terça-feira, março 14, 2017

31

Transexualidade à luz da graça



Por Hermes C. Fernandes

Imagine se você se sentisse um homem preso num corpo feminino ou uma mulher num corpo masculino, e não pudesse fazer nada para mudar esta realidade. Como mensurar o sofrimento de milhares de transexuais que vivem este dilema existencial? Não bastasse a inadequação, ainda têm que aguentar o olhar condenatório de uma sociedade hipócrita, incapaz de amar o diferente, cujos preconceitos são alimentados por um discurso religioso ultrapassado e desprovido de misericórdia.

Muitos achavam tratar-se de um comportamento aprendido influenciado pela cultura ou pelo ambiente, outros julgavam que seria fraqueza de caráter ou pura sem-vergonhice mesmo, até se depararem com a chocante realidade de crianças trans como o caso apresentado no Fantástico do último domingo (12/03/2017). O fato é que o transexual percebe desde cedo que está no sexo errado. Não confunda homossexualidade com transexualidade. Não se trata apenas de atração por pessoas do mesmo sexo. Trata-se, antes, de uma sensação de profundo desconforto com seu próprio sexo anatômico, capaz de levar a pessoa a desejar empreender uma jornada de transição de seu sexo de nascimento para o sexo oposto. O que está em jogo é a identidade de gênero. Enquanto um homossexual é capaz de aceitar seu próprio corpo, o transexual (ou transgênero) sente a necessidade de alterá-lo, adequando-o ao seu sexo psicológico. Também não se deve confundir transexualidade com hermafroditismo ou pseudo-hermafroditismo. Hermafroditas são definidos como pessoas que possuem ovários e ao mesmo tempo pênis e testículos funcionais, portanto, possuem, por assim dizer, dois sexos. O transexual possui um único sexo biológico, mas que não é compatível com seu sexo psicológico. Ele é, digamos, homem por fora, mas mulher por dentro ou vice-versa. 

Antes de abordar a questão à luz do evangelho, gostaria de propor uma compreensão à luz da ciência. No embrião humano, a genitália se forma por volta da décima semana, enquanto o cérebro ainda se encontra em desenvolvimento. Por volta de vigésima semana, define-se a área que dá a identidade de gênero. Geralmente, a genitália e o cérebro apresentam o mesmo sexo. Porém, no transgênero, ocorre do cérebro apresentar uma formatação diferente. A genitália é masculina, mas o cérebro se estruturou como sexo feminino, ou a genitália é feminina, mas o cérebro é masculino. De acordo com a pesquisa feita no Netherlands Institute for Brain Research por Dick Swaab em 1995, o hipotálamo em transexuais masculinos era do tamanho do feminino ou ainda menor. Em outras palavras: um cérebro de mulher aprisionado em um corpo de homem. Convém salientar que o hipotálamo é a área do cérebro essencial à determinação do comportamento sexual. 

Tragicamente, um em cada cinco transexuais tenta o suicídio, e essa forma de morte é cinco vezes mais frequente entre eles do que na população em geral. Para muitos deles, a cirurgia de mudança de sexo seria a última esperança para uma vida mais digna, compatível com suas aspirações existenciais. O termo usado atualmente para definir mudanças de características sexuais é cirurgia de reatribuição ou redesignação sexual, que reflete a ideia de que as pessoas transexuais não estariam mudando de sexo propriamente, mas corrigindo seus corpos. No caso de mulheres trans, os testículos são retirados e o pênis é cortado ao meio no sentido do comprimento, com remoção do tecido interno. A uretra é realinhada e a pele do pênis, preservada, é dobrada para dentro, forrando uma cavidade feita cirurgicamente e que vai ser a vagina. Em alguns casos, a extremidade do pênis é transformada em um clitóris capaz de provocar o orgasmo. Frequentemente, mulheres trans preferem limitar o processo de redesignação sexual à cirurgia de feminilização facial, o aumento de seios e terapias hormonais. 

