modelo de discipulado que é um eficiente meio de pastoreio, comunhão e relacionamento. Pr. Ronaldo Béco.

      Excluir
  3. Missionário Barbosa8:49 AM

    IRMÃO HERMES, GRAÇA E PAZ.
    Meu irmão amado em Cristo, à palavra de DEUS é Viva e eficaz! Sem Jesus Cristo, e o seu doce Espírito Santo de Deus nada podemos fazer.
    É remar contra a maré!
    No livro de 2 Coríntios 3.3 diz: Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós e escrita não com tinta, mas com o "ESPÍRITO DE DEUS VIVO", não em tábua de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.
    Sob o novo concerto estabelecido pelo sangue de Jesus Cristo; ler Mateus 26.28, o Espírito Santo escreve a lei os mandamentos de DEUS, não em tábuas de pedra, conforme ocorreu no Sinai; ler Êxodo 31.18, mas nas "TÁBUAS DO CORAÇÃO".
    Em 2 Coríntios 3.5,6bc diz: Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de "DEUS",
    o qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, e o Espírito vivifica.
    "A LETRA MATA"
    Não é a lei nem a Palalvra de DEUS escrita, em si mesmas, que destroem alma do homem. Trata-se pelo contrário, das exigências da lei postas pelo homem carnal, que sem vida e o poder do Espírito Santo, trazem condenação; ler
    2 Corintios 3.7,9; Jeremias 31.33; Romanos 3.31. Mediante a salvação em Jesus Cristo, o Espírito Santo concede vida e poder espiritual ao cristão para que este faça a vontade de DEUS, mediante o Espírito Santo, sendo assim, a letra da lei dos homens "não já mata".
    No livro de João 7.38 diz: Quem crê em mim, como diz as escrituras, rios de água viva correrão do seu ventre.
    "COMO DIZ AS ESCRITURAS SAGRADAS".
    Jesus Cristo de Nazaré citava a Escritura para ratificar o que dizia, porque a Sagrada Escrituras é própria Palavra do seu Pai(DEUS) e, portanto, a Autoridade Suprema da sua Vida. A Escritura é, também, a única Autoridade Suprema do cristão. Somente DEUS tem o direito de determinar a regra de fé do homem e seus padrões de conduta, e quis exercer essa Autoridade revelando ao homem sua Verdade num livro chamado "BÍBLIA". A Bíblia, por ser a Palavra e a mensagem de DEUS, exerce a mesma Autoridade de que o próprio DEUS exerceria se fosse falar-nos diretamente.
    1- A Escritura Sagrada divinamente inpirada é a autoridade final do cristão.
    Idéias humanas, tradições eclesiásticas ou humanas, profecias na igreja e supostas novas revelações ou doutrinas, tudo deve ser testado pelo padrão das Sagradas Escrituras. Tudo isso jamais terá autoridade em si, acima da Escrituras ou coexistente com elas; ler Marcos 7.13; Colossenses 2.8; I Pedro 1.18,19; Isáias 8.20.
    TERMINANDO:
    2- Professar lealdade igual ou maior a qualquer autoridade além de DEUS como revelado em Cristo) e da sua Palavra inspirada é afastar-se da fé cristã e do Senhorio de Jesus Cristo de Nazaré. Afirmar que qualquer pessoa, instituição, credo ou igrejas possui autoridade religiosa igual à revelação inspirada de DEUS, ou maior do que ela, equilvale a idolatria,falsa doutrina Bíblica. Se, portanto, alguém não submete suas Crenças e sua Doutrina Original à Autoridade da Revelação Apostólica do Novo Testamento, coloca-se fora do Cristianismo Bíblico e da Salvação em Jesus Cristo de Nazaré.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo11:13 AM

    Também era de uma igreja celular, tudo que ele descreveu aconteceu também aonde eu estava ..infelizmente sofri muito com intrigas, fofocas e falta de dissernimento da líder da célula. Foi uma experiência traumática, mas Graças ao Senhor tive a "saída" e hoje posso dizer que sou muito FELIZ e agradecida a Deus por ter me tirado e me coloado em outra igreja que SE IMPORTA não com quantidade mas com QUALIDADE. Não adianta encher a igreja com membros infiéis e sem noção do que é ser a JESUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo1:17 PM

      Se Jesus não se importasse com quantidade não teria amado "o mundo" e morrido por ele. Se o interesse dele fosse só qualidade talvez não tivesse ficado nem com os 11 menos infiéis...
      O incrível é que é possível haver quantidade e qualidade! Graças a Deus faço parte de uma igreja assim.
      Jorge

      Excluir
    2. Luciano2:20 PM

      Já fiz parte de uma igreja que seguia o modelo do G12 e células e ficava abismado como forçavam a barra para que pessoas imaturas e sem preparo algum verdadeiros neófitos se tornassem líderes da noite pro dia e isso simplesmente para cumprir o programa de crescimento a qualquer preço.
      Muitas são as distorções e práticas estranhas que fazem parte deste movimento, que Deus abra os olhos daqueles que ainda não enxergaram os fatos

      Excluir
  5. Estas celulas o importante é saber quem é o líder como é a vida dele em casa, trabalho, igreja, e espiritualmente.
    Se este líder é a mesmo do Senhor no seu testemunho, dentro e fora da igreja.
    A reunião de cristãos entre pessoas em casas é muito importante, para comunhão pois na igrejas grandes este conviviu é muito difícil.
    Os discípulos eram os pioneiros em fazer reuniões em casas.
    Mas, nem sempre a palavra deve estar com o líder, e muitas pessoas reclamam que sempre acontece e fazem.
    O Espírito Santo é que conduz o culto e dá a Palavra para a pessoa quem ele deseija!
    Fui em um culto onde havia uma pessoa em que a palavra foi dada a uma irmã, sendo que ela e não tinha nenhuma expressão, fala o português arrastado, errado por não ter estudo, Pessoa simples com chinelo de dedo desgastados nos pés, mas quando está irmã abriu a sua boca, o Espírito Santo de Deus encheu esta mulher de tanto poder e sabedoria, que fique pensando, de onde veio tanta palavras de sábias e tanta e unção.
    Rios de águas vivas fluiram no nosso meio.
    Muitos foram batizados no Espírito Santo falando novas líguas estranhas.
    OH! Glórias! Deus usa quem Ele quer, como Ele quer.
    Deus usa as coisas loucas simples sem valar neste mundo para confundir as sábias. Como está irmã abençoada.
    O homem vê é a aparência, e dá o primeiro lugar de para estas pessoas em honrarias, mas o Deus O Todo Poderoso vê o coração à alma do homem servo(a) amado que lhe dá poder do Espírito Santo.
    Este culto, foi o céu na terra neste dia!

