sexta-feira, janeiro 24, 2014

7

E se sua vida virasse filme?



Por Hermes C. Fernandes

Devo confessar: Sou um cinéfilo. A sétima arte me fascina. Enquanto assisto a um bom filme, sinto-me como se deixasse o cronos, e adentrasse uma esfera atemporal. Aprendi a admirar um bom filme pela fotografia, pela direção, pela atuação dos seus protagonistas, pelos efeitos especiais, pela trilha sonora, mas principalmente, pelo roteiro.

Sou bem eclético. Não importa qual seja o gênero do filme, desde que não seja cheio de clichês. Gosto de filmes de comédia, drama, épicos, ficção científica, mas os que mais me fascinam são os de suspense. Gosto de sentir a adrenalina que acompanha a expectativa pelo inusitado.

Quando adentro a sala de projeção, quero ser surpreendido por um roteiro inovador. Aquela velha fórmula do mocinho que aparece para salvar a mocinha não funciona pra mim. Nada é mais entediante do que um roteiro previsível. O filme pode ter uma direção impecável, com atores extraordinários, mas se for recheado de clichês, eu acabo dormindo. Nem pipoca me mantém acordado.

Lembro-me de quando assisti ao último filme do Batman, e saí da sala comentando com meu filho: Isso é que é filme! Quase que em cada tomada havia uma surpresa. Nada acontecia como previsto. Foi de perder o fôlego! Destaque para a atuação impagável de Heath Ledger como o Coringa, que rendeu-lhe um Oscar póstumo. Pode-se até dizer que neste filme, Batman foi o coadjuvante.

O ser humano tem uma fixação por surpresas. Parece que fomos feitos já com esta expectativa vinda de fábrica. Estávamos bem aconchegados e protegidos no ventre de nossa mãe, e de repente... surpresa! O nascimento foi a nossa estreia. A partir daí, nossos olhos passaram a ficar sempre atentos em busca de novas surpresas.

Uma vida desprovida de surpresas acaba por gerar um tédio insuportável. Se as surpresas não nos vêm naturalmente, procuramos por elas. Queremos aventura. Queremos ser surpreendidos. Antes o stress provocado pela expectativa do inusitado, do que o tédio da monotonia.

Recuso-me a acreditar que o roteiro escrito por Deus para a minha vida seja cheio de clichês, de lugar-comum. Quero ter o que contar aos meus netos. Quero dar trabalho ao meu biógrafo. Quero fazer valer a pena. Então, que venham as surpresas!

Se for para rir, quero rir até chorar. Se for para chorar, quero chorar até rir de minha própria emotividade. Se busco por ação, anseio pela adrenalina que ela me causa. Se for para assustar, que faça meu coração disparar. Se for romance, que me envolva. Se for ficção, que me faça embarcar para o futuro. Se for um épico, que me faça viajar ao passado. Se quiser dar uma de spoiler, faça-me o favor de trocar de lugar. Não queira estragar a surpresa, contando-me o final.

E se minha vida um dia virar filme (quanta pretensão!), não quero ninguém dormindo no cinema.

Portanto, luz, câmera, ação!

Publicado originalmente em 22/02/2010

7 comentários:

  1. Não sei se minha vida daria um filme, mas certamente já se parece com uma novela...rsss

    Cabe ressaltar que Deus é o principal personagem de minha história, que de monótona não tem absolutamente nada!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Dificil seria definir o gênero. Post maravilhoso, também sou cinéfilo! Copiei no http://recortecotidiano.blogspot.com/ com os devidos créditos e todo respeito. Meu abraço e admiração!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom post.

    Melhor viver o stress de uma surpresa do que o tédio da monotonia.

    Realmente, interessante que quando muitas vezes nos vemos acuados nesse possível tédio, nossa vida fica vazia é como se perdesse a alma, ou ela se afasta um pouco para procurar a próxima aventura.

    E que venha o próximo capítulo...

    Paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Olá irmão a paz é um enorme prazer te-lo como amigo no meu blog e é uma honra fazer parte do teu. Que Deus te abençoe grandemente. E faremos menção da palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  5. haha Prometo que não vou dormir (quanto otimismo em sua vida = um filme, rs).
    ***
    Gosto e me surpreendo (e tbm aprendo) muito com a maneira como escreve, como põe as palavras.
    ***
    Há um tempo atrás tbm me descobri assim: cinéfila! hehe
    E como boa cristã (eu tento) que sou suas palavras me fazem lembrar o filme Cisne Negro.
    Assemelho com alguns conceitos evangélicos.

    Até 1697, cientistas acreditavam que existia apenas cisnes brancos, mas foi neste ano que descobriram um cisne negro na Austrália.
    Por causa disto Nassim Taleb, em 2007, publicou aquele livro "The Black Swan" e define, no livro, que cisne negro é um acontecimento improvável e que, depois do ocorrido, as pessoas procuram fazer com que ele pareça mais previsível do que ele realmente era.
    (alguns cristãos tão fazendo isso com sua própria vida = predestinação)

    O filme também parece ser assim. Embora alguns evangélicos não tenham gostado.

    "Alguns colegas comparam o filme a “Repulsa ao Sexo” (Roman Polanski, 1965) e até a “O Gabinete do Dr. Caligari” (Robert Wiene, 1920), mas, em ambos os casos, as alucinações recebiam um tratamento visual mais explícito e claro para o espectador. Já em “Cisne Negro”, a charada proposta pelo cartaz somente vai se desvelando pouco a pouco, à medida que se percebe a lógica da narrativa por trás da loucura narrada."

    Suspense do jeito que gosta!
    E que nos faz entender um lado obscuro dentro de cada pessoa.

    Eu acho que todas as pessoas do mundo gostariam mais de filmes se os entendessem melhor!
    (*^-^)b

    Um abraço bispo
    Passa lá no blog, tu és uma inspiração para o blog existir!
    www.a-biblia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nicolas9:05 AM

    Hermes mas os filmes de pornografias que muitos assistem e mastubam até mulheres e são presos por ele,voce não falou nem mencionou.
    Olha que este filmes são os mais assistidos pela raça humana podre.
    Por favor mencione os filmes de pornografia por gentileza, que sei que milhões gostam e tem prazer.
    Principalmente muitos cristãos que estão atolados nesta diversão da carne se masturbando e prostituindo.
    Não venham dizer que não! Que é sim! E Deus está vendo.
    Podem esconder de mim e outros, mas de Deus não!
    Deus está vendo e contemplando seus atos e ações meus caros.
    E não adianta esconder de Deus!
    Agora não me venha dizer quem sou eu para julgar!
    Eu sei que muitos cristãos faz isto, e Voce sabe o que está fazendo e Deus também está vendo!
    Eu mesmo sou tentado em assistir filmes pornograficos, mas não faço por ser um cristão liberto deste mal!
    Como Jeus Cristo foi tentado por Satanás no deserto, mas resistiu até o fim!
    A Bíblia diz: Resisti o diabo e ele fugirá de vós.
    Todos nos somos tentatos ao pecado, mas se resistimos, vencemos!
    Antes de jogarem seus venenos e dizerem como disseram para outros comentarista, por favor, escrever certo só me provas de redaçao e livros, e ofícios, na internet escreve errado faltando letras e etc, para não perder tempo ok?

    ResponderExcluir
  7. juscelino12:54 PM

    Realmente tem filmes bons e que merecem ser assistidos..mas daí ser seguidor de carteirinha de NOVELAS DA GLOBO a das 8 que só começa as 9 aí é dicepcionanti . muito dimais.. eheheheh .. só para descontrair..

    ResponderExcluir