A cirurgia de redesignação genital em homens trans compreende um conjunto de procedimentos, incluindo a remoção dos seios, a reconstrução dos genitais e a lipoaspiração. A maioria delas, porém, prefere submeter-se unicamente à retirada dos seios. 

Como poderíamos encarar tal realidade à luz do Evangelho? No caso de um transexual que se convertesse, seria correto esperar que voltasse ao sexo original ou ele poderia manter o atual? E se isso não fosse possível? Estaria a igreja preparada para receber tais indivíduos sem julgá-los e condená-los? 

Comecemos por Jesus. Ele afirma a existência de pessoas que “castraram a si mesmos por causa do reino dos céus.” Sabendo que estava pisando em terreno minado, Ele arremata: “Quem pode receber isto, receba-o” (Mateus 19:12). Obviamente, alguns dirão tratar-se de eunucos e não de transexuais. Precisamos, todavia, considerar que a transexualidade não era uma questão daquele tempo. Porém, é possível traçar um paralelo entre o transexual de hoje e os eunucos. Em alguns casos, ambos têm em comum o fato de se submeterem a um procedimento de alteração em sua genitália por livre e espontânea vontade. Entretanto, no caso apresentado por Jesus, tais indivíduos se castravam por uma causa específica que é o reino dos céus. O que significaria castrar-se por causa do reino dos céus? Será que remover a genitália nos tornaria mais dignos de entrar em Seu reino? Orígenes, um dos pais da igreja, acreditava que sim. Tanto que se submeteu a isso. 

Haveria outra maneira de entender esta enigmática passagem? Acredito que sim. Em outra passagem, Jesus afirma que o reino de Deus está dentro de nós (Lucas 17:20). Isto é, o que vale no reino anunciado por Jesus é o que se é por dentro e não por fora. É no íntimo que habita a verdade (Salmos 51:6). 

Nem sempre há compatibilidade entre o que vemos no espelho e aquilo com que nos deparamos nos recônditos do nosso ser. E isso pode gerar tal desconforto a ponto de empurrar-nos para o abismo da depressão e até do suicídio. Paulo diz que ainda que nosso homem exterior não correspondesse às nossas expectativas por está sujeito ao desgaste do tempo, o nosso homem interior se renovaria dia após dia (2 Coríntios 4:16). O corpo tem prazo de validade. A alma traz a vocação de ser eterna. Razão pela qual, não deveríamos conhecer a ninguém segundo a carne, mas segundo o espírito, isto é, de acordo com o que se é interiormente (2 Coríntios 5:16). Portanto, alguém poderia sim submeter-se a um procedimento cirúrgico que visasse corrigir tal incompatibilidade entre seu exterior e seu interior sem com isso estar rebelando-se contra o seu Criador. Em certo sentido, isso seria feito pela causa do reino. De acordo com a definição do apóstolo Paulo, o reino de Deus é alegria, justiça e paz (Romanos 14:17). Se tal procedimento, por mais traumático que seja, gerar alegria, simetria entre corpo e alma (justiça) e apaziguar o coração, então, não há razão para condenarmos quem a ele se submeteu. Trocar de sexo não significa ser promíscuo, imoral, pervertido. Significa apenas buscar atenuar o sofrimento resultando da incompatibilidade entre o que se é por fora e o que se é por dentro. 

Não consigo entender porque os cristãos valorizam tanto aparências, haja vista que o Deus a quem afirmam adorar toma a contramão desta tendência. Ele mesmo disse ao profeta Samuel: “O Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (1 Samuel 16:7b). Alguns dirão: tentar corrigir o sexo é o mesmo que afirmar que Deus errou. Se seguirmos esta lógica, então, usar óculos, próteses, perucas, também deveria ser considerado uma afronta ao Criador. O que dizer de cirurgias plásticas com objetivos meramente estéticos? E a mulher do pastor que resolveu dar uma turbinada nos seios? Não sejamos hipócritas! 

