terça-feira, dezembro 01, 2009

41

Igreja Gay: Uma vergonha para os evangélicos!

Semana passada, no dia 27 de Novembro, uma das rádios evangélicas de maior popularidade do Brasil exibiu um debate sobre homossexualismo. Entre os participantes estavam o Pr. Silas Malafaia, o Desembargador Fábio Dutra, o Pr. Paulo Afonso, o Pr. Augusto Miranda, o Pr. Paulo César e o Pr. Marcos Gladstone. Este último é líder da Igreja Contemporânea do Rio de Janeiro, conhecida como "igreja gay".

Gladstone é homossexual assumido, e declara ser casado com seu companheiro e também pastor Fábio Inácio.

O debate poderia ter sido muito proveitoso, caso não houvesse alguns momentos desrespeitosos, onde as partes se atacaram mutuamente.

Silas, como sempre, vociferou suas opiniões sem o menor recato, chegando ao cúmulo de referir-se aos seus opositores que assistiam no auditório da rádio como "bonecas". No final, retratou-se, sabendo que isso poderia lhe render uma ação jurídica.

Se todos mantivessem a linha, muitas coisas poderiam ter sido esclarecidas. Oportunidade desperdiçada.

Tive pena do Gladstone. Embora discorde de seus posicionamentos, acho que ele merece respeito, como qualquer ser humano.

Silas disse que não há igreja evangélica gay, nem tampouco "pastor gay". Gladstone, para revidar, afirmou que era pastor reconhecido pela Federação de Teólogos do Brasil (ou algo do gênero).

Um dos momentos mais curiosos foi quando Gladstone afirmou que muitos pastores e filhos de pastores já o procuraram em sua igreja, confessando que eram gays. Não duvido nada! Conheço o caso em que um pastor foi flagrado sentado no colo de um obreiro.

Definitivamente, a igreja evangélica brasileira não está preparada para discutir um assunto tão polêmico como este. Falta maturidade, finesse, e sobretudo, amor.

Por que acho que é uma vergonha para os evangélicos que haja uma igreja gay? Simples. Esta igreja só surgiu para preencher uma lacuna deixada pela igreja evangélica. Se os gays fossem acolhidos em nossas comunidades, a fim de que fossem expostos à Palavra de Deus, eles não teriam qualquer razão para buscar uma igreja dedicada exclusivamente a eles.

Não estou dizendo que as igrejas deveriam legitimar sua conduta. Não! Apenas afirmo que devemos ser mais misericordiosos, compassivos, agindo mais ou menos como nosso Mestre agiria.

Me recuso a acreditar que Jesus os rechaçaria. Também não acredito que Ele estimularia que Seus seguidores se entrincheirassem contra os homossexuais, como tem sido feito.

Tornamo-nos seus inimigos número 1. Como poderemos evangelizá-los? Como poderemos conduzi-los aos pés do Salvador?

Será que somos melhores do que eles? Será que nossa avareza, idolatria, inveja, carnalidade, ocupam um lugar de menor importância dentro da lista de pecados condenados pela Palavra?

Sinceramente, creio que a Igreja deveria se manifestar solidária a todo grupo humano minoritário que buscasse ser respeitado. Sem endossar qualquer que fosse a conduta pecaminosa, deveríamos comprar uma briga pelas prostitutas, homossexuais, seguidores das religiões afro-brasileiras, ciganos, etc.

Te escandalizei?

Pois o Cristo a quem sirvo também escandalizou os religiosos pudicos de Sua época ao colocar-se em defesa da mulher adúltera, desmascarando a pseudosantidade dos religiosos que queriam apedrejá-la.

Tornamo-nos tão diferentes de Jesus. Estamos sempre do lado errado. Do lado dos poderosos, dos mantenedores do Status Quo, dos corruptos, dos salafrários.

Repito: não acho que devemos baratear a mensagem do Evangelho, endossando qualquer conduta que não se coadune com seus valores e princípios.

Porém, acredito que devemos usar de misericórdia, tanto quanto dela necessitamos. Afinal, são os misericordiosos que alcançarão misericórdia.

Ao xingar seus oponentes de 'bonecas', ou 'meninas', Silas Malafaia revelou o lado preconceituoso daqueles a quem ele julga representar. Foi um desserviço à causa do Evangelho.

Nunca vi ninguém se converter no calor de uma discussão.

Se queremos ser respeitados, devemos, antes de tudo, respeitar, mesmo o mais vil pecador. Não somos melhores do que eles.

Que tal se olharmos para nós mesmos como fez Paulo, que considerou-se o principal dos pecadores?

Que tal se deixarmos de olhar para o outro de cima pra baixo, e considerar-nos igualmente carentes da graça de Deus?

Que o Projeto de Lei 122 precisa de ajustes, não resta dúvida. Mas não será com xingamentos e ataques que vamos reverter isso.

O que não se pode negar é que o debate serve mesmo é a interesses políticos daqueles que se fiam na ingenuidade do povo evangélico para se elegerem.

Igreja nenhuma deveria sentir-se ameaçada por qualquer que seja a PL. Faz-se um escarcel danado para que os crentes pensem que a tal "ditadura gay" vai obrigar às igrejas a aceitarem e celebrarem o casamento entre pessoas do mesmo sexo. E assim, os propineiros vão se elegendo e agradecendo ao deus Mamom pelas "graças" recebidas.