    ResponderExcluir
  6. Anônimo3:17 PM

    Muito sou grato por tua atenção e resposta.

    Não entra na minha cabeça, absolutamente, que o Senhor Deus dê uma "visão" a um determinado ministério e/ou a um determinado líder em detrimento de outros, porque estes encontram-se "ultrapassados" - no entendimento daqueles. Esse tipo de argumento tem sido largamente disseminado pela liderança da minha congregação (e pelos que gostam de inovações descontextualizadas), o que acaba por gerar, basicamente, dois tipos de reações: a primeira, a expressada pela maioria dos membros e dos obreiros, é a de adesão total a esse argumento; a outra, expressada pela minoria, é a de não concordância e de indignação a isso. Porém, muitos preferem se omitir, por julgar que o pastor é o ungido de Deus e, como tal, não pode "ser tocado". Outros, como eu (e bem poucos), julgam todas as coisas PELA PALAVRA e tomam a iniciativa de perguntar o porquê de certas decisões. O resultado disso você já sabe: somos classificados como rebeldes, postos na "geladeira" e evitados pelo corpo de obreiros do ministério.

    Quando lá cheguei, em 2008, o ambiente era muito diferente; a igreja era relativamente pequena, e essa megalomania ainda não estava presente (pelo menos não era aparente). A comunhão entre os irmãos era intensa, o amor era mesmo não fingido, havia muita sinceridade uns para com os outros. De repente, devido ao crescimento rápido das células, muitas pessoas começaram a chegar; mas, com tempo, comecei a perceber que o alvo de crescimento era (e ainda é), prioritariamente, apenas números. A sede por "enviar" novos "líderes" fez acelerar a multiplicação de novas células. Não é necessário dizer que muitos - senão a maioria - são completamente despreparados para encarar o desafio de discipular pessoas.

    Estudos sérios da Palavra foram substituídos por TLCs (Treinamento de Líderes de Células). E ai daqueles que faltam às "ministrações"; levam sérias advertências da liderança, que os ameaça de terem suas células "migradas" (transferência de sua célula para outro líder). O efeito psicológico disso é devastador. Já vi muitos "líderes" interferindo na vida de seus "discípulos", desde o que vestir até o com quem se relacionar, e achava que isso seria normal; afinal, cuida-se de vidas.

    A onda agora é fazer "seminários de batalha espiritual", ministrações bizarras regadas a toque de shofar, quebra de maldições hereditárias e outras sandices. O período de louvor dos cultos de domingo à noite tem se transformado em período de shows, pois meu pastor é cantor, e ultimamente tem gostado muito de aparecer. A "unção do papagaio" (termo inventado por mim) prolifera: "diga p'ro seu irmão que ele é vencedor, que ele é isso e aquilo", etc.

    Percebi que a estrutura disso é piramidal, na qual os que estão em cima jogam responsabilidades para os que estão logo abaixo, que por sua vez fazem o mesmo com seus subordinados, até que isso chegue às pessoas que estão na base da pirâmide. Estes, por sua vez, não têm para quem "jogar a peteca", seguram toda a pressão e o resultado disso, muitas vezes, é a frustração por perceberem que nem tudo são rosas.

    Tomei a decisão de me rebelar contra isso. Não quero mais saber de frequentar células (apesar de amar muito os componentes da que frequento), e muito menos me envolver com qualquer tipo de atividade relacionada a isso.

    Meu irmão, cansei de tudo isso. Vou aguardar no Senhor, pois não quero fazer nada de cabeça quente. Porém, de uma coisa estou absolutamente certo: de despotismo e empreendimento eclesiásticos estou fora. O que mais quero é estar centrado no Evangelho puro e simples do meu (e nosso) Senhor Jesus.

    Obrigado por tua atenção e orientação. Que o Senhor continue a abençoar muitíssimo a ti, tua linda família e teu ministério!

    Fica na paz,

    ResponderExcluir
  7. Anônimo8:09 PM

    Estou passando por uma situação idêntica, e temo que a saída como o Barão apontou seja "a saída".
    Diferente do irmão do email eu conheci a Jesus numa igreja com modelo celular gedozista,já instalado aos treze anos de idade. Hoje tenho 18 anos, e o Senhor tem aberto meus olhos para enxergar as discrepâncias e erros gravíssimos desse modelo que atraí uma enxurrada de heresias.

    Layssa

    ResponderExcluir
  8. O problema sempre são os extremos. Tenho visto como a Visão celular têm mudado o perfil da Igreja nesses 30 anos (Isso mesmo ela já existe a 30 Anos) o que pouca gente sabe que antes das mal faladas siglas que terminam com 12 (não concordo com nenhuma)já existia o modelo Celular, prefiro chamar de Modelo de Restauração.

    Esse Modelo é tudo bom, ele acaba com o clericalismo, restaura a comunhão, aproxima os irmãos e ajuda a igreja a ser aquilo que ela não pode ser no coletivo. Passamos a frenquentar circulos mais intimos de comunhão e amizade, descobrimos a realidade dos irmãos e podemos exercer um papel mais real de Igreja com um pequeno grupo ao invésm da multidão.

    Minha denominação trabalha a muito tempo com esse modelo, temos crentes maduros, crescimento sustentável e mais de 500 Igrejas no Brasil e no mundo sendo que a nossa sede hoje têm 50 Mil fieis (isso mesmo membros fieis) todos liderando e muitos querendo liderar, também digo que em mais de 200 anos de história nunca expermentamos de uma divisão ou de brigas de poder ou qualquer outro tipo de baixarioa que vemos ser muito comum em muitas denominações.

    Bem talvez muitos estejam se perguntando então qual o segredo, e posso afirmar 100% que o segredo não está na Visão. A Visão é só uma ferramenta, um instrumento que se aplicado de maneira correta traz muito fruto e frutos permanentes.

    Um exemplo foi a nossa implantação de em Fortaleza, fundamos nossa igreja na capital do Ceará e hoje depois de 4 anos temos aproximadamente 4 Mil membros compromissados frequentando nossos pequenos grupos (ou células) durante a semana e nos fins de semana no prédio da Igreja em 6 cultos.

    O problema dessas "visões" que surgiram de 10 anos pra cá foi que elas atrapalharam um processo lindo de restauração que Deus havia começado a 30 anos arás. Temos alguns pontos a considerar das distorções que elas imporam a igreja:

    1.Jesus é o centro - Ele é Visão, o Modelo e o Método. Uma das grandes falhas das "visões" é que elas começam a quebrar princípios desde a implantação até o momento em que alguém descobre que Deus está chamando ele para "iniciar um novo trabalhao" e sai levando metade da igreja. Se não existir os princípios biblicos (amor, tolerancia, submissão) a tal "visão" não vale nada.

    2. Visão não é pressão - não adianta querer impor as pessoas que liderem, elas devem ser desafiadas e estimuladas a faze-lo.

    3. Deus só existe 1 - essa história de apostólo, paipostólo, patriarca, vice-deus é coisa do maligno. Essa centralização em uma pessoa, essa tal "cobertura" vai justamente na contramão do proposito da visão, se nos propomos acabar com o clericalismo imposto pela centralização e pela herança romana em nosso meio, ter que prestar honra exagerada a uma pessoa é no minimo incoerente.

    4. A exigência da honra - como tudo acaba sendo afetado pelo desequilibrio talvez o quesito honra seja o mais distorcido. Essa idéia maluca de ter que reverenciar a tal "liderança" só nos faz entrar no mesmo esquema pirâmide das igrejas neo-pentecostais. É um absurdo ver a Visão Celular sofrendo esse tipo de distorção, se entendermos o principio biblico de servir e quem o faz se torna o maior logo iremos entender que essa cobrança por honra é doentia. Honra não se exige se conquista e se dá.

    ResponderExcluir
  9. 5.Todos devem andar na "visão", todos devem liderar - mais um grande erro da "visão". Impor cargos ou peso as ovelhas é extremamente perigoso. Não podemos comparar, cobrar, exigir e nem impor metas a ninguém, ao fazermos isso corremos o sério risco de frustar as pessoas e afasta-las do proposito. O desafio de servir a Deus de todo o coração deve ser encarado como algo que todo mundo têm desde o dia em que recebeu Jesus em seu coração, despertar esse gigante seria então a nossa tarefa. A pergunta é como você gota de ser acordado? Com alguém gritando em seu ouvido ou com carinho? Ao impormos que as pessoas devem andar na "visão" com certeza vamos ter lideres cansados e estressados, pessoas que não vão assimilar o chamado de Deus como algo para ser feito com zelo, com paixão e alegria, e sim como um fardo de medo, imposição e metas absurdas.

    6. A Visão nunca deve ser engessada - A criação de um manual para implantação e manutenção da Visão é algo perfeitamente aceitável, afinal temos que ter um ponto de partida, um suporte se quisermos caminhar em uma direção. Agora fazer disso algo acima da Palavra, da liberdade do Espírito ou do bom senso de encarar cada caso como um caso é que é triste. Geralmante esses manuais devem ser seguidos a risca como se fosse a última tábua de salvação daquela igreja, se alguém sai da linha logo é rebelde, desobediente e adivinha: Não está andando na Visão, me poupe.

    Poderia ainda apontar muitos outros erros mas deixa eu falar algo aqui de positivo, existem visões biblicas, excelentes e que têm dado muito resultado. Um bom exemplo disso é a nossa Visão do MDA, da qual sou secretário e que hoje está em 7 mil igrejas ao redor do mundo, temos pela misericórdia de Deus nos desviado desses excessos e de muitos outros e temos caminhado o mais biblicamente possivel e experimentado muitas coisas boas em nossa caminhada. Temos ajudado e servido muitas denominações (inclusive evitando rachas e problemas de submissão) e temos visto o lado bom da Visão celular, de como quando ela é implantada com amor e respeito os resultados são tremendos.

    Fiquem na Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8:42 PM

      Só uma coisinha...pq os líderes q aderem ao MDA não podem mais se relacionar com outras igrejas heinnnn?
      tipo "não vá pregar" em tal lugar pq não está na sua visão ou "não faça" campanhas pq eles não estão na mesma visão q vc....?
      vcs são sectários tb...

      Excluir
    2. Anônimo3:47 PM

      Anônimo a igreja que sou membro adere ao MDA e nunca vi isso acontecer não, tanto que os membros podem sim se relacionar com outras igrejas e ninguém e obrigado a estar em uma célula se não quiser.

      Excluir
    3. Anônimo1:44 AM

      Também faço parte de uma que aderiu o mda. Para eles, o mda é o modelo perfeito e que com a visão irá se tornar a maior igreja da cidade. Além que, se não obedecer aos líderes, saíram da cobertura espiritual e estão aptos a sofrerem ataques do inimigo. Todos tem que ir pro encontro pq todos da igrejam tem que ir, isso é uma regra. Fora o eu profetizo, eu declaro, eu ordeno e etc.

      Excluir
    4. Anônimo1:24 PM

      Anônimo das 8:42 PM: Desconheço isso. Creio que o que você narrou é algo local. Em nosso caso, tenho visto exatamente o contrário, ou seja, pastores e igrejas de denominações diferentes andando junto e se ajudando mutuamente.
      Anônimo das 1:44 AM - Creio que o problema aí não é o MDA, mas os conceitos errados que sua liderança parece ter abraçado. Esse tipo de postura não é adequado nem tem a ver com MDA que defende o princípio do amor e do cuidado (e não da maldição).
      Jorge.

      Excluir
  10. Anônimo10:43 AM

    Sabe o que acho é que a simplicidade das coisas está se exaurindo nas igrejas, o modelo de Jesus é simples, "onde estiverem 2 ou 3" ele estaria, o que esses modelos de crescimento como MDA, G12 etc pregam e já ouví vários deles, pregam justamente isso que foi dito pelo autor, crescimento, liderança, números, etc.
    O problema todo é que eles também falam que a pessoa será pastoreada na célula, bom aí reside o problema, se eu sou pastoreado pela célula, correto?
    1- porque o pastor da célula não recebe salário?
    2- Se eu sou pastoreado na célula, porque não me torno uma igreja no local onde estou?
    3- Se sou pastoreado na célula e não sou igreja sou parte da igreja como dizem, porque o pastor da minha célula não tem o direito de pregar na igreja? então existe hierarquia disfarçada!
    No Modelo de Discipulado Apostólico MDA se fala que devemos copiar os apóstolos, mas o apóstolo Paulo não criou células e sim igrejas, pequenos grupos se tornavam igrejas.
    Porque gastar tanto construindo e adquirindo propriedades se podemos gastar investindo em pessoas e fazendo Missões, foi como a Raquel Purim falou infelizmente a motivação das igrejas é outra.
    Vou te fazer uma pergunta simples, quanto a sua igreja gasta com a administração dos bens que possui, com funcionários e etc e quanto ela investe em Missões? Gente, qual é o motivo da igreja existir!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo6:36 PM

      Você está totalmente equivocado na sua avaliação do MDA. Sugiro que procure informar-se. Com plena certeza, posso dizer que o MDA é uma excelente ferramenta de evangelismo, pastoreio e expansão missionária.
      Jorge Azevedo