Somos todos filhos de Adão. Pertencemos a uma raça submetida às contingências da existência. Como costumo dizer, o mundo ideal ficou atrás dos portões do Éden. Portanto, sejamos mais complacentes, buscando compreender o drama vivido por milhares de transgêneros. Quem sabe um dia possamos acolhê-los livremente em nossas comunidades levando em conta apenas sua humanidade, reconhecendo neles nossa própria carência de graça, amor e aceitação. Estou certo de que esta é a vontade de Deus. Uma coisa posso garantir com todas as letras: a multiforme graça de Deus é apta para abarca a multifacetária sexualidade humana. Ninguém, absolutamente ninguém, está excluído do escopo da graça. O Deus que salva héteros, salva gays, lésbicas, transexuais, bissexuais e qualquer que seja a categoria que exista ou venha surgir. Não ouse subestimar o escandaloso amor de Deus. 

Certamente o assunto não se esgota aqui. Só espero ter dado um pontapé inicial que provoque uma onda de diálogo entre os seguidores de Cristo e este importante segmento social. 

Assista abaixo um drama verídico que poderá lhe ajudar a entender a questão com um olhar mais humano e cristão, e em seguida, a reportagem veiculada no Fantástico.





31 comentários:

  1. Anônimo10:45 AM

    Senhor Hermes, primeiro parabéns pela coragem. Mas permita dizer que o senhor passou por vários temas rapidamente deixando lacunas que poderiam ser preenchidas com mais detalhes, talvez até ser dividido em vários textos.
    1 A SALVAÇÃO de qualquer ser humano independente do que ele tenha feito é verdadeira, seria bom incluir que após a conversão é necessário observar os mandamentos de Deus.
    2 SISTEMA NERVOSO é um dos tecidos humanos menos compreendido, segundo a bibliografia médica. Muitas doenças que atingem o sistema nervoso ainda não são tratadas. Muitas funções de diversas áreas do sistema nervoso ainda são desconhecidas. Além disso, o pouco que já foi descoberto sobre o sistema nervoso pode receber interferência médica e psicológica.
    3 HISTORIA de Roma e da Grécia antiga já descoberta mostra diversas práticas sociais e religiosas com amputação de membros masculinos e práticas sexuais distorcidas. Desta forma, ao analisar a palavra eunuco nos textos bíblicos deve-se considerar o contexto judaico cristão que constrata ou se diferencia ou se distancia da cultura greco- romana.
    ACADÊMICO o senhor corajosamente entrou em um tema sensível e muito amplo, no entanto, não cita aqui suas referências teóricas, e existe muitos textos antigos e atuais que seria bom ser incluídos com citações diretas e indiretas. Provavelmente, seus professores da universidade exigiram do senhor o uso de ferramentas científicas, deveria usar algumas delas no seu trabalho.
    Acompanho suas publicações com prazer, as vezes, gostaria que o senhor utilizasse algumas técnicas modernas da educação formal pois o senhor trata de muitos assuntos ao mesmo tempo.
    Sucesso para o senhor Hermes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem vai ler o comentário acima lembre-se a esplanaçao do PR. Hernandes não é uma tese acadêmica, é apenas uma escrita para nós leigos porém inteligentes!

      Excluir
    2. Leigos.......PORÉM inteligentes?!? O Laicato não torna ninguém menos inteligente, assim como a Formação Acadêmica não significa que o erudito seja mais inteligente, senão alguém que teve oportunidades de se educar melhor e se aprimorar nalguma ciência. Existem muitos "leigos" por aí com grande desenvoltura de inteligência, mas que não tiveram a chance de receber uma educação mais aprimorada. Agora, com a abertura de caminhos proporcionado pela Internet, esses "leigos" estão causando uma verdadeira revolução em diversos setores da Sociedade, inclusive sendo os campeões do Empreendedorismo. Mas creio que você se refere ao fato de que TODOS PODEMOS ENTENDER a explanação do Hermes, sem a necessidade de que ele forneça referências bibliográficas. Se assim for, concordo plenamente!

      Excluir
  2. Quanto esforço para tentar justificar o injustificável

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo4:47 PM

      Pra que ler um texto Desses, se a burrice e Ignorância são as mesma.

