terça-feira, agosto 02, 2011

3

O Grito "Profético" da Noruega




Por Marina Silva

Visitei três vezes a Noruega.

Em duas fui a trabalho, como ministra do Meio Ambiente, e, na última, tive a honra de receber o Prêmio Sofia. Já da primeira, impressionei-me com a ausência de ostentação, que pude ver em três dimensões: nas ruas, com a simplicidade das pessoas; nas esferas de poder, como no austero gabinete do amigo Erik Solheim – que acabara de ser nomeado ministro- e, principalmente, na arte, em uma visita ao Museu Nacional, onde vi a obra “O Grito”, de Edvard Munch.
Tão dura expressão do horror humano ante a fúria da natureza despertou-me um sentimento ambíguo de plenitude, no qual se combinavam medo e gratidão. Sensibilizada, expressei-me em versos: “Mesmo sem voz é profética, mesmo sem rima é poética, mesmo sem forma é estética, mesmo em segredo revela-se”.
Para mim, a arte permite conhecer algo mais elevado e profundo da condição humana -e agradeço a Deus por essas mensagens. Até o medo faz parte dessa plenitude.
O pavor que grita no quadro de Munch é o de um tempo em que não agredíamos tanto a natureza e, embora nos sentíssemos vulneráveis, talvez não o fôssemos tanto quanto hoje.
O pavor que sentimos em relação à natureza talvez seja o que ela sente em relação a nós. Sou grata pelo aprendizado.
Magnífica a arte, de incessantes profecias, até quando ignoraremos o que seu olhar antecipa? Os noruegueses gritam pelo massacre ocorrido na semana passada. Todos gritamos, solidários na dor.
Como em Munch, o pavor de hoje foi antecipado em seu significado essencial: talvez horror ainda maior do que a natureza nos causa quando nos enfrenta possa advir do cavalo de Troia oculto em nós mesmos. O que tememos é algo terrível que subsiste na natureza humana, uma sabotagem contra a diversidade da cultura e da vida, que é a mais preciosa condição de sua continuidade sobre a Terra.
Sublime é o medo quando se torna um temor respeitoso de que esse laço, de pertencimento à natureza e unidade entre os seres humanos, possa se romper de vez.
O povo norueguês, que carrega sua simplicidade nesse tempo de delírio consumista, que apoia programas internacionais, inclusive no Brasil, na defesa do ambiente e da biodiversidade, encontrará os meios de ressignificar o irreversível. Temos ainda de buscar força diante das dores e dos massacres que vivemos.
Talvez encontremos esperança nas palavras Hannah Arendt, para quem os homens “embora devam morrer, não nasceram para morrer, mas para recomeçar”. Mergulhando em nossa dor, acharemos o ponto onde ela se origina: ao nos separarmos da natureza a ponto de nos opormos a ela, separamo-nos e opomo-nos a nós mesmos. Precisamos, portanto, recomeçar.
fonte: Folha de S.Paulo (Via Pavablog)

3 comentários:

  1. Anônimo6:30 PM

    Depois do ato do Anders Behring Breivik, o radicalismo hitleriano volta a cena naquele pais e na europa.

    ResponderExcluir
  2. Graça e paz irmão. =)

    Me desculpe estar lhe falando sobre isso aqui, por um comentário. Mas rogo encarecidamente ao irmão, que nos ajude a divulgar um texto intitulado "Manifesto Cristão" que vai no link abaixo.

    http://aounicodeusverdadeiro.blogspot.com/2011/07/manifesto-cristao.html

    Ele é apenas uma adaptação de alguns textos de vários autores Cristãos. A intenção é apenas levar esta palavra ao maior número de pessoas possível. Isso é um manifesto contra o evangelicalismo moderno, que tem enganado muitas pessoas e desonrado ao nosso amado Senhor Jesus.

    Leia o texto, e se achar pertinente postar em seu blog, ficarei imensamente honrado e agradecido. Se conhecer outras pessoas ou blogueiros que possivelmente se interessariam em divulga-los, seriam maravilhoso também. Se você não quiser, não precisa citar fonte nem nada desse tipo. Só a publicação do conteúdo, para o conhecimento das pessoas, já seria uma benção sem tamanho.

    Desculpe qualquer incômodo. Desde já, grato pela atenção. =D

    Pode apagar esse comentário.

    Victor Silva

    ResponderExcluir
  3. Gordom10:21 AM

    Se esta pessoa que se refere o texto é a Marina Silva? Ela é um fumo!
    Ela teve no Ministério do Meio Ambiente e nao fez nada, é uma simples incompetente que ficou com medo de ser morta como o Chico Mendes.
    E o meio ambiente a natureza continua falecendo e nos também.
    Cada dia mais sem oxigênio no ar, peixes morrendo no mar e rios e etc, alimentos contamindos com agrotôxicos, a trangênicos e o povo morrendo de várias doenças como o cançer devido estes produtos ingetados nos alimentos e outras doenças que não conseguem detectar.
    Além disto seu marido ou ex, nao era flor que se cheira ele era..., é só pesquisar sua vida pregressa, ela ela o apoiava.
    Estes políticos pobres, devem cuidar do nosso país que está falido e cheio de vagabundos mercenários que são eles, e não ficar preocupando com os outros, porque aqui já tem problemas demais que não são resolvidos, ou seja nunca será!
    Vistas grossas para uma péssima Saúde Pública, Delegacias de Polícia uma sucata, Educação falida professores ganhando R$ 400,00 reais por mês, mendigos milhões nas ruas, e cracolândia que nao tem mais controle, são milhões de pessoa nas ruas toda a hora como zumbis ambulantes, precisando de internamento e tratamento.
    Tem muita gente que está precisando de ajuda neste país mesquinho de corruptos e aí vem com este texto com a vida alheia que não nos interessa? Presta atenção! Escreva texto contra o nosso Governinho Nacional que é um lixo, e que é declarado, inimigo, é contra o povo brasileiro, e congresso nacional não fazem nada para nós, e nem vai fazer.
    Nós o povo brasileiro, só servimos para eles: "Somente pagar impostos, para dar boa vida a estes lixos políticos comprarem castelos, ilhas e etc."
    Sinceramente! Já deu ! Perdi minha pasciência com este texto.
    Acorda vaquinhas de presépio! Povo brasileiro marionete! Burros! Que nao correm atrás do seus direitos constitucionais, que temos em lei.
    brasil!
    Onde o que Vale e tem valor é: ladrões políticos sacanas, prostitutas, mulheres peladas, futebol, e o povo morrendo de desgosto, fome, falta de vagas nos hospitais, e Centro de Saúde e etc.
    O povo é um zero a esquerda para o congresso nacional um atrazo de vida! Apenas pagadores de impostos!
    Meu desprezo total a este paízinho que se chama brasil!
    Ditadura disfaçada! De mal gosto!
    CONGRESSO NACIONAL, E POLÍTICOS, EU DESTESTO VCS!

    ResponderExcluir