sábado, abril 09, 2011

10

Alguém, por favor, me explique... Poema dedicado às vítimas do massacre em Realengo



Alguém, por favor, me explique
De onde provém tanto ódio?
E como lidar com a dor
gerada por este episódio?

Alguém, por favor, me explique
Como se pode apagar o sorriso
de uma criança inocente?
Ver seu sangue derramado no piso
Seu futuro acabar no presente

Alguém, por favor, me explique
Pois já sei quem puxou o gatilho
Mas desconheço quem armou a bomba
Não importa de quem ele é filho
Ou mesmo quem dele zomba

Alguém, por favor, me explique
De quem comprou aquelas armas?
Quem lhe proveu munição?
Onde aprendeu a usá-las?
Quem foi cúmplice de sua ação?

Alguém, por favor, me explique
Em que jaula vivia a fera?
quem sempre lhe dava ração?
Quanto tempo durou a espera
pra que tomasse tal decisão?

Alguém, por favor, me explique
De que fonte ele bebeu?
Quão maligna sua inspiração
Será que ninguém se atreveu
a questionar sua intenção?

Alguém, por amor, suplique
Por quem perdeu seus tesouros
pra que não perca a esperança
de que todos os dias vindouros
serão de paz, amor e bonança

Alô, alô, Realengo
Aquele abraço!
Amor, amor, Realengo
a cada passo

Autor: Hermes C. Fernandes em 08/04/2011, um dia depois do massacre que calou o Brasil

10 comentários:

  1. Se não for em Deus, não onde buscar e achar esperança.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu poema! Difícil é dar respostas certas...

    ResponderExcluir
  3. Hermes,

    Muito chocante esse episódio. Acostumamos-nos a ver essse tipo de tragédia na tv, ou nos noticiários sobre os EUA; mas eis que nos deparamos com o horror, aqui do lado.

    Comecei um novo blog, dê uma olhada: http://novadialetica.com A próxima postagem será sobre religião, e cito de passagem o "atirador de Realengo", dentro de minha abordagem crítica.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  4. Excelente poema, é o grito contido em cada coração (inclusive o meu)
    Caro pastor Hermes,estou reproduzindo também este poema em meu blog, citando a fonte e postando link.
    Graça e PAZ!

    ResponderExcluir
  5. O Incrível é que não tenho nem palavras para me expressar ou fazer mais comentário algum..é tempo de choro mesmo..seu poema é o clamor de todos nós!

    Shalom Pastor

    http://nairmorbeck.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Hermes
    Estou aqui retribuindo sua visita!
    E deixando também registrada minha indignação e meu lamento pelo ocorrido..

    Mas, prossegimos...Que seja para a transformação com um fim concreto e com um propósito santo.

    "Não vos conformeis com esse mundo..." Rm 12:2

    ResponderExcluir
  7. "Alguém, por favor, me explique
    Em que jaula vivia a fera?
    quem sempre lhe dava ração?
    Quanto tempo durou a espera
    pra que tomasse tal decisão?" [idem]

    ResponderExcluir
  8. Anônimo6:15 PM

    Esses dias assisti um filme verídico que retrata uma história similar horrível, chama se Amish Grace, achei descomunal. Nem sei o que pensar. Estou perdendo o chão...

    ResponderExcluir
  9. NÃO HÁ EXPLICAÇÃO NA RAZÃO....
    É algo sobrantural do mal, em que só se discerne quem é espiritual.

    ResponderExcluir