      Excluir
    2. Anônimo10:34 AM

      Já fui do MDA por mais de 5 anos e estou feliz por não fazer mais parte. Conheço denominações que estão se dividindo por causa dessa visão. Tanto ela quanto G12, M12 trabalham no sistema hierárquico de pirâmide, estilo amway. Fala-se mais da visão do que de Cristo, de liderança e coaching do que do evangelho de Cristo ou das cartas de Paulo. O discípulo é da visão e não de Cristo, porque se de Cristo fosse não faria parte da pirâmide e seria literalmente enviado para cuidar de novos discípulos, não ficar amarrado na tal "prestação de contas" a vida toda com o discipulador, mas ficaria um período como Paulo com Barnabé e depois ele acompanhou Timóteo também por um tempo, nada para controle, manipulação, números e relatórios. As células como já falado aqui, não caminham sozinhas como a Igreja primitiva, que era nos lares. Igreja onde dois ou três estão reunidos no nome de Cristo. Os membros das células (que são chamadas de cédulas por quem já participou destas visões) são incentivados a participar do "culto de celebração" no domingo, a célula não é a Igreja nos lares como falam, se o fosse a arrecadação seria para ajudar aos necessitados ali, mas as ofertas são enviadas para a sede para pagamentos de salários e aumento da sede. O intuito do convite é sempre centralizar o culto no templo sede, isso se chama templocentrismo. Fala-se tanto em voltar aos moldes da Igreja Primitiva, mas estão longe. A Igreja de Atos se reunia em praças, em casas, não se reunia em templos. O templo foi destruído 70 anos d.C. e até 300 anos d.C. a Igreja caminhava bem sem templos, hierarquias e salários, peregrinando de casa em casa com ofertas para ajudar os necessitados. Mas quando veio Constantino e trouxe dogmas, tradições e doutrinas à Igreja, é isso o que vemos hoje. E as pessoas estão tão acostumadas que ir pra igreja pra elas é ir à uma denominação(placa), não se reunir com outros irmãos em qualquer lugar em nome de Cristo. Sugiro que leiam o livro Cristianismo Pagão de Frank Viola que descreve bem o que ocorreu com a Igreja ao longo dos séculos. Este livro pode ser baixado na internet.

      Excluir
  11. Gordom7:49 AM

    Hermes, a Verdadeira e imáculada igreja de Jesus, o povo santo, e fiel, não tem rugas nem macúlas; pois são Verdadeiramente lavados no sangue de Jesus Cristo.
    Os cristãos mornos, e picaretas que fazem jogo duplo, com o mundo e a igreja aí tem celulite, fezes na cabeça, etc.
    E o pior se não converterem dos seus maus caminhos vai ficar para a terrível "a grande tribulação".
    Alguns já são destinados para o inferno sendo filhos da perdição que estão inflitrado dentro das igrejas para contaminá-las, este é os joios, que é igualzinho o trigo.
    M<as tem trigo andando juntos com o joio por aí fazendo o que não deve!
    Cuidado meu amigo, Jesus Cristo não marcou a hora em que virá buscar seu povo.
    A qualquer hora, Ele virá e não tardará.
    Então cristãos mornos, os que Jesus Cristo disse que está vomitando de sua boca,
    " SANTIFIQUEM-SE SUAS VIDAS ", senão vás ficar neste mundo na grande tribulação com Satanás no comando de tudo, onde tu clamarás por socorro e Deus não vai te ouvir nem te ajudar leia o livro de Mateus e Apocalipse por favor!
    Queres isto?
    Fica esperto!

    ResponderExcluir
  12. Hermes, és preconceito com os gordos?
    Porque vc não põs uma mulher magra pois a maioria das mulheres tem celulite, principalmente modelos, quase nenhuma escapa disto.
    Já errou na figura do Sansão aí em baixo, agora na figura de uma gorda? Que sacanagem sua? Aí eu choro!
    Consulte um profissional em figurino para te orientar quem deves por como exemplo no próximo post ok?
    Porque estes aí só deu fora! He he he.

    ResponderExcluir
  13. Como todo cancer, esse "modelo" se infiltra de forma disfarçada, com objetivos disfarçados e consequencias que só são percebidas quando a metástase está próxima.

    Como prevenir? Da mesma forma que se previne o cancer: vigilancia constante, exames periódicos da doutrina que vem sendo executada dentro da congregação, seus aspectos litúrgicos, que se iniciam com pequenas ousadias e depois se tornam autoritárias e segregacionais.

    Como combater? Promovendo um constante, frequente e periódico retorno à simplicidade do evangelho, que em momento algum prescreve a existencia de líderes magnipotenciários e autoritários sobre o rebanho - estes são os tais que Paulo recomenda que sejam expulsos do arraial, pois agentes cancerígenos, perniciosos à fe do rebanho, desencaminhadores contumazes de ovelhas.

    No mais, repito aqui o post publicado no GENIZAH na sábado passado ( http://bit.ly/zLgp7r ):

    Paulo de Tarso, em Gálatas 5.1 nos ensina: "Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão".

    Isto significa, resumidamente, que não devemos abrir mão do ACESSO DIRETO a JESUS CRISTO, caminho único para DEUS. Então:

    1. Que não se interponham ídolos de carne (sacerdotes, santos, profetas, médiuns, adivinhos, artistas, discipuladores e mestres), pedra, madeira, gesso, metal e plástico entre nós e nosso DEUS, pois Ele já proveu o Caminho.

    2. Que não se interponham rituais proféticos, impositivos, metafóricos, tradicionais ou modernos, heterodoxos ou ortodoxos entre nós e o nosso DEUS, pois de nós Ele quer apenas o coração contrito e não coreografias e pantomimas cosméticas.

    3. Que não se interponham sacrifícios de animais, vegetais, minerais ou financeiros entre nós e o nosso DEUS, pois de nós ele demanda apenas obediencia (amais-vos uns aos outros e a DEUS acima de tudo e todos) e não sacrifício, que não o de louvor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:08 AM

      Concordo plenamente com o irmão Robson Lelles em todas as suas observações e estou a procura de outro ministério que verdadeiramente viva a palavra de Deus e não estratégias impostas pelo homem.

      Excluir
  14. Irmão Hermes

    A pessoa que escreveu a carta tem um conceito equivocado quanto ao que seja um líder.
    Líder é uma pessoa que influencia outras pessoas. A mensagem de Jesus é clara ao dizer IDE E FAZEI DISCÍPULOS. Só é possível fazer discípulos se houver influência sobre estes e isto é um princípio de liderança.
    Ser líder de célula é apenas um cargo organizacional, ou pelo menos deveria ser encarado desta forma.
    É frustrante ver que só as experiências ruins em relação à visão celular são relatadas, e que se transforma a experiência no todo ou em parte dele.
    Que tal mostrar o outro lado da história?