      Excluir
    2. Anônimo5:30 PM

      Desde a época em que os apóstolos ainda estavam vivos já existiam pessoas que deturpavam as escrituras para adaptar o evangelho ao seu próprio modo de vida, em vez de adaptar suas vidas ao evangelho.

      Excluir
    3. Paz! Paulo tb sofreu esse tipo de preconceito. A carta aos Gálatas é uma resposta aos religiosos Judaizantes que diziam que Paulo era um apóstolo de segunda categoria. Apóstolo de verdade eram Thiago e Pedro diziam os religiosos. Paulo era taxado de tornar o evangelho mais atraente para o os gentios já que Paulo pregava que só a cruz de Cristo era suficiente para salvar o ser humano. Para os judaizantes o ser humano só experimentaria Deus se observasse o pacote de leis. E pasmem uma delas é a circuncisão. Ou seja, em bom português, tirar um cabresto do pinto vale mais que a Cruz de Cristo. Paulo foi obrigado a escrever a epístola aos Gálatas é perguntar: Oh insensatos Gálatas quem vos fascinou com tais coisas? O mandamento é um só: ama o próximo como a ti mesmo. É o que diz Gálatas 5. É contra isso não há lei. Abraço

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Anônimo7:04 PM

    Deus ama todos sim! Temos que ir como estamos, mais quando encontramos com Cristo, nós se tornamos novas criaturas, não permanecemos na mesma forma! Deus fez homem e mulher! Homem nasce homem e mulher nasce mulher!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz! Caro, e o que dizer de: "Alguns são eunucos porque nasceram assim; outros foram feitos assim pelos homens; outros ainda se fizeram eunucos por causa do Reino dos céus. Quem puder aceitar isso, aceite".Mateus 19:12. Será mesmo que ninguém pode nascer homem num corpo de mulher e vice versa neste mundo deformado pelo pecado?

      Excluir
    2. Em qual dicionário você leu essa interpretação da palavra eunuco?

      Excluir
  4. Admitir que a transsexualidade como normal para ser parte da Igreja de Jesus Cristo é o mesmo que afirmar que DEUS erra ! Se na criação está distinguido que só existe macho e fêmea , dizer que um homem se sente mulher, todavia está preso em um corpo masculino é com certeza afirmar que DEUS errou , as escrituras não dão base para esse entendimento e não será o fantástico ou qualquer teologia neo liberal que vai querer mudar isso ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Devanir, paz! Num mundo deformado pelo pecado tudo é possível. Concordo que pode não ser o ideal nascer homem no corpo de mulher e vice versa mas é real. É fato. Acontece. Deus não errou. O pecado é que deformou a criação de Deus. E o que faremos? Aqui só nos cabe amar. Prefiro trocar o "está escrito" pelo que "está dito" nas escrituras. O "está escrito mata", é lei. O "está dito" é o Espírito da palavra. vide o Sermão do Monte. Está escrito eu porém vos digo, disse Jesus, sem contradizer mas colocando o Espírito na letra morta. Individualidade é campo sagrado. Abração.

      Excluir
    2. Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?
      Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio MACHO e FÊMEA os fez,
      E disse: Portanto, deixará o HOMEM PAI e MÃE, e se unirá a sua MULHER, e serão dois numa só carne?
      Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
      Mateus 19:3-6
      Em 3 versículos, que inclusive antecedem os versículos trazidos no artigo (do fazer-se eunuco), Jesus deixa claro, por 3 vezes, o desígnio de Deus: "MACHO e FÊMEA os fez" (e não macho e macho, ou fêmea e fêmea); "deixará o homem PAI e MÃE" (e não pai e pai, ou mãe e mãe); e "o HOMEM deixará pai e mãe e se unirá à sua MULHER" ( e não o homem se unirá a outro homem"). Se vc acredita que o que está dito é o espírito da palavra, creio que Jesus deixou bem claro que a proposta inicial de Deus acerca da sexualidade continua vigente. Amar e acolher os homossexuais, pois todos nós somos pecadores e precisamos estar juntos em busca da salvação. Mas que está contra a vontade do Senhor, isso não há dúvida. Sem precisar de interpretação.

