quinta-feira, março 28, 2013

10

O Beijo de Fernanda ou o Beijo de Judas?




Por Hermes C. Fernandes

Muita gente incomodada com o beijo que a atriz Fernanda Montenegro, de 83 anos, deu na boca da atriz Camila Amado, de 77, em protesto contra a permanência do deputado e pastor Marco Feliciano à frente da CDH. O beijo aconteceu durante a 7ª edição do Prêmio APTR (Associação dos Produtores de Teatro do Rio), na noite do dia 25 de março. Alguns chegaram a protestar nas redes sociais. De repente, a rainha do teatro brasileiro foi considerada inimiga mortal da moral cristã e dos bons costumes. Uma carreira de mais de 60 anos jogada no lixo por causa de um beijo! Quem mandou mexer com o povo evangélico! Prepare-se para ser execrada até que este episódio caia no esquecimento. Crucificamos a Xuxa e agora vamos apedrejar a protagonista do “Central do Brasil”.

Sinceramente, sinto-me muito mais incomodado, e até enojado, com o "beijo de Judas" de alguns que se dizem representantes do povo evangélico. Traem Seu Mestre em nome de uma agenda política e ideológica. Escandalizo-me cada vez que vejo um político cristão de mãos dadas com o que há de pior naquele meio, traindo seus próprios eleitores, e, pior, traindo suas convicções religiosas que tanto afirmam defender. Poupam a moral, mas traem a ética. O que expressa nossa histórica mania de coar mosquitos e fazer gargarejo com dromedários.

Incomoda-me muito mais os pecados dos de dentro, dos que, em tese, conhecem a verdade, do que os daqueles que desconhecem as demandas do evangelho.

Com isso, não estou abonando o gesto de Fernanda Montenegro, mas apenas conclamando a meus irmãos à consciência, a fim de que deixemos de apontar o cisco no olho dos outros, enquanto trazemos uma trave atravessada no nosso.

Vergonha para nós! Que tipo de políticos temos produzido! São a nossa cara! Frutos de púlpitos despreparados, de sermões vazios, de discursos superficiais.

Bem da verdade, o que nos incomoda não é o beijo em si. Hebe Camargo vivia distribuindo selinhos em homens e mulheres, ninguém jamais se importou. O problema é o que se pretendeu dizer através do tal beijo. A igreja que antes produziu gente da estirpe de Martin Luther King, Jr., agora produz pregadores/políticos que afirmam haver uma maldição sobre determinada etnia, e chamam de privilégios desnecessários os direitos pleiteados por homossexuais. Aquele "beijo" expôs nossas entranhas...

Aplaudo a coragem de Fernanda ao expor sua reputação em nome daquilo em que acredita (mesmo que não coincida com aquilo em que temos acreditado). Uma carreira brilhante e uma história que inclui um casamento que durou mais de cinquenta anos (o que é raro entre os artistas) não podem ser desprezados por causa de um beijo que não passou de uma encenação em protesto contra o que, a seu ver, ameaça o interesse de minorias, dentre as quais os negros e homoafetivos. 

10 comentários:

  1. Sabia reflexão. Grande abraço Hermes

    ResponderExcluir
  2. Essa discussão sobre o Feliciano e a Comissão de Direitos Humanos tá dando o que falar mesmo. Do meu ponto de vista há um exagero tanto dos evangélicos que o defendem quanto dos que o criticam.

    ResponderExcluir
  3. Essa discussão da comissão dos direitos humanos tá dando o que falar. Para mim, está havendo um exagero e até um desrespeito com os evangélicos por parte daqueles que criticam o pastor Marco, e há também um exagero dos evangélicos a fim de defender o mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo7:44 PM

    muito corajosa a postagem.
    vim aqui só para cumprimentar.

    Alexandre Godinho

    ResponderExcluir
  5. Como sempre o senhor alinhado com o mais moderno pensamento cristão. Que Deus o abemnçoe sempre na sua caminhada. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Bispo Hermes,

    Você disse não estar abonando o gesto de Fernanda Montenegro, mas tentou qualificar duas atitudes erradas.

    Você critica esses pastores espinheiros (Judas), sem levar em consideração que Deus usa pessoas falíveis e até mesmo o diabo para seus propósitos. Se não fosse por homens como Malafaias e Felicianos o discurso das lideranças que detem a verdadeira mensagem ética ou pensamento cristão moderno e de salvação seria aguado e salobro, repleto de teologia e menos simplicidade!