    ResponderExcluir
  15. Anônimo1:22 PM

    eu já fiz parte de uma igreja que estava implantando essa visão que pra mim não tem nada de santa. Eu exercia o cargo de cuidar das crianças, algo bem simples mesmo, só ajudava, porém como havia muitas crianças era essencial para o bom funcionamento dos cultos e a paz dos pais. Por não querer entrar nessa visão quiseram me tirar de algo tão simples por afirmarem que eu tinha me rebelado contra a liderança da igreja e iria fazer mal as crianças como se eu tivesse uma doença contagiosa. Mas eles não encontraram ninguém pra me substituir e me tiraram mesmo assim, causando problemas e dizendo que deus ia mostrar alguém mais correto, eu fiquei muito ofendida, porém como o Senhor sempre esteve comigo eu logo conheci meu marido e me mudei daquele lugar para minha paz espiritual e do meu marido também que estava sendo questionado pelo mesmo caso. Louvo ao Senhor por me livrar daquela situação!!!

    Izabel Velicka

    ResponderExcluir
  16. Eddy Fernandes2:55 PM

    Realmente,
    o "tal" que trouxe essa visão conceitual distorcida do evangelho deve estar morrendo de rir.
    A bíblia é muito clara quando se refere a crescimento, a liderança e a outros fundamentos variantes das sagradas escrituras.
    Tudo se conclui quando Paulo diz que "...todos somos partes do corpo de Cristo...", e que Ele (Jesus) é o cabeça desse corpo; quem criou essa visão distorcida queria na verdade desmantelar e desorientar as ovelhas do caminho do evangelho genuíno, para que, soltas e perdidas no campo, servissem de presas fáceis para seus dentes afiados de lobos devoradores.

    Tem de ser muito idiota e burro para não perceber que quando todos são "empurrados" e forçados a serem líderes de um grupo, instiga-se a contrariar os princípios bíblicos, que aconselham que "...cada um fique na vocação em que foi chamado..."

    Conclui-se então que cada vez mais os ministérios afluentes estão surgindo para desorientar, enebriar e "sacanear" os evangélicos neófitos e até os autênticos.

    ResponderExcluir
  17. Irmão vim fazer uma visita ao seu blog, li algumas coisas, e dou graças a Deus pelo seu empenho em proclamar a bendita Palavra. Quero porém deixar algo mais do que um simples comentário. Quero deixar estas palavras: Que escreva sempre com humildade, de todo o coração, e com muito amor, escreva principalmente as verdades vividas na sua vida, porque eu creio que o seu alvo e o meu é sermos úteis, e atingirmos o coração dos que lêem. As minhas saudações em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  18. Excelente postagem bispo!
    A igreja brasileira está enferma... Esse modelo celular, g-12 ou como queiram nomear realmente traz inchaço, porém a "instituição", nem sei mais se posso chamar de igreja, cresce em números mas a qualidade continua péssima.
    O Brasil está adotando este modelo que não se aplica as nossas condições, aqui não temos perseguição e há igrejas em todos os lugares.

    Acredito que este modelo foi criado, a direção foi dada pelo Espírito Santo, mas para um contexto totalmente diferente do nosso.

    Essa tal de visão serve mesmo é pra disseminar heresias de uma maneira mas rápida e 'desensinar' cada vez mais o evangelho.

    Neste modelo existe algo chamado primícia, uma oferta dada para o 'sacerdote', isto é, a liderança da igreja, que por sua vez tem uma cobertura para qual deve repassar suas primícias, que por sua vez também repassa a oferta de primícias para a cobertura da cobertura,rsrs. Resumindo vai tudo parar no topo na pirâmide, que é o bolso do cara que trouxe este modelo pro Brasil, que todos nós sabemos quem é. Que anda de jatinho por aí, carros importados e blindados com seguranças, ternos de grife e etc... Enquanto isso a população sofre com um salário mínimo miserável e o bonitão só desfilando pra lá e pra cá. Mas isso não vem o caso.

    Certa vez ouvi um pastor falar sobre esta tal de primícia, e ele dizia que a primícia santificava o dízimo. Eu pensei: Ué! O dízimo não é santo por si só?
    Afff. Se alguém me mostrar isso na bíblia isso eu posso até mudar de ideia, pois eu não concordo com isso.

    O pior de tudo é que as pessoas que estão na 'visão' ou falta de (rsrs) menosprezam que não está. E ficam brigando entre si pra vem quem faz mais discípulos ou quem é da primeira ou segunda geração, algo do tipo, como se quem fosse da primeira fosse superior a quem é da segunda, umas coisas muito anti-bíblicas.

    O fato é que o evangelho vem sido pregado a mais de dois mil anos e não existia "visão", pra mim não passa de um método para pastores que querem fazer a igreja crescer e ganhar mais dinheiro.

    Perdoem a minha sinceridade, é que estou saturado dessas palhaçadas que tomaram conta do igreja brasileira.

    Graça e paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:05 AM

      Concordo plenamente e estou vivendo isso atualmente em meu ministério. Não quero e nem me encaixo nessas mudanças feitas pelo homem. Quero o evangelho que Jesus nos ensinou.

      Excluir
  19. isso ae.... show de bola o texto

    ResponderExcluir
  20. Irmão, corre desta igreja, o mais rápido possível!
    Não perca mais um segundo, você não vai conseguir colocar bom senso, na cabeça dos lideres, pois os mesmos se tornaram pragmáticos e como o método, "dá resultados"! Você, só é uma pedra no sapato, para o pastor ou líder!
    Eu, como você já estive nesta situação, sentada na escola de lideres com gente que não tem o menor chamado para ensinar, e que só está lá, pois é um bom "discípulo" e sabe ler, apostila!
    Não perca tempo, vá para uma igreja com boa base teológica. Fuja de igrejas com "linguagem de avivamentos"fogo,vento,unção e neopentecostais!
    Quando sai do g12, o que foi mais difícil, foi uma nova congregação. Pois sem mesmo perceber estamos contaminados com os modismos, linguagem e estratégias !
    Me lembro, que logo que sai fomos, para uma igreja pequena, inicialmente parecia tudo certo" era pentecostal" más nada de muito estranho, alem do habitual! Quando os pastor viajou para um congresso... E ai voltou derrubando todo mundo ! Teve um dia que a igreja inteira caiu, só eu meu marido e o pastor ficamos de pé, foi quando me lembrei do desenho, " saída pela direita" !
    Na duvida, vá para uma boa igreja, Batista ou Presbiteriana, não é que não existam outras, más é como encontrar uma agulha no palheiro ! A credite experiencia própria!
    Dani Lima
    http://berearepreciso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Parece-me que a bola da vez agora não é mais G12, mas MDA, que também é um modelo celular semelhante:

    http://www.visaomda.com/a-visao/

    Alguém já ouviu falar???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo1:31 PM

      MDA não tem nada a ver com G12. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
      Procure, com humildade e mente aberta conhecer o MDA e certamente irá se apaixonar.