      Excluir
    3. Oi Joelson, paz! Está claro que Deus fez macho e fêmea e essa é a vontade dele. Isso é indiscutível. Creio piamente nisto também. O fato é que assim como nasci hétero, há pessoas que já nasceram homossexual. Não é nada fácil sofrer preconceito por ser quem se é. E numa boa, meu caro, quem nasceu homo não o vai deixar de ser nunca. Acredito que assim como há salvação pra mim que sou hétero tb há salvação pra quem é homo. Eu creio no favor imerecido de Deus pra mim e para o próximo. A graça não é exclusividade minha. Quem não nasceu homo mas só experimentou a homoafetividade pode até parar de praticar tais atos mas quem já nasce assim é outro papo. Talvez esteja fadado a se fazer "Eunuco" pelo resto da vida pelo amor do Reino de Deus. Imagine o sofrimento? Carecemos totalmente da graça e da misericórdia de Deus. Não há um justo se quer nem o hétero por ser hétero e nem homo por ser homo. Todos nós pecamos o tempo todo e a todo tempo. Mesmo qd não percebemos. Só a graça de Deus pra nos livrar dessa. Abraço

      Excluir
    4. Anônimo10:40 PM

      Joelson, você é chato p caralho meu irmao, come o que está escrito na bíblia e defeca um monte de merda pela boca. Cheio de conceitos que foram enfiados nessa sua mente alienada. Só falou bobagem do início ao fim, quem é você p dizer o que é pecado ou o que não é?

      Excluir
    5. Anônimo, meu irmão, desejo a paz do nosso Senhor Jesus a vc e à sua família! Sobre os conceitos enfiados em minha mente alienada, veja bem, irmão, não trouxe nada inédito, apenas copiei e colei o que está escrito no Evangelho da Salvação. Se aquilo que está lá escrito é bobagem, deixo a decisão com vc, mas lembre que apenas copiei e colei. Que o Espírito de Deus nos dê entendimento. Fica com Deus.

      Excluir
    6. Amém, Fábio, a paz do Senhor. Irmão, não discuto o peso da cruz para nossos irmãos que são homossexuais, sei que deve ser algo muito difícil. Creio no favor imerecido de Deus, no sacrifício de nosso Senhor Jesus, e em sua abundante misericórdia. Todavia, irmão, o pecado será sempre pecado, até que o último facho de luz esmaeça no universo. Quem será salvo ou condenado, isso cabe a Deus; porém, segundo Sua Palavra, a mentira continuará sendo mentira, a arrogãncia continuará sendo arrogância, o adultério continuará sendo adultério, e a prática homossexual continuará sendo a prática homossexual. Todos nós pecamos, tropeçamos, falhamos, muito provavlemente todos os dias, mas a consciência de que o erro é erro - e não acerto - é um indicativo da presença do Espírito Santo em nossa vida. Quem peca, sabendo que está pecando, está a um segundo do perdão, caso se arrependa verdadeiramente e busque mudança em sua caminhada espiritual. Quem peca, mas tenta a todo custo acreditar que não está pecando, acaba numa situação muito delicada, pois o perdão pressupõe arrependimento. Sendo assim, se convencermos nossos irmãos homossexuais de que essa prática não é pecaminosa, apesar de todos os avisos que temos na Bíblia, estaremos distanciando essas pessoas da vontade - explícita - do Senhor. Um grande abraço e fica com Deus.

