domingo, março 24, 2013

5

Mantos e palmas, mesas e chicotes




Por Hermes C. Fernandes

Hoje se comemora o Domingo de Ramos. No Brasil, é comum ver pessoas transitando com ramos de palmeiras nas mãos. Pena que poucos entendem o real significado desta celebração. Não se trata apenas da entrada de Jesus em Jerusalém, às vésperas de Sua morte, montado em um jumentinho, sendo aclamado pelas multidões. Mas também de Sua entrada no Templo, derrubando mesas e expulsando os cambistas e vendilhões.

No auge de Sua popularidade, Jesus ousou desafiar os interesses escusos da casta sacerdotal. Os religiosos até que fizeram vista grossa à Sua entrada em Jerusalém. Não se incomodaram com os ramos e mantos espalhados pelo chão, nem com os gritos de "Hosana!" Mas entrar no templo fazendo aquela "arruaça" já foi demais. Aquilo foi a gota-d'água! Jesus estava assinando Sua própria sentença de morte.

Geralmente damos boas vindas a Jesus em nossa vida, desde que Ele não se intrometa com nossos negócios, com a maneira como conduzimos a família, etc. Ele é muito bem-vindo na sala de estar, mas nossos quartos são mantidos impenetráveis. Se Ele se atrever a ultrapassar os limites impostos, nós mesmos no encarregaremos de crucificá-lo novamente.

Com a moral com que entrara em Jerusalém, Ele poderia ter se dirigido a um prostíbulo e colocado clientes, prostitutas e cafetões para correr... Ou poderia ter ido ao sinédrio e desmascarado os conchavos políticos... Ou poderia ter virado mesas dos cobradores de impostos... Em vez disso, Ele se dirige ao templo e toca o rebu com os religiosos que lucravam em cima da fé. 

Como o povo costuma ser "massa de manobra" nas mãos inescrupulosas de líderes religiosos, não deu outra... as mesmas vozes que O aclamavam enquanto adentrava a cidade, poucos dias depois exigia que as autoridades O crucificassem. Vai entender...

Meu desejo é que a blogosfera apologética continue servindo como azorrague nas mãos de Cristo, para denunciar os exploradores da fé e os que se valem da ignorância das pessoas para dominá-las a seu bel-prazer.

Nem só de "Hosanas, mantos e palmas" vive o Reino de Deus, mas também de mesas de perna pro ar e chicotes...

Viva a SUBVERSÃO REINISTA!

Abaixo, um poema sobre esse episódio que foi a gota d'água que levaria Jesus à Cruz.


Derrubando Mesas

Lá vem o Rei montado em um jumentinho
Em Sua Entrada Triunfal
Ao som de Hosana nas alturas
Desafiando o Império do Mal

Chegando ao Templo, o que ele faz
É um exemplo do que é capaz
Derruba as mesas com seu chicote
Para surpresa dos sacerdotes
"A minha casa é Casa de Oração
Para todos os povos e nações"
Mas eles a profanaram
E a transformaram em um covil de ladrões
Hosana ao que vem em nome do Senhor
O teu povo clama Hosana ao nosso Redentor
Hosana ao Rei dos Reis


Autor: Hermes C. Fernandes


5 comentários:

  1. Pr Hermes,

    Descobri seu blog por meio do pastor Roberto, da Reina de Marechal Hermes. Sou jornalista e aprecio muito quem compõe e tem habilidade de lidar com as letras.

    Faça contato comigo em um dos meus blogs ou e-mail: marcvictors@gmail.com

    Abraço fraterno!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Aqui está uma bênção. Adorei. Louvado seja o nome do Senhor pela grande obra que vc faz. Abraços e conto com sua presença em meu blog.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Aqui está uma bênção. Adorei. Louvado seja o nome do Senhor pela grande obra que vc faz. Abraços e conto com sua presença em meu blog.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo12:33 PM

    Caro Bispo Hermes, saudações no senhor Jesus!. Sou Presbítero na igreja Assembléia de Deus Min. Belém SP.
    Quero lhe parabenizar pelo seu ministério, seus textos são lindos, coerentes, espirituais, cheios da graça de Deus e ferramentas para os obreiros que militam na causa do mestre.
    Sempre que estou preparando alguma mensagem para ministrar na igreja, consulto seus escritos. Louvo á Deus por sua vida e sua família, parabéns parabéns e parabéns de seu fã rsrsrsrsrsrsrsrs.
    Abraços no amor de Cristo - Pb. João Eduardo Silva.

    ResponderExcluir
  5. Tamosauskas5:00 PM

    Isso ai Hermes. Feliz Domingo do Chicote!

    ResponderExcluir