      Excluir
  22. Anônimo10:11 PM

    Ester

    A graça e a paz do Senhor Jesus Cristo a todos irmãos, também tenho sofrido com essas tais "visões",na primeira igreja que congreguei desde minha conversão em 1997 e em 2008 implantou-se a visão cecular G12, sai pois não concordava com muita coisa, fui ao tal encontro e foi a gota d'agua, então agora na atual congregação em que me encontro atualmente estão implantando a tal visão MDA; as vezes não entendo pq Deus me levou até esta igreja se tudo ia acontecer nova/te igual, mas Deus sabe de todas as coisas, acho q vou ter q começar a procurar outra; mas o problema é que minha família não é covertida e acabam questionando pq sair desta para aquela, é complicado acabamos forçados a dar um mal testemunho, pq a família da gente vê e acaba pensando pq vou ser crente, tem q ficar trocando de igreja toda hora.... fico mais aliviado de saber com base biblica através de seus comentários que não sou só eu q não consigo aceitar e vejo também da mesma maneira q voces, graças a Deus não estou sozinha
    Deus os abençoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo7:53 PM

      Minha igreja está entrando nessa tal visão MDA. É pragmátismo total fugindo das doutrinas biblíca, é algo muito sutil que faz as pessoas acreditar ser de Deus, mas esta visão é tola que breca a ação do Espirito Santo.
      Raphael

      Excluir
    2. Anônimo1:34 PM

      Seja honesta e leal e converse francamente com sua liderança sobre o assunto e exponha suas dúvidas e seus temores. MDA não tem nada a ver com G12. Minha igreja é MDA e tem sido uma bênção maravilhosa. Muitas pessoas se convertendo, famílias restauradas, obra social intensa e muito amor grassando no seio da igreja.
      Não se precipite e aja com sabedoria.
      Em Cristo,
      AM

      Excluir
  23. Anônimo5:47 PM

    A paz de Cristo,
    Na igrejja em que congrego com minha familia esta semdo implantado este método estou preocupado com o rumo que as coisas estao tomando pois o foco esta mudando está se falando mais em bençãos do que em almas.
    Se fala em fazer discipulos e que devemos influenciar os discipulos e que com isso eles se espelhem nos discipuladores e queiram ser liders iguais ou melhores,
    Clamo a misericordia de cristo quanto a isto pois creio que um verdadeiro discipulo segue a Cristo e não ao homem.

    Deus Abençoe

    ResponderExcluir
  24. Anônimo8:54 PM

    me fez procurar outra congregação! Esta mesma parece que vai tambem implantar o mesmo modelo de trabalho! E agora? Daqui a alguns dias vai ser como?

    ResponderExcluir
  25. meu amigo, a visão celular é realmente de Deus!!!
    Jesus é o Maior líder de todos os tempos, assim como cristãos que somos devemos imita-LO. Ele pregava para a multidão, mas também separava um momento para esclarecer para seus discípulos.

    ResponderExcluir
  26. Anônimo4:44 PM

    Fazem 12 anos que estou numa igreja que foi g12 por longos 8 anos e agora está há 3 anos no MDA. Cansou. Você trabalha tanto para depois ver que houve uma "renovação" de membros, e não exatamente um "crescimento no reino de Deus", pois o balanço entre entrada/saída é nulo. Se falta de uma TADEL ("Treinamento avançado de líderes", que de avançado só tem o nome), vc não se enquadra. A minha dificuldade é deixar de congregar com as pessoas que amo, mas acho que terá de ser assim. Grande abraço a todos os irmãos!

    ResponderExcluir
  27. Anônimo2:54 PM

    Meu Deus !!!quanto tempo perdido...fui de uma igreja "centenária" minha vida toda, agora não estou mais, e também não estou em nenhuma igreja com visão celular, por isso posso falar...Irmão.. aminha vida toda vi na igreja 'Centenária" tanta coisa errada, tanta falta de amor pelas almas,pastores que só cumpriam tabelas indo aos cultos sem nenhum amor, cristãos nessas igrejas estão lá porque carrega nas costas o peso do nome da igreja e se mudar de igreja está condenado, já vi tanta coisa...que vou parar por aqui. Agora, para que ficar discutindo com os nossos irmão que estão na visão celular??? Já vi tanta gente boa dando frutos na visão celular quanto no modelo tradicional! Irmão quem não é contra nós é por nós!!! Vamos parar com isso, um querendo ser mais conhecedor teologicamente do que o outro!! E você que não concorda, não fala mal dos seus irmãos não!!Informe seu pastor que você vai congregar em outro lugar, ore por eles e siga sua caminhada para o céu!

    ResponderExcluir
  28. Anônimo10:08 AM

    Se somos livres para servirmos à Deus, devemos pedir ao Espirito Santo para nos orientar aonde devemos congregar uma coisa é certa ninguém deve ficar sem congregar. Um dos grandes problemas é que temos crentes que se acostumaram a fazer muito e gerar pouco ou fazer nada e gerar nada. Não existe IGREJA perfeita,não existe MODELO perfeito então somos membros de um só Corpo e como tal é a velha história a orelha se acha mais importante que a boca... Cada qual defende o modelo que mais lhe agrada.Os extremos precisam ser corrigidos sim, mas julgar um modelo porque não me adequo a ele é tolice,querido irmão se vc não está satisfeito com sua denominação procure outra e depois se vc se decepcionar com outra espere a volta de Jesus é claro que estou falando de modelo e não de ser conivente com erros morais ou doutrinarios. A verdade é que gente preguiçosa não gosta de ganhar almas eles se escondem através dos titulos,cargos e isso os justificam. A biblia te manda evangelizar,amar,perdoar esse é o modelo perfeito. Parem de falar mal do Corpo de Cristo se vc é G-12 tá feliz? continue. Se é MDA tá feliz? continue. Se é tradicional não fala em linguas,tá feliz? viva e deixa quem fala viver. Não gosta de célula procure uma igreja de campanha. Procure uma creche,casa de reabilitação,faça um sopão aos pobres,compre bíblias e distribua,vá orar pelos povos não alcançados,produza alguma coisa infeliz e vc se tornara útil na obra de Deus!!!! Se mesmo assim vc ainda continuar a falar mal da Igreja,volte para o mundo talvez lá vc encontre um modelo perfeito nos bares,boates,zona,estadios...