      Excluir
  5. Anônimo1:55 AM

    "Que coisa ridícula essa matéria do Fantástico que deve ter inspirado esse texto ideológico religioso. É um caso impressionante de manipulação das palavras e das pessoas. É impossível ter um cérebro feminino e um corpo masculino. É uma impossibilidade lógica. Um cromossomo Y não se torna (por um passe de mágica) um cromossomo X. O menino da matéria vai tomar medicamentos para atrapalhar sua puberdade. Por qual razão? Porque seu "cérebro feminino", teimoso e retrógrado, vai continuar orientando seu crescimento biológico como homem. Se a natureza é tão clara, se o cérebro é tão feminino, por que tantas cirurgias para mudar o corpo dos rapazes? São cérebros que não se comportam como femininos em nada, não obstante deveríamos acreditar que são femininos. O Fantástico não é capaz de responder essas perguntas, pois elas não possuem respostas. Os ideólogos que construíram a ideologia de gênero sabem bem disso, no entanto seus divulgadores vendem sua ideologia como uma realidade nova, chic e científica. Essa pseudo-ciência é vendida para promover a imagem de tolerância. Acontece que ninguém se torna mais tolerante por acreditar em algo falso. Os pais e as crianças ficarão apenas confusos e sem norte, serão vítimas de problemas psicológicos que não compreenderão." - Guilherme Freire

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:55 PM

      Show! Parabéns... O pior é ver pessoas que dizem ser cristãos apoiar uma coisa dessa! Deus amou aquela prostituta, mas falou para ela, vai e não peques mas. Mudança! Não continuar na mesma!

      Excluir
  6. Anônimo1:59 AM

    "McHugh ainda mencionou que estudos da Universidade de Vanderbilt e da Portman Clinic, de Londres, observaram algumas crianças que haviam demonstrado comportamentos transexuais. Ao longo do tempo, de 70% a 80% dessas crianças deixaram espontaneamente esses comportamentos."

    https://pautaprincipal.wordpress.com/2015/11/19/transgeneridade-e-um-transtorno-mental-afirma-medico-norte-americano/

    Eu não queria estar na pele dessas pessoas que por devoção a sua ideologia, deixaram de lutar para que essas pessoas que sofrem nessa confusão com as suas sexualidades não sejam tratadas, ao invés de tentar nos convencer que se trata de algo normal. Que Deus tenha misericórdia!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo2:03 AM

    Vejam a próxima bizarrice dos esquerdoparas:

    "Rita Laura Segato, professora titular da UnB, vinculada aos programas de pós-graduação em Biologia Ética e Direitos Humanos, identificada como “uma das maiores pesquisadoras em estudos feministas e de gênero com enfoque nas violências praticadas contra as mulheres”, afirma peremptoriamente: “todas as outras formas de desigualdades existentes são transformações da matriz heterossexual. É tão difícil retirar o feminino da posição em que se encontra porque ele é a pedra fundamental das diferenças.”

    http://www.sentinelalacerdista.com.br/o-proximo-inimigo-e-heterossexualidade/

    Em breve veremos textos do Hermes sobre o pecado de ser hétero.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo2:05 AM

    "Quando diante de um paciente com anorexia que pesa 30 quilos mas enxerga uma pessoa com 300 no espelho, psicólogos tratam de mostrar ao paciente que a imagem no espelho não reflete a realidade. Quando o caso é de disforia de gênero, tais psicólogos passam a tentar curar a sociedade ao invés do paciente. Se desdobram pra provar que a imagem falsa que os pacientes veem no espelho é que é real e o resto do mundo que não compreende. Quando isso ocorre, esses "cientistas" já abandonaram a busca pela verdade e abraçaram a tara ideológica dos engenheiros sociais modernos. Ou seja, deixaram de ser cientistas e passaram a ser ativistas engajados." - Marcelo Ribeiro