Bem... Esta é minha humilde opinião. Você tem todo o direito de discordar.

41 comentários:

  1. Meu caro, a resposta está em tuas próprias palavras.

    "...Esta igreja só surgiu para preencher uma lacuna deixada pela igreja evangélica. Se os gays fossem acolhidos em nossas comunidades, a fim de que fossem expostos à Palavra de Deus, eles não teriam qualquer razão para buscar uma igreja dedicada exclusivamente a eles..."

    Em meus pensamentos sempre achei que "A Igreja deveria aceitar a todos, sem com isto aceitar TUDO ".

    Mais uma vez o inimigo está dividindo para facilitar o abate de almas.
    Isto não é só no Brasil: http://bit.ly/8IAKvS

    ResponderExcluir
  2. Olá, bp. Hermes!

    Esse texto é tudo que penso a respeito. Sempre aqui, eu, meus pensamentos, questionamentos e o Senhor Deus. E, tenho refletido e orado por estas questões. Tenho conhecidos gay, e aqui na cidade que moro existem muitos jovens e casais gay, são totalmente 'perdidos', carentes de uma palavra, um abraço, um ombro amigo e sentem uma vontade imensa de saber sobre Deus e o por que são assim e são rejeitados, humilhados.

    Mas, não tiveram experiências agradáveis em igrejas e pessoas que os abordaram ou receberam. Penso que a igreja evangelica ainda não esteja preparada para isto, uns dizem que sim, mas, será que terão amor o suficiente para além de ensinar-lhes na palavra, deixa-los livres e respeita-los?

    Creio que a pessoa indo, caminhando, aprendendo, lutando... cabê o processo de transformação a Deus! Nosso 'dever' é amar, respeitar, orar, cooperar, e não o de humilhar e aumentar-lhes os 'fardos'.
    Não demorou muito e arrumaram um meio distorcido, fora da palavra para 'congregarem', e talvez se tornem na mesma 'guerrinha e competição que é entre católicos e evangélicos.
    Espero de todo coração, que esta condição mude, não adianta amar as pessoas só quando fazem declarações de entrega a Jesus de forma expositiva. É preciso amar não só de palavras os 'de fora' ou 'o pecador'. Fazer o bem sem olhar a quem. Se Jesus diz para amarmos até nossos inimigos, imagine os que não os são!?

    Um abraço.

    Graça, paz e bem!

    ResponderExcluir
  3. Hermes meu irmão em Cristo paz seja contigo e familia!
    Hermes quero te dar os parabéns pela brilhante postagem, e quero dizer ao irmão que crendo na justiça de Deus, tomei a liberdade de fortalecer essa postagem digna de ser postada mil vezes, postei no blog seguido com os devidos créditos por link banner.
    Bom sobre o texto não tenho nada a acrecenta-lo ele fala tudo por si.
    Que Deus continue a abençoando seu laboroso trabalho com a graça e saude e paz a ti e familia.
    Graça e paz seja convosco.
    Roberto Falbo

    ResponderExcluir
  4. Olá bp Hermes,

    Graça e Paz! Sei que o que eu vou escrever não tem muito à ver com o seu texto, mais se encaixa entre o que a palavra "preconceito" define. Uma vez estava assistindo um culto de domingo à noite, na igreja a qual freqüentava quando vivia no Brasil, e lembro-me que um mendingo entrou e foi parar adiante, e entusiasmado com o som da bateria, começou a dançar e bater palmas. Depois de duas ou três admoestações (na verdade não sei porque já que ele não estava fazendo nada além de dançar e bater palma) enquanto o coro cantava, vieram dois obreiros e tomaram o senhor de certa forma "empurrando" e o expulsaram da igreja fechando a porta. Eu fiquei aterrorizada diante de tal situação. O Senhor Jesus foi claríssimo quando ele relatou que não veio chamar os justos, mas sim os pecadores ao arrependimento. Como nós depois de haver recebido da graça de Jesus, nos encontramos com direitos de menosprezar àqueles que ainda não são conhecedores da verdade que somente à qual somente o Senhor pode permitir que conheçam? Eu sei que há momentos em que certas conversações começam a subir a temperatura, mas como diz a palavra do Senhor a palavra dura suscita a ira, mas a palavra branda aplaca o furor. Devemos ter compaixão das pessoas, eles não nasceram assim, mas se transformaram nesse ser, por questões que não sabemos, mas eles sabem o porque se deixaram ser levados à este caminho. Como o primeiro irmão comentou a resposta está no seu próprio texto. Espero que a igreja possa mudar os seus pensamentos e suas ações com relação à estes problemas, isso foi crescendo como uma pequena bola de neve hoje estamos vendo que a sociedade tenta se adaptar ao novo estilo. Não somos à favor, mas a palavra do Senhor os fará livres de todo o jugo. Somente com o Amor podemos vencer! Deus te abençõe!

    ResponderExcluir
  5. Excelente texto, irmão Hermes!

    Às vezes eu penso que se Paulo reescrevesse hoje 1 Coríntios 13:13, ele diria que "permanecem a fé, a esperança e o amor, esses três; mas maior que todos eles é o preconceito".

    É impressionante como muitos evangélicos criticam as heresias dos falsos profetas, mas rapidamente se unem a eles nas trincheiras anti-gays. O próprio Malafaia percebeu isso, e diante da repercussão negativa do caso Morris Cerullo, já tratou de chamar ex-travesti ao programa e chamar o povo de volta pra "caçar" os gays e o tal malfadado PL 122. Pronto! Todo mundo que o tinha criticado pela palhaçada do Cerullo já estava juntinho com ele levantando a bandeira do "eu odeio o pecado, mas amo o pecador", que - racionalmente falando - é uma contradição intrínseca e não consegue disfarçar o preconceito e o aproveitamento demagógico dos inimigos de ocasião.

    Os gays precisam ser evangelizados e devem saber que existe uma igreja pronta não para xingá-los, para para ajudá-los a mudar de vida, se assim quiserem. Quem convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo é (única e exclusivamente) o Espírito Santo (João 16:8), e não os impropérios travestidos de "espiritualidade", proferidos por quem quer que seja.

    Glória a Deus pelas suas palavras e pelo seu alerta a este povo tão confuso que é o evangélico. Que o Senhor o continue usando para honra e glória do Seu nome.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito, meu irmão, do que você escreveu, é uma grande verdade a igreja ainda não aprendeu a acolher os homossexuais. Já vi um homossexual se converter em um encontro o "Veredas Antigas", mas muitas igrejas estão despreparadas parfa acolher essas pessoas. E muitas vezes partem deles, talvez, sem a ajuda de ninguém, algo toca alguns deles e eles procuram a igreja por se só.

    ResponderExcluir
  7. É bom se identificar com esse amor aqui revelado. É bem isso, o espírito pacificador foi expulso diante de tal caso, e no mais somente a verdade sem amor prevalece.

    É triste, porque no fim, tudo foi criado exatamente por causa desse exagero quanto a um "pecadão", ora quantos mentirosos, irados, exclusivistas, maliciosos há dentro de uma congregação?? Os gayz convictos são piores do que esses movidos pelas suas convicções e desculpas??

    As desculpas veio porque poderia ser processado, mas ali precisava de um momento é de perdão por não tê-los aceitados e transformados as suas vidas.

    É uma pergunta pra dentro de cada um: O que sou pra isso estar acontecendo?? É Cristo em mim???

    >> E mudando um pouco de assunto, mas indo para os processos, bem sei que você é do Púlpito Cristão e li o post: Excelentíssimo e Reverendíssimos corruptos.

    Bem, existe um amigo desse mesmo blog que creio, precisa de nossas considerações, passa lá:

    http://visaointegral.blogspot.com/2009/12/oracao-dos-que-tudo-podem.html

    ResponderExcluir
  8. Mano, legal o texto, equilibrado como se deve ser!

    Agora, o Malagélico é pracabá, neh! Só dá varada n'água! Charope mesmo! hehe

    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Mano, legal o texto, equilibrado como se deve ser!

    Agora, o Malagélico é pracabá, neh! Só dá varada n'água! Charope mesmo! hehe

    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Cantini disse...

    Prezado irmão Hermes,

    Parabéns pelo artigo!

    Realmente e infelizmente o "povo de Deus" muitas vezes sofre por falta de sabedoria.

    É triste ver muitos "evangélicos" participando de debates como o citado e desperdiçando a oportunidade de falar do amor de Cristo. Ao invés disso, preferem demonstrar seu repúdio aos que praticam atos contra a palavra de Deus.

    É por isso que a palavra já nos alerta: "Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos. - Mateus 22:14

    Quando puder, visite meu blog e dê uma lida no texto:

    http://rcantini.blogspot.com/2009/08/cada-um-dara-conta-de-si-mesmo.html

    Abraços e que Deus o abençoe!
    2 de Dezembro de 2009 09:19

    ResponderExcluir
  11. Alessandra disse...

    O que dizer?Não tenho uma opinião concreta quanto a isso tudo.Nos meus 15 anos de evangelhos,já vi casos de lésbicas e gays dentro das Igrejas tentando viver uma vida na presença de Deus e lutando contra seus instintos homossexuais.Lamento muito,mas não sei exatamente como lidar com isso,pois não estou na pele deles.No entanto sempre lidei com respeito em relação a eles.Dai a concordar com uma Igreja homossexual,pastores homossexuais,é demais pra minha cabeça.

    ResponderExcluir
  12. Henrique Damasceno disse...

    Na teoria é facil, o problema é realmente lidar com o problema!!!
    Embora bem escrito, o texto não expõe o fato de que hão muitas pessoas que buscaram esta "solução" exatamente por não quererem mudança!
    E isto é com eles... Sairam do nosso meio por que não eram dos nossos!
    Respeito a qualquer um pecador, mas com pecado não tem colher de chá...

    "Não erreis: nem os devassos, idolatras, adúlteros, afeminados... herdarão o reino de Deus! I COR 6: 10
    2 de Dezembro de 2009 11:56

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que o Hermes permitiu discordar, então, assim como você, discordo também Henrique. Também acho que essas igrejas foram criadas justamente por que o pecador quer conciliar Deus com o pecado. Pelo menos nas igrejas as quais frequentei, nenhum homossexual foi rechaçado, muito pelo contrário. Foram muito bem recebidos. Maria Madalena foi E NÃO PECOU MAIS, conforme Jesus recomendou.