    Se figueiras não conseguem ser eficientes, Deus autoriza que espinheiros ou pedras governem ou discursem, ainda que o povo de Deus sofra.

    Pensar que pastores supostamente vendidos são piores que uma classe que não se sabe se os seus atos, ideologias e discurso tem haver com a quantidade de maconha que ingeriram na época do paz e amor ou pela defesa da ditadura da destruição do sexo e da família, do qual Jean Willis e Márcio Retamero são os mestres que não se podem chamar de inocentes pois ensinam como outros pastores gays (conhecedores da verdade) que a bíblia é ultrapassada e a família um projeto falido.

    O Beijo de Judas, assim como o de Fernanda Montenegro são a expressão do cair em paixões desse mundo.
    Judas pela sede de vingança política contra Roma, os pastores Judas (espinheiros) pela sua paixão ao dinheiro e poder dos púlpitos e Fernanda como representante de uma classe artística que opina sobre encher a mente e o coração de bosta romanceada num tipo de novela que informa mal mais do que emociona com inteligência. O verdadeiro ator tem se perdido assim como alguns pastores.

    Entre uma classe artística vendida ao pecado e pastores espinheiros que também são apaixonados e julgados por suas contas bancárias e discurso vendido, prefiro defender a prática da oração e a busca em Deus para compreender o que Ele quiz dizer sobre tantos males no final dos tempos.

    VAI TODO MUNDO PARA A PENEIRA E O FOGO DA ADVERSIDADE... E O QUE SAIR DELA ESTARÁ APROVADO.
    Alguém aí vai aguentar as adversidades que Deus vem jogando (permitindo) nos salvos e não salvos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebenézer ótima reflexão, assim como a de Hermes, amo a democracia respeitosa, e é assim que deveria ser sempre. Mais concordo com seus argumentos Ebenézer.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela mensagem! Assino embaixo de suas palavras, bispo Hermes! É lamentável ver como muitos que se dizem cristãos se deixam iludir facilmente por esses 'pseudo-líderes' que ostentam estarem agindo em nome dos evangélicos, mas nem de longe se parecem com o caráter e a humildade de Nosso Senhor, são soberbos,arrogantes e demonstram claramente que querem para si mesmos glória, honra e poderes no plano terreno, mas não fazem questão alguma de anunciar a verdadeira mensagem do Evangelho. E ao povo mais interessa seguir um lider qualquer do que analisar à luz das Escrituras, mesmo que esse lider esteja sendo processado por estelionato, apregoe heresias e aberrações tais como as de que Deus foi quem matou o grupo "Mamonas Assassinas" , e o negro foi amaldiçoado por Deus.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo10:59 PM

    Meu nobre irmão, graça e paz. Desculpa, mas não entendi a seguinte colocação: Aplaudo a coragem de Fernanda ao expor sua reputação em nome daquilo em que acredita (mesmo que não coincida com aquilo em que temos acreditado).

    Primeiro, não entendi o termo, palavra ou expressão "aplaudo a coragem". Aplaudo a coragem? como assim? aplaudir a coragem, e porque nao dizer a atitude de uma pessoa que se beija com outra pessoa do mesmo sexo em rede pública com a clara intenção de se manifestar contra Deus?... é isso mesmo, ato contra marco feliciano e evangelicos nao, mas sim contra a ordem natural da vida, contra a familia e contra Deus. Honestamente amado, me perdoe, não vejo motivos para aplausos.

    Segundo, não entendi quando o amado irmão escreveu "mesmo que não coincida com aquilo em que temos acreditado". Alto lá irmão, nós sabemos que não se trata somente do que acreditamos, nós sabemos que isso está longe de ser apenas um entrave ideologico..

    Quero deixar bem claro que nao sou fa do marcos feliciano, pelo contrario discordo em muito com suas atitudes e posicionamentos, mas usar do momento para usar determinadas colocações, so faz engrossar o coro daqueles que se levantam contra nossas familias e contra Deus... acordemos irmãos, nossa guerra não é contra a carne e o sangue, isso está longe de ser apenas uma disputa de classes, de ideologias, de maioria ou minoria... Marcos Feliciano??? Ruim com ele??? Ta bom, pois imagine a Comissão sem ele nesse momento...

    Márcio Daniel

    ResponderExcluir