    ResponderExcluir
  9. Anônimo2:14 AM

    “Eu não tenho o mesmo deus de um ’cristão de esquerda’.
    A trindade deste cristão é estranha. Um deus-pai-Estado, o todo-poderoso que guia todos os aspectos de nossa vida, um espírito-partido, que tem as palavras consoladoras de vida, e um messias-Lula-da-vez, aquele que nos salva do maldito capitalismo.
    Seu messias não expia definitivamente pecado algum, pelo que são necessários "sacrifícios" constantes em novos messias, conforme as necessidades dos tempos.
    Seu Isaías é Marx, seu Paulo em Romanos é Gramsci. É improvável que tenha lido tanto os profetas quanto os "teólogos", mas, tendo lido ou não, as profecias e doutrinas dos últimos se impõem às dos primeiros.
    Sua cosmovisão, a lente com que ele vê a realidade não é cristã. Nossos termos podem ser os mesmos, mas significam coisas muito diferentes.
    As Escrituras ele as pode ter por leitura, mas a regra de fé e prática é a sua cartilha. Não há hermenêutica senão via o inerrante profeta que, providencialmente, fez de suas profecias senso comum.
    Seu deus é soberano do tempo, enquanto o meu se serve do tempo a partir da eternidade. Suas esperanças apocalípticas não olham ao porvir, senão a um paraíso do aqui e agora.
    E aqui e agora, por ordem do Eterno, o mundo jaz no maligno.
    Não, seu deus não é o meu Deus”. — Roberto Vargas Jr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata2:32 PM

      Estou aplaudindo de pé sua resposta. Muito obrigada, mesmo!

      Excluir
  10. Anônimo2:22 AM

    Essas pessoas estão confusas, precisam de tratamento médico que os ideólogos de esquerda não querem que tenham, pois ai não poderiam ser usadas para a sua agenda maquiavélica, como destruir as mentes das crianças nas escolas ensinando que homem não nasce homem, mulher não nasce mulher, são construções sociais, mas homossexuais nascem homossexuais. E o mais triste é pessoas que se dizem cristãos caírem nessa armadilha, ao invés de lutar para que essas pessoas tenham tratamentos, que os profissionais de saúde possam trata-los, estudar à respeito... enfim. Vocês sabiam que por exemplo o plástico exposto no calor libera uma substância que é similar a hormônios femininos? Estamos exposto à muitas substâncias hoje em dia que estão alterando processos naturais e eles sabem muito bem o que estão fazendo escondendo essas verdades, e proibindo pesquisadores de entenderem o que está acontecendo. Só sei que é triste ver até os próprios cristãos sendo engolidos por essa agenda maligna, a ponto de subverter a Bíblia à sua ideologia. Triste.

    ResponderExcluir
  11. Anônimo1:26 PM

    De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saude) homossexualismo é COMPORTAMENTAL. Qualquer tese diferente até o momento não passa de um dado hipotético. Entretanto, pude ver nos comentários posições bastante complicadas explicitando a homofobia enrustida por parte dos leitores. Faço uma pergunta... Qual seria a reação de vocês se na igreja um casal de gays se sentassem de mãos dadas ao lado de suas famílias num dia de culto???

    ResponderExcluir
  12. parabéns Hermes,
    com esse texto vc se tornou um apóstata com PhD.

    ResponderExcluir
  13. Esse cara dos Textos Anônimos é tão anônimo, que não sabe nem se identificar pra tentar fazer valer seus pensamentos ��. Acho que se essa pessoa chegar à ter um filho(a)gay tirará sua própria vida ou a vida do filho. Deus tenha Misericórdia dessa vida. Como é que essa criatura pode saber de algo se ela não é algo. É complicado.

    ResponderExcluir
  14. Anônimo6:12 PM

    Um vídeo a respeito da Transexualidade lidado sem viés ideológico que contamina todos os textos do Hermes em detrimento da Palavra, pra quem quiser conhecer a Verdade e ser liberto:


    A Bíblia diz como lidar com a transexualidade?

    O assunto "transexualidade" tem ocupado os debates na mídia e nas redes sociais. Como um cristão deve lidar com isso? Espero que compreenda que o que vou dizer é dirigido a cristãos, pessoas salvas por Cristo que têm um compromisso com Deus e sua Palavra, e não com seu corpo de carne e seus instintos naturais. A Criação original foi corrompida pelo pecado e por isso existem distorções em tudo e em todos. Alguns nascem com distorções na mente, outros no corpo, algumas mais evidentes, outras nem tanto. Mas a verdade continua sendo a de que originalmente Deus criou um homem e uma mulher e tudo o que sair desse padrão é uma distorção do projeto original. "Porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea." (Mc 10:6).

    https://www.youtube.com/watch?v=qlx-wgC1VlA

    ResponderExcluir