      Excluir
  13. Tatiane Garcia disse...

    Olá...um assunto mto pertinente...já ouvi casos sim de igrejas que aceitam membros gays, porém não os deixa assumir nenhum trabalho. é aquela história de que não podemos fechar a porta para ninguém. Concordo com o comentário do Henrique de que a maioria quer ser aceita e não pensa em mudar...aí fica difícil...a semente cai em terreno árido...mas é um assunto extremamente complexo...agora, respeito ao próximo, tanto eu, vc e o Silas Malafaia devemos ter né...
    2 de Dezembro de 2009 13:24

    ResponderExcluir
  14. Anônimo5:11 PM

    a paz do Senhor,queridos infelizmente a ig.não esta tendo visão da vinda de Jesus,muitos estão se intitulando a pastores,e querendo criar um outro reino,que não precisa de libertação nem de mudanças,mudam a verdade para beneficios de si proprio,Jesus jamais vai habitar em templo,que nao tenha passado pelo fogo das provaçoes e libertaçoes.Este fato,nem deveria tem levado a debates,pois a biblia,não aprova esta conduta.
    Em relação ao acolhimento de pessoas de diversas classes e situaçoes,isto se deve aos homens que querem apenas estatus,posição,se esquecendo que Jesus andou no meio dos mendingos,sujos,pobres,hoje os "homens de Deus" só querem subir em pulpitos aonde a midia estiver,isto não é a vinda de Jesus.Nao vamos ser complexos,ainda exitem homens que dão de tudo para ver uma alma liberta,todos são bem vindos nas igrejas aonde quem domina é Jesus.

    ResponderExcluir
  15. Prezado Senhor, bom dia.

    Cheguei a esta coluna através do serviço de busca do Google.

    Gostei do que li, porque, finalmente, vi alguém de dentro da comunidade cristã lembrar-se de que os cristãos estão deixando de praticar a inclusão que Cristo pregou.

    Sim, todos são iguais perante Deus e cabe a Ele, na Sua infinita sabedoria e na Sua infinita misericórdia, decidir sobre o julgamento de cada um.

    A nós, cristãos, cabe o respeito ao próximo (corolário perfeito do "amor ao próximo") na forma que nos foi pregada por Cristo, ou seja: sem ressalvas.

    Recebemos dezenas de homens e mulheres em nossa igreja que foram oficialmente ou disfarçadamente expulsos de suas igrejas. Pessoas que querem louvar, adorar e ouvir a Palavra. Mudando de vida, largando vícios, arrependendo-se de pecados, retomando o convívio familiar, procurando emprego, voltando a estudar...

    Verdadeiros milagres que poderiam ter sido realizados por intermédio da igreja de origem desses homens e dessas mulheres.

    Até que o Juízo prevaleça, não teremos o veredicto do Altíssimo, mas, se me permite fazer conjecturas, eu acho que talvez, como comentou alguém aqui no teu blogue, Deus não habite nas igrejas dos gays. Mas, talvez, neste caso, Ele também não haverá de habitar nas igrejas das quais os gays foram expulsos.

    Vou levar tuas palavras para a minha congregação e também vou difundi-las através do meus blogue (Novas da Esperança), pois creio que tuas palavras devam alcançar mais pessoas e provocar mais reflexões.

    Fique com Deus.

    Jorge de Lima
    Diácono (CCNE)

    ResponderExcluir
  16. Anônimo8:58 AM

    Gostei muito do seu texto porque senti nele um sopro de misericórdia depois de uma experiência ruim relacionada com esse assunto.
    Vinha frequentando a igreja de um dos pastores mais badalados da atualidade, a quem eu já ouvira dizer coisas até ousadas sobre, dentre outras, a questão da homossexualidade. Pois eis que ele solta a pérola: você pode até ser um homossexual e ter um relacionamento excelente com Deus, mas na minha igreja, não. "Não chame a Igreja ... de sua", foram suas palavras textuais.
    Pra mim, isso equivale a tirar do letreiro na frente do prédio a palavra "Igreja" e substitui-la por "Clube" ou coisa parecida.
    Na década de 60, um pastor que voltava dos EUA contou a seguinte história: um negro se mudara para o sul dos EUA e procurava uma igreja para frequentar. Escolheu uma pra lá de racista, sem o saber, e se sujeitou a todas as exigências que lhe impuseram como condição para se tornar membro. Até que o mandaram decorar a Bíblia inteira. Penalizado, Jesus lhe apareceu em sonho e o aconselhou a escolher outra igreja porque naquela nem ele, Jesus, conseguira entrar.
    Os anos 60 passaram mas acho que Jesus continua excluído de muitas igrejas...

    ResponderExcluir
  17. "Eu bem que desconfiava mesmo que o fato de surgir uma igreja gay era culpa dos evangélicos"!
    Essa foi a campeã das justificativas...superou até a de Adão!
    Que bom que existe uma grande variedade delas. Assim ninguém precisa assumir nada!

