terça-feira, março 08, 2016

3

As mulheres da vida de Jesus



Por Hermes C. Fernandes

Recentemente, alguém postou um comentário num post meu que defendia o empoderamento feminino afirmando que a primeira mulher a se empoderar foi Eva, e deu no que deu.  Como é triste em pleno século XXI alguém insistir em ler a Bíblias com as lentes do seu machismo cafona. As Escrituras estão repletas de personagens femininos que se empoderaram, dentre as quais poderíamos destacar Sara, Débora, Ester, Rute, Raabe, Ana e tantas outras. E o que dizer daquelas ilustres anônimas que cruzaram o caminho do Messias nas empoeiradas ruas da Galileia? Eram elas, mulheres empoderadas, que mantinham o ministério de Jesus.

Mulheres como a Samaritana que mesmo não gozando de uma reputação ilibada, foi capaz de atrair todo o seu vilarejo para ouvir Jesus. Mulheres como a prostituta que lhe ungiu os pés com um perfume que lhe custou um ano inteiro de serviços na mais antiga profissão do mundo. Mulheres como a que sangrou por doze anos seguidos, mas que resolveu enfrentar o preconceito, infiltrando-se entre a multidão para tocar na orla de Suas vestes e ser curada. Mulheres como as que choravam vendo-o passar pela Via Crucis carregando a cruz dos homens. Mulheres como a Cananeia, que seguia-o clamando por sua filha enferma, sob o olhar daqueles que consideravam seu povo como meros cães, mesmo sendo os habitantes originais daquela terra. Mesmo ouvindo de Jesus a reprodução daquele discurso, ela não titubeou e humildemente argumentou: "Os cachorros também comem das migalhas que caem da mesa de seu senhor." Pelo que ouviu dos lábios do Mestre um elogio que pouquíssimos mortais receberam. Mulheres como Maria Madalena, a primeira a vê-lo ressurreto e a recebera missão de contar aos Seus discípulos o que testemunhara. 

Mas dentre todas as mulheres da vida de Jesus, ninguém foi tão importante quanto Maria, de quem herdou o ímpeto revolucionário tão nítido em sua canção de louvor a Deus (Magnificat).

Jesus empoderava as mulheres quando estas nem sequer eram contadas nos censos. Dentre tantos mestres da época, mesmo alguns como Sócrates, Platão e Aristóteles, considerados homens bem à frente de seu tempo, Jesus foi o único a aceitar mulheres como discípulas. 

Pena que dois mil anos depois, muitos dos que se apresentam como Seus seguidores emprestam os lábios ao machismo imperante em nossa sociedade, negando à mulher o espaço e a dignidade que lhe são devidos. Temos muito que aprender com Jesus.

Feliz Dia Internacional da Mulher para todas as minhas amigas, e, em especial, para as mulheres da minha vida: minha mãe, minha esposa e minhas filhas.

Segue abaixo, a canção "Dona" do Roupa Nova cantada ontem no culto especial dedicado a todas as mulheres.

3 comentários:

  1. Anônimo12:54 PM

    Hermes continuou a falar que o lugar da mulher é na cozinha, lavar roupa para o homem e fazer comida.
    E que fica calada só fala quando mandar falar.
    Foi a mulher que fez o homem pecar ela a Eva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo7:52 PM

      É mesmo? Adão poderia ter rejeitado né? È fácil por a culpa nos outros e não assumir seus erros...

      Excluir
  2. Anônimo12:54 PM

    Continuou a dizer mulher é só na cozinha fazer comida para seu marido ou amante, lavar as cuecas do marido e fazer comida e ficar calada só fala quando o marido ou amante mandar.
    Adão era um babaca que era dominado pela Eva e deu o deu, e hoje estamos pagando o preço do pecado dos dois irresponsáveis.
    Mas a Eva confessar com um animal a serpente falando com ela aí já é ser inútil e sem nação conversar com um animal que falou com ela.
    Ah! Vai dormir, e quero minha comida agora.

    ResponderExcluir