    ResponderExcluir
  29. Anônimo12:31 AM

    Desde quando viraram Deus pra julgar e criticar o modo como as igrejas vivem. Vão orar que talvez vcs se convertam de verdade, pois parecem o inimigo que conhecem a bíblia por completo mais não vivem, porque passam mais tempo julgando do que ajudando.. Se vcs acham que é errado, falar mal não ajuda ninguém, E sim a Oração, e parem de se colocar no lugar de Deus pois não cabe a vcs julgar e si orar. Perdoe-me por tal verdade...

    ResponderExcluir
  30. não vejo problemas com celulas até porque se os lideres dessas celulas forem instruidos por pastores com amor e carinho é uma visão linda AMO A VISAO MDA! o problema as vezes nem é com os lideres e sim com o pastor que é a autoridade maior e coloca qualquer um na liderança!

    ResponderExcluir
  31. ahh eu não vejo nada de errado com o modelo MDA e sim com o pastor que não sabe disciplinar uma ovelha rebelde com amor!

    ResponderExcluir
  32. para mim só ha um modelo - Jesus Cristo e este crucificado. Tenho visto nesses movimentos um desejo de ser mais santo e melhor que o outro. Mas para mim toda discussão acaba em Cristo. O que Ele fez? O que Ele ensinou? Como Ele viveu? Como que ele se relacionou com as pessoas? Qual o modelo que Ele deixou? Que cartilha escreveu? Para mim Jesus viveu o cristianismo e apenas pediu que seus discípulos fizesse igual a Ele. Apenas para refletir e encerrar. Quem Pedro discipulou? Quais eram seus nomes? Logo-logo alguém aparece dizendo que vem da linhagem do discipulado de Pedro ou de Paulo.

    ResponderExcluir
  33. Seus argumentos e comentários foram completamente errôneos em relação a Visão. Recomendo que reveja seu conceito em relação a tudo isso. Pq se existem igrejas doentes, não é por causa do modelo MDA, mas sim por incapacidade de seus lideres e corrupção do coração destes.

    ResponderExcluir
  34. Anônimo12:11 AM

    Meus amigos, é uma batalha. Minha igreja é da visão MDA. A meta do ano retrasado é 600 células. Do ano passado era 800 e já fique sabendo que desse ano é 1.000 células. É só pressão para ser lider e conseguir ovelhas. Falam tanto em ovelhas que as vezes me sinto em um pasto. Não tem um ministério de casais, mas todo culto é firme e forte na questão da meta a ser alcançada. Fui conversar com um pastor e comentei que a igreja parecia uma empresa com essas metas e a resposta que eu tive é que realmente era uma empresa. O pastor senior sempre foi considerado pastor. Em um ultimo congresso nos E.U.A voltou e já é chamado de Apóstolo. É tanta liderança despreparada que após um Tadel - Treinamento avançado de lideres vi que a meta mesmo é numero, tanto que o objetivo da visão é crescimento e multiplicação, não levar a palavra de Deus. Que luta.

    ResponderExcluir
  35. Graça e paz a todos, achei o blog altamente parcial no seu comentario, da mesma maneira que tem pessoas que não tiveram uma experiencia boa, tem pessoas que tiveram experiencias muito boas. O problema não sao asreuniões nos lares (células), até por que a igreja primitiva se reunia todos os dias nas casas, o problema é a falta de sabedoria de muitos lideres. Eu mesmo tive uma experiencia ruim na implantação desse ministerio, mas foi por falta de sabedoria do lider, hoje sou uma pessoa que ama cada vez mais esse modelo. Eu frequento uma igreja batista, da conveção batista brasileira e nem por isso deixamos os nossos principios e doutrinas como disseram. Favor antes de questionar e criticar, aprofundar no assunto é o minimo. Pr Vanderlei

    ResponderExcluir
  36. Lendo tudo dou graças a Deus por ser pr.de uma igreja Batista..Temos nossa EBD...culto noturno..oração de quarta...cantamos os hinos do CC. Louvamos...evangelizamos. temos grupos de apoio e visita... Ah. E a igreja tem crescido. Pq temos pregado um evangelho tão simples...aquele da bíblia, oq a vovó falava ... Canta minh'alma canta ao Senhor, rendei lhe sempre ardente louvor.
    Pr.Nagy. 2a Ig. Batista No Jaragua SP

    ResponderExcluir
  37. Anônimo11:42 AM

    O grande problema é que muitos pastores estão fazendo uma trasição doentia. Igreja em células é muito diferente de uma igreja convencional, valores eclesiológicos diferentes, caso não mude os valores no período da transição, que dura uns cinco anos, a transição será doentia, causar divisões e o que deveria ser uma bênção passa a se tornar uma maldição. Acredito que as pessoas acima foram vítimas de pastores solitários que não procuraram a ajuda de outros colegas sadios e de organizações sérias que temos para ajudar no processo como no caso o MIC. Digite www.celulas.com.br e se informe e informe seus pastores que estão perdidos no mato sem cachorro ou com o mato e sem o cachorro.

    ResponderExcluir
  38. Anônimo11:48 AM

    Faltou uma única coisa nas Igrejas acima:mudança de ODRES. Jesus disse:"não se coloca vinho novo em ODRES velhos, nem se coloca remendo novo em pano velho." O que era o VINHO NOVO e o ODRE NOVO? o evangelho que significa boas novas! boas notícias. E quem era o ODRE VELHO E O PANO VELHO? O judais, absoleto, velho, superado e falido. Jesus não queria que o Evangelho fosse resultado de um remendo feito no judaismo, mesmo assim, a igreja ainda tentou fazê-lo, porém, graças aos apóstolos, conforme Atos 15 não permitiram. No nosso caso, a igreja convencional, principalmente as históricas são verdadeiros ODRES VELHOS E VESTIDOS VELHOS, digo porque já fasso parte da igreja Batista da Convenção Batista Brasileira há 50 anos, se não mudar os ODRES para receber o vinho novo que o modelo de igrejas em céluas nenhum modelo servirá:MDA, Igreja em células, G12,G5, MIC, Grupos Pequenos, Grupos Familiares, tudo será vinho novo colocado em odres velhos e remendo de pano novo em tecido velho, tende a se perder e romper. Ou muda a mentalidade ou ficará na mesma situação, caso primeiro, não restaure a visão da igreja de Cristo que está deformada.

    ResponderExcluir
  39. Anônimo10:29 AM

    Sou pastor Batista da convenção brasileira, sou tradicional, no entanto estou sob a cobertura de um pastor da igreja Shalon que é uma igreja na visão do MDA, eles são pentecostais, falam língua nos cultos, no entanto, sou tradicional. O que é está sob a cobertura de um pastor? primeiro é ter um discipulador, alguém que ore por você, um confidente, aguém que você preste contas, um mentor, uma pessoa que nos ajuda a crescer na vida espiritual. O problema é que não estamos acostumados a prestarmos contas a ninguém e não sabemos o que discipulado, para muitos discipulado é uma classe de novos convertidos, para outros é a preparação dos principais líderes da igreja (MAPI) e para o MDA, a ênfase é no discipulado um a um. Já passei pelos três estágios, em 1987 quando eu era seminarista ainda não tinha ouvido a palavra discipulado e meu pastor me colocou para ensinar uma classe de novos convertidos, que chamavam classe de discipulado, fui consagrado em 1992 e em 2001 tive contato com o MAPI e me deparei com um modelo melhor de discipulado que é a preparação dos principais líderes da igreja, em 2012 tive contato com várias escolas de modelo de igrejas em células, inclusive o MDA e o discipulado um a um, tudo se deu num espaço de mais de dez anos e têm sido uma bênção para minha vida. Precisamos aprender a ouvir e a conviver com as pessoas que pensam diferente de nós. Hoje não sou apenas pastor, sou ovelha também, antes era só, hoje tenho companheiros de jugo, sou discipulado e discipulo outro pastor para glória de Deus. Amém.

    ResponderExcluir
  40. Precisamos de gente que ame gente.
    Não se pode esperar uma Igreja eficiente de um líder deficiente!

    ResponderExcluir
  41. Maria6:00 PM

    Anônimo falou: "Procure, com humildade e mente aberta conhecer o MDA e certamente irá se apaixonar."

    Tenho mente aberta e humilde para conhecer, já que a igreja anterior onde fui membro aderiu a essa visão, por isso saí de lá.
    Conheci muito bem, por isso posso dizer que só muda o nome, o método é semelhante ao G12, com ênfase em multiplicação, em ser líder de célula, quando sabemos que há diversos dons e ministérios e nem todos têm o dom para ser líder.
    Sou discípula de Jesus Cristo e não de homens, como o MDA e outros modelos afins querem nos empurrar goela abaixo.

    ResponderExcluir
  42. Anônimo3:56 PM

    boa tarde ! sou de ma igreja que aderiu a visaõ do mda , muitas pessoas sairaõ nesse processo de transiçao,hoje a igreja naõ tem mais obreiro,naõ tem missionario no moldes bilblicos,evangelistas,por que se quiser realisar o seu chamado tudo é dentro das celulas , ouvir comentarios de medievais que entregar folhetim naõ adianta,orar para as naçoes é sem sentido ,o mais estranho o que pregar no domingo e repetido na célula!

    ResponderExcluir
  43. Antes a exclusão de um membro de igreja era algo triste,mais, para sua disciplina,e lógico correta e aplicada com sabedoria,tal membro dependendo do que acontecia ficava no banco por determinado período,e após, voltava a comunhão.Agora depois da "visão"...meu amigo! ser implantada na sua igreja,se discordar você sofre uma neoexclusao,é isso mesmo NEOEXCLUSAO, e essa tal "visão",cadê as testemuhas como em Atos 2,o autor da visão seu Cezar,diz que viu, mas quem viu o que ele viu, e em Atos foram mais de três mil,hi rimou kkkkkk.Que o Senhor temha misericórdia desta geração. A paz.


    ResponderExcluir
  44. Antes a exclusão era algo triste, porém era uma disciplina aplicada ao membro de uma igreja, de maneira a corrigir sua postura como membro do corpo de Cristo,e este por sua vez se fosse temente a Deus aceitava a correção.Agora estamos diante de uma "visão" exclusivista que depois que é implantada em qualquer igreja que seja,diz para os contrários a ela que fica difícil permanecer na igreja,é isso mesmo, aquela igreja que outrora acolhia qualquer que se chegasse, agora usa uma neoexclusão após aderir ao G12 ,é isso mesmo NEOEXCLUSÃO,discorda só pra ver!entre linhas vão dizer que você esta como Sambalat e Tobias,impedindo a reconstrução do muro ou "visão, e mais, que o campo de lentilhas defendido dos Filisteus é comparado a quem pela fé defende a tal visão ,o tal Cezar Castelhanos disse que Deus o revelou tal "visão",ele disse que, "viu"e quem viu o que ele viu! em Atos cp 2 foram mais de três mil kkkk hi rimou,que legal,duvida leia o capítulo, no dia de pentecostes havia na casa 120 e com a descida do Espirito Santo os que estavam fora da casa viram e quem creu foi batizado e chegou a quase três mil,ora soma os batizados com os 120 da mais de três mil,é mais de três mil testemunhas que viram e ouviram a manifestação de Deus,agora vem um homem dizer que a "visão" foi dada a ele dizendo com isso que a igreja de Jesus se equivocou não formando 12 discípulos,a faca-me um favor amigo Cezar, a IGREJA é muito maior e poderosa do que você pensa. Deixo para meditação 2Tm cp 4,ciudado com o comichão...a paz para todos,que a Graça nos alcance e seja abundante.

    ResponderExcluir
  45. Antes a exclusão era aplicada ao membro do corpo de Cristo que como ovelha se desviava do caminho,e este tratado com amor aceitava a disciplina e depois de um período no "banco"voltava a comunhão,agora depois da implantação da "visão" ,quem discorda sofre uma neoexclusão,é isso mesmo, pois é, pois é, pois é...NEOexclusão!,discorda só pra ver que você rapidinho se torna um rebelde,nas entrelinhas é lógico,com pregações do tipo,comparar você, por exemplo,com Sambalat e Tobias no impedimento da construção do muro ou "visão",e com um filisteu tentando destruir um campo de lentilhas ou "visão" o tal detentor da "visão"afirma que Deus o revelou,mais quem viu o que ele viu,em Atos 2,haviam 120 que viram a manifestação do Espirito Santo,fora os que estavam no pentecostes,que chegou a quase três mil os que creram,que viram esta manifestação,olha quantas testemunhas!agora chega alguém com uma "visão exclusivista como se a igreja até então estivesse equivocada,ora faça-me um favor seu Cezar,a IGREJA do SENHOR JESUS é muito MAIOR e MAIS PODEROSA do que você pensa.Deixo para meditação 2Tm 4,ciudado com o comichão. Graça Paz.




    ResponderExcluir