    ResponderExcluir
  18. Adriano Ferreira1:42 PM

    Olá Hermes, gostei muito do seu artigo e penso o mesmo. Sou pastor da Comunidade Ide de Sorocaba-SP e acreditamos que seja realmente possível que através do amor, da aceitação e do respeito pelo ser humano trabalhar em prol de todos que se sentem rejeitados e odiados e temos conseguido ótimos resultados. Quanto a postura do Silas, não esperava outra coisa a não ser ódio mesmo. Só tenho dúvidas se ele deixaria de aceitar o dinheiro de um "parceiro ministerial" gay que doasse seus R$ 900,00 para seu "reino".

    Continuarei a ler e acompanhar seus artigos que são ótimos.Segue um vídeo de um manifesto que fizemos durante a marcha para Jesus em sorocaba de 2008.

    http://www.youtube.com/watch?v=dtAAmIfaWTE

    Um abração a todos,

    Nele que tinha em seu grupo: mentirosos, ladrões, gananciosos, medrosos e nunca desprezou ninguém,

    Adriano - Comunidade Ide - Sorocaba-SP

    ResponderExcluir
  19. Eu já tinha visitado esse blog antes, mas depois dessa postagem virei seguidor. Corroboro com o pensamento e o sentimento.
    REVERBERADO

    ResponderExcluir
  20. Anônimo8:39 PM

    Olá, parabéns pela postagem!

    É isso aí, evangelho na essência.

    Puro e simples.

    Engraçado como enquadramos os pecados alheios como mais graves.

    Somos corruptos, egoístas, avarentos e mentirosos, e na maioria das vezes convivemos muito bem com isso.

    Exigimos que o outro mude, que ele se enquadre. Mas e nós? Bem, nós preferimos vestir nossas máscaras de bons samaritanos.

    Senhor, Tende piedade de nós!

    Júlio Koenigkam

    ResponderExcluir
  21. Ana claudia Stelet Moreno da Silva disse...

    Olá graça e paz, polêmico este assunto, hein? Há alguns anos atrás quando meu esposo liderava o ministério de louvor de nossa igreja, tivemos um caso de um componente muito amado, que acabou lhe confessando sua dificuldade nesta área. Foi buscado ajuda em uma instituição evangélica pra ele, porém não sei porque cargas d'àgua ele não quis ir. Enfim o amamos , o acolhemos e ele mesmo buscou libertação em Deus. Algun tempo depois se casou , mas ficamos sabendo que ele mesmo casado por vezes se banqueteava, nos seus desejos secretos.Meses depois de sua filha nascer, ele adoeceu, tinha + ou - 1 ano de casado,era agora membro de outra igreja mais sempre muito querido por nós e por todos da igreja.Sua esposa sempre foi uma benção, e ele trabalhava na igreja nova com o coral. Para finalizar ele faleceu com o virus HIV. Seu sepultamento foi marcado por uma presença graciosa de Deus, creio que mesmo em suas deficiências ele encontrou em Deus graça e perdão em suas ultimas horas. Não estou fazendo apologia ao homossexualismo, porém não podemos tratar o ser humano com desprezo. Jesus mostrou isso ao falar com a mulher Samaritana , ela era desprezada por ter um passado discutivel,porém jesus lhe ofereceu recuperação, rompendo as barreiras tradicionais, demonstrando a ela amor e oferecendo-lhe uma nova vida. Quem sabe se sentassemos no poço onde muitos destes estão, oferecendo a eles a verdade ( o principio certo que é Jesus e todo o seu amor) Não veriamos muitos destes em recuperação. Li algo estes dias que me marcou: Amor não é Poder, amor é relacionamento.
    Faça um visitinha lá no blog tem postagem nova, ok? paz meu irmão.
    3 de Dezembro de 2009 20:07

    ResponderExcluir
  22. Penso que não estamos, e é certo que nunca estaremos preparados para fazer esse debate enquando não relativizarmos o nosso olhar, tentando deixa de lado o nosso pensamento preconceituoso carregado de um forte etnocentrismo, esse discurso apontocionista do bispo Hermes não resolve, uma vez que sua fala esta cheia de moralismno, e de uma pensamento heteronormativo e pensa as relações de parentesco dentro somente da perpectiva heterossexual, devemos pensar até que ponto Jesus condena ou não o homossexual, aqui coloco no foco essa questão do HOMOSSEXUAL e não de outras relações de gêneros como as travetis que transformam seu corpo deixando nele as marca do feminino, se formos por ai chegaremos na discurso da formação do homem a imagem e semelhaça de cristo, até ai penso que grava essas marcas é pecado, pois a pessoas, no caso a travesti, esta descontruindo a imagem de cristo, voltando a pensar no caso do homossexualismo, aqui cologuei no final o sufixo "ismo" pois ele é forjado dentro do discurso médico do séc XIX que tratava o homessexual como anormais, desviados, e desgenerado ou sem gênero, o que não é de forma nenhuma uma verdade, devemos pensar se Cristo julga o amor verdadeiro, fiel e com compromisso apenas pela igualdade dos orgãos genitais, se julga o amor não é assim tão radical, pois não encontra a raíz do problema que é o preconceito, em afirmação ao jornalista Walter do revista veja, penso sim que a maioria da igreja hoje são homofobicas sim, quando não fazem como o Silas Malafai, tentam de alguma forma "não serem preconceituosas" para transformar essas pessoas, TEmos que começar a nos preguntar quem deve ser mudado, eles, os homessexuais, ou esse lógica hegemônica hetero machista de forte tendência cristã conservadora?

    Toda nossa lógica de classes, Mendigaria, e probreza e construida dentro de um discurso legitimador de achar quem é ou não humano, o produto disso o (des)humano, digo que dentro de um discurso escravista e racista esse lógica de opressão foi contruida, o que queremos construir com esse discurso homofobico preconceituosos?

    Assinado: Militante do movimento de apoio a diversidade sexual.

    Peço que esse cometário seja aceito, pois de trata de um comentário com uma opinião.

    Begos e toda a Militância Reinista, nos encontramos na revolução...

    ResponderExcluir
  23. "Como crerão se não há quem pregue?"
    "Conhecereis a verdade e ela vos libertará."
    Essas são verdades que expressam o mais profundo amor de Deus pelos homens, mostrando-lhes seu desejo de querer viver eternamente com eles, advertindo-os para que não se enganem, não enganem e não se deixem enganar, pq os efeminandos não entrarão no Reino dos céus.
    Amados, Deus é amor, mas acima de tudo é SANTO.
    Quanto ao não julgueis, é uma faca de dois gumes.
    Nas misericórdias do Pai.
    Elaine

    ResponderExcluir
  24. Annete Barros9:44 AM

    O amor é a resposta, Deus é amor! O Espírito Santo aquele que convence e não o homem!
    Ontem mesmo comversando com uma amiga chegamos a seguinte conclusão, se sem amor,o verdadeiro amor, tudo é vão,e que o amor deve ser a base de tudo, principalmente da "igreja". Pois então, pensemos, se o amor deve se a base de tudo, e Deus é amor, qual tem sido a base dos discursos de "líderes de deus", porque se não é amor, portanto não vem de Deus,e se não vem de Deus, vem de onde?! Talvez vc leiao post e sinta um forte instinto protecionista para com o evangelho, não se preocupe, o Evangelho do Reino é Justiça, Paz e Alegria, e além disso Jesus não precisa de advogados, mas sim de discípulos dispostos a se darem da mesma forma abnegada que Ele se deu, e acreditar que o amor Dele muda tudo! POrque essa é a maior verdade que conheço, que Deus amou o mundo...e se deu. Se vc é Cristão, dê-se tb, em amor e verdade, em misericórdia e compaixão, em procedimento e humildade, sempre a favor do que CRisto amou, pessoas.

    ResponderExcluir
  25. FLAMARION COSTA

    Eu posso até entender o homossexualismo, mas nunca vou estar preparado para aceitar os que se denominam e se comportam como GAYS. Se a concepção deste estar preparado, contraria tudo que a biblia relata quanto ao homossexualismo e esta prática é contraria ao principio básico da PROCRIAÇÃO.

    Temos casos na história de povos que foram extintos pela falta de MACHO E FÊMEAS, certamente eles não tinham a tecnologia das PROVETAS e INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL, o que certamente poderia manter a humanidade se multiplicando.

    Todas as vezes que li debates sobre este tema e a distância observava atento, via que todos se prendem ao preconceito, que gira de ambos os lados.

    Os gays querendo obrigar a sociedade aceita-los como são; e a sociedade expulsando-os como corpos estranhos aos principios da criação e da ética social e sexual.

    EU NÃO ACEITO OS GAYS pela depravação em se fazem notorios; o que nem sempre se vê em algém que fez a opção pelo homossexualismo. Se bem observamos, vamos perceber que falamos de pessoas diferentes e bem diferentes umas das outras. Um faz questão de ser BICHA, depravada, desbocada, vedete, quando o outro não se vê alteração física, vocal ou trejeitos vulgares, de sua preferência. Por isso eu até que aceito conviver com um e abominar o outro.

    Seja o que você quiser ser, respeitar ou não respeitar o principio que acreditamos fundamentado por DEUS, pois foi ELE mesmo que deu o LIVRE ARBITRIO, mas precisa mesmo essa viadagem toda? Querer ser igual ao que jamais será, nem com cirurgia eu acredito que um homem ou uma mulher que mude de sexo, será plenamente aquele ou aquela em que se transformou.

    Só uma mariposa e uma lagarda, realizam a verdadeira metamorfose e isso foi uma permisaão de DEUS. Não há voz, requebrar, que faça uma "Bicha" ser "Mulher", Nunca será uma boneca, na concepção feminina de ser boneca.

    Por isso eu separo GAYS, BICHAS e SAPATÃO, por não aceitar a aberração a que se submetem, para serem vistos, aceitos, como se na marra e daí?!

    Que tenha lá seus jeitos femininos ou machões por questões de homonios, o que já leva o casopara doença e não escolha, mas essa viadagem escandalosa é intragável.

    Daí a generalização desta descriminação que eles (os gays) mesmos, se vulgarizam e são rotuladas como "bichas", assim como a atual onda das "cachorras, das vagabundas, das éguas pocotós..."
    O que vejo em tudo isso, é degeneração da espécie, pois tanto o homem e a mulher, poderiam ter suas preferencias sexuais ativa e passiva sem por uma questão de gosto, mas quem iria emprenhar as mulheres? Quem iria parir seus rebentos?

    Já disseram que Jesus viveu com a prostituta Maria Madelena o que não será espanto pra mim, se uma dessas Igrejas GAYS, amanhã dizer que Jesus não se casou, não teve mulheres, só andou em compannia de homens porque era GAY?

    Eu convivo, mas não aceito,respeito pelo principio do amor ao próximo; pois amar o próximo não significa ter que aceitar suas atitudes ou preferencias sexuais. Eu qualifico "isso" como uma praga que leva a humanidade a sua própria extinção reprodutiva.

    Os gays tem principios depravados, nojentos é são esses que levam todos a serem rejeitados, descriminados, excluídos sociais.

    ResponderExcluir
  26. Lindo post! Muito edificante!

    ResponderExcluir
  27. Anônimo5:23 PM

    Não consigo conceber a idéia de um hetero ou homosexual compulsivo ser um participante da Graça Divina.

    ResponderExcluir
  28. Paulo Melo4:57 PM

    Uma vez pediram a um rabino que resumisse toda a mensagem da Bíblia. Ele respondeu que toda a mensagem é muito simples e curta. É Deus gritando "Entronize-me!"

    Foi isso que aconteceu naquela manhã no rio Jordão. Jesus desapareceu, Deus foi entronizado. Jesus esvaziou a casa, Deus entrou.

    Ou você existe, ou Deus existe — os dois não podem coexistir. Se você insiste em existir, então, abandone a busca de Deus; ela não se realizará. Dessa forma a busca é impossível, absolutamente impossível.

    Se você estiver presente, então, Deus não pode estar: a sua própria existência, a sua própria presença, é a barreira. Você desaparece... e Deus está. Ele sempre esteve.

    O homem vive como uma parte, separado do todo. Ao redor de si, ele cria ideias, sonhos, o ego, a personalidade, e pensa em si como uma ilha, desconectado do todo, sem relação com o todo.

    Você já conseguiu ver algum relacionamento entre você e as árvores? Já conseguiu ver algum relacionamento entre você e as pedras? Já conseguiu ver algum relacionamento entre você e o mar? Se não conseguiu, então jamais chegará a ver o que é Deus.

    Deus, a divindade, não é nada mais que o todo, a totalidade, a unidade. Se você existe como uma parte separada, desnecessariamente existe como um mendigo. Você poderia ter sido o todo.

    E mesmo quando pensa que é separado, você não é — isso é apenas um pensamento na mente. O pensamento não está enganando Deus: está enganando somente você. O pensamento é simplesmente uma barreira para seus olhos se abrirem.

    ResponderExcluir
  29. Anônimo6:17 PM

    Para mim estão desvirtuando os valores bíblicos... Jesus sempre disse: seus pecados estão perdoados, vá e NÃO PEQUES MAIS.
    O que é pecado o é e pronto!!!! Não existe meio pecado.
    Daqui a pouco não seremos acusados apenas de homofóbicos, mas de adulterofóbicos, mentirofóbicos, homicideofóbicos, latrocínofóbicos e por aí vai mais umas 1000 palavras seguidos de "fóbico"...
    Voltaremos a nos orientar por nossos instintos e seremos OBRIGADOS a viver como animais.
    Cada um que faça as suas escolhas, mas que eu também tenha o direito de fazer as minhas escolhas.
    A questão é... ou os evangélicos se unem deixando de lado suas diferenças para defender o direito de crêr nas sagradas escrituras, ou daqui a pouco seremos presos e assassinados por nossa fé.

    ResponderExcluir
  30. Anônimo7:42 PM

    gostaria de saber se vcs entendem bem da biblia e se cvs sabem que tem uma parte da biblia que diz nao juguesi para nao seres julgados que o juiz dos juizes esta como advogado nao como juiz e vc suma rasa de pecadores querem falar o que se jesus mesmo disse aquele que nao estiver pecado que atire a primeira pedra e ninguem entres os povos atiraram e sim se calaram e jesus disse mulher cade seus acusadores nimguem de condenou vai e nao peques mais sendo que vc s vivem em aduterio e o que vimos na televisao

    ResponderExcluir
  31. Parabéns bispo pela sensatez de suas palavras, q Deus o abençoe e q nós como cristãos aprendamos a realmente irmos em busca dos perdidos, independente do q sejam, com respeito e amor.

    ResponderExcluir
  32. Gostei muito do texto. Aindo estou rindo de alguns parágrafos! É... há sacerdotes e sacerdotes. A Bíblia nos dá exemplos de ambos e do final destinado a cada um. A quem muito foi dado, muito será cobrado. Que nos lembremos sempre disso. Shalom Adonai.

    ResponderExcluir
  33. Anônimo10:41 PM

    SOU GAY, MAS ESCOLHI A CRISTO!

    Mais um maravilhoso texto aq e eu nao poderia deixar de me expressar, irei postar minha opniao como outras vezes. so q agora em anonimo pq sei que p muitos a homosexuaLIDADE é algo extremamente incompreensinvel.

    Desde de criança sofro. Fui ridicularizado, zombado pelos coleguinhas da escola, xingado, REJEITADO entre os meninos.

    Ter conhecido a Cristo aos 15 anos foi realmente a melhor coisa q me aconteceu, mas o fato de O ter conhecido nao me fez livre das tentaçoes. Namorei, quase casei, mesmo assim p mim nao era tao prazeroso mesmo diante de tantas oraçoes.

    Nos como igreja somos muito preconceituosos, tratamos os pecados ate como algo "comum" q acontece em um ser carnal. O q eu quero dizer com isso? Vc "pode", roubar,adulterar, mentir, praticar sexo fora do casamento (e os heteros cristaos contam vantagens com isso. falo isso pq meus amigos contam suas aventuras pecaminosas, logico q deixaram de fazer,em teoria, porem dao gargalhadas dos seus trofeus) e ser perdoado por Deus (ou por todos) pq estamos de baixo da graça. Mas que graça é essa q nao estao p os gays? o fato de vc nao viver uma vida homossexual nao deixa a pessoa fora da sua homossexualidade, pq é uma presdiposiçao a isso, alguns chamam de CONDIÇAO sexual.

    Assim como um hetero nao sabe explicar sua atraçao, o homossexual tb nao. Entao meu querido se vc sente atraçao pelo mesmo sexo, sinto muito, vc é gay. Agora, viver isso é outros 500.

    Sempre fazemos debates em nossa rodinha de amigos, algo muito saudavel, refletimos sobre alguns temas e discutidos isso com base biblica. Pra mim era muito triste em ver como o assunto "homossexual" quando cai na "roda" é motivo de piadas e abominaçao. Certo dia estavamos falando sobre adoçao de criança p casais gays q passou no FANTASTICO...e entao veio a seguinte frase do meio da galera: " se eles querem uma familia, entao adote um macaco!".
    quase morri! muito triste. quase 1 ano atras preferi dá um fim no meus conflitos. minha mae faliceu de cancer no dia 29 de maio de 2010, fiquei muito mal e fui passar minhas ferias da facu em Milão na casa da minha irma e comecei refletir sobre minha decisao. Ao voltar, fui pela 1a vez expor o meu segredo aos meus amigos da igreja (na verdade so falei p 3, os melhores de todos), eu precisava de um apoio. Entao comecei a prepara-los. Crescemos juntos na igreja (um deles foi meu lider);fiquei com medo de perde-los por falar da minha preferencia. Ficaram chocados, mas nao me deixaram, ficaram mais proximos e melhor, em nada mudou.

    Meus amigos sao realmentes cristaos, eu morreria por eles.

    Preferir nao viver as minhas vontades, me arrependo, mesmo sabendo q alguns me veram de olhares pelos ombros, sem misericordia, ou sem me dar nenhum credito. Tropeço ainda, mas os principios q um dia me passaram, foram maiores, me cutucavam todo o tempo e voltei.

    onde eu quero chegar? Eu digo: A IGREJA NAO ESTA PREPARADA E NAO TEM SABEDORIA P TRATAR DESTE ASSUNTO. Li um texto de outro anonimo e vi a rigidez em seu paragrafo. Precisamos ser cristaos de fato, entender o verdadeiro cristianismo, aquele de misericordia q Cristo nos ensinou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo6:25 PM

      Voce escolheu a Cristo Errado, este deve ser o Anti-Cristo. Ninguem jamias escolheu a Cristo e permaneceu a mesma pessoa, arrepende-te.

      Excluir
  34. vcs comessaram vcs terminam eu estou fora vou continoar a pregua o evangelio tem muitas pessoas
    que ainda não tem o conhecimeto e pra elas que vou falar de Jesus Cristo

    ResponderExcluir
  35. se jesus andasse hoje em carne e osso pela terra ao pregar para um homossexual ele ia acolhê-lo, mais ia impor uma condição,largue sua prática e siga-me.Porque a biblia,jesus,condena a prática do homossexualismo,isso é conhecido por quem lê a bíblia,a igreja gay não pode ter a bíblia como referência,como seus ensinamentos,porque a bíblia os contradiz.

    ResponderExcluir
  36. Anônimo3:48 PM

    VERGONHA P OS EVANGELICOS, NA SUA OPINIAO! OS EVANGELICOS AMAM A TODOS. AGORA SE ELES NAO SE SENTEM BEM DENTRO DA CASA DE DEUS EH PORQUE ELES MESMO NAO ESTAO CONVERTIDOS OU NAO QUEREM SE ENTREGAR VERDADEIRAMENTE PARA DEUS E CUMPRIR C AS ORDENS. PORQUE DEUS EH ESPECIALISTAS EM TRANSFORMAR CORACOES DE PEDRA EM CORACOES DE CARNE, OU SEJA, TODOS NOS DEVEMOS ORAR E CLAMAR A DEUS PARA QUE O SEU ESPIRITO SANTO NOS CONDUZA E NOS GUIE PELA MAO DIREITA ATE O REINO DE DEUS PAI. E O PR SILAS NAO FALA EM NOME DE TODOS OS EVANGELICOS.

    ResponderExcluir
  37. Anônimo6:23 PM

    Vergonha para vós pastores que pervertem o evangelho de Deus, nao existe um Cristo Gay e muito menos um Céu para os Gay, mas sim um inferno para os sodomitas modernos, vós fareis Deus queimar novamente a terra. Arrependei-vos.

    ResponderExcluir