terça-feira, março 12, 2013

12

Quando o Céu já não pode esperar



Por Hermes C. Fernandes


Onde é que Paulo estava com a cabeça quando afirmou que para ele a morte era lucro (Fp.1:21)? Parece que não conseguiu convencer muita gente! Para a maioria dos que se dizem cristãos a morte continua sendo um bicho papão, um inimigo invencível, o maior de todos os prejuízos. Como já disseram por aí, todo mundo quer ir pro céu, mas ninguém tem pressa.

Tempos atrás noticiou-se que um presbítero de 87 anos faleceu em pleno culto após ter pregado um sermão em que enfatizou que Jesus é a ressurreição e a vida. Ironicamente, enquanto a igreja cantava o refrão de um louvor que dizia “Chegou a sua hora”, o velho guerreiro deu seu último suspiro e partiu para a eternidade. Segundo o pastor daquela igreja, aquele era o ‘sonho de consumo’ do ancião. Deus cumpriu o seu desejo ao tomá-lo durante o culto. Por saber disso, a igreja reagiu surpreendentemente, glorificando a Deus em vez de lamentar a partida do veterano presbítero.

Tal ocorrido me lembrou de meu velho pai, que costumava dizer que seu sonho era morrer enquanto pregava. Em vez disso, Deus o tomou enquanto dormia. Minha mãe, ao levantar-se pela manhã, flagrou-o deitado de braços e olhos abertos, esboçando um sorriso discreto, e achando que estava brincando, tentou acordá-lo inutilmente. Deus o tomara para Si. Se o que Jesus disse deve ser levado a sério, não foi a morte que meu pai viu, mas a face do Filho de Deus (Jo.8:51). Por isso o semblante dócil em lugar de pavor.

Outro caso digno de ser registrado é do pastor e cantor Moysés Malafaia, que no dia 18/07/2007, com 40 anos, foi tomado subitamente pelo Senhor enquanto pregava diante de 2 mil pessoas numa igreja do subúrbio carioca. Sua última palavra: ALELUIA! O lema de sua vida foi provado diante de uma multidão: ADORAREI ENQUANTO EU EXISTIR E FÔLEGO HOUVER EM MIM. Ele partiu adorando e deixando sua vida se gastar até a morte pelo evangelho do Reino de nosso Deus, sem clamar ou pedir por ajuda. No último fôlego que lhe restou, adorou a Deus!

Que outra reação deveríamos ter diante da morte?

Gosto de ler o deboche de Paulo: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó morte, a tua vitória?” (1 Co.15:55). O último inimigo da raça humana foi vencido, e chegará o dia em que finalmente será destruído (v.26).

Por isso, não há o que temer! Não há uma figura fantasmagórica de foice nas mãos à nossa espera na próxima curva. Não importa em que condições partiremos, se durante um culto, num leito ou num acidente automobilístico. Fecharemos os olhos aqui e abriremos na glória eterna, cara a cara com Aquele por cuja graça fomos alcançados. Através de Sua morte, Cristo aniquilou o que tinha o império da morte, isto é, o diabo, libertando assim a todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão (Hb.2:14-15).

O mundo não pode entender nossa postura diante da morte, porque não conhece o Autor da Vida. Muitos pasmaram diante da reação de dois pastores vítimas de um acidente envolvendo sete veículos na Rodovia do Contorno, trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica no Espírito Santo. Testemunhas do episódio contam que os pastores Nelson Palmeiras e João Valadão, ainda com vida e presos nas ferragens, em meio a um mar de sangue que os envolvia, começaram a cantar um hino que dizia:

Mais perto 
Quero estar meu Deus de ti! 
Ainda que seja a dor 
Que me una a ti, 
Sempre hei de suplicar 
Mais perto 
Quero estar meu Deus de ti!


Foi esta mesma canção que os membros da banda que estava a bordo do Titanic entoaram enquanto o navio afundava.“Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos!” (Sl.116:15). Deus não é sádico! Ele não Se deleita em show de horrores, em banho de sangue. Mas nada Lhe compraz mais do que a postura dos santos perante a morte.

Para quem está em Cristo, morrer não significa ver a morte, mas deixar o tempo e adentrar a eternidade. Significa estar “mais perto de Deus”. Por isso morrer é lucro! Paulo diz que desejava partir “e estar com Cristo, o que é muito melhor!” (Fp.1:23). Muito melhor do que qualquer prazer que este mundo possa nos oferecer. Muito melhor do que a companhia de nossos entes queridos. Muito melhor do que as riquezas daqui. É simplesmente incomparável. Não creio que haja algum “estado intermediário” entre a morte e a glória eterna. Assim como não creio em purgatório. Creio sim, que deixamos o tempo e somos remetidos diretamente à eternidade, sem escalas, sem espera. O Dia do Senhor, o Juízo Final, nosso encontro com Ele nos ares, tudo isso se dará num piscar de olhos. Fechamos os olhos aqui, ao reabri-lo nos vemos diante do Senhor da Glória. Aleluia! Não haverá gozo maior que esse. Cara a cara com a razão de nossa existência!

Isso não significa que devamos desejar a morte. Não somos suicidas. O que nos prende a esta vida não é mais o medo da morte, mas o amor àqueles que nos foram confiados. Paulo explica que mesmo acreditando que morrer seria lucro, ele julgava mais necessário permanecer aqui por amor dos irmãos, tendo em vista o progresso e gozo de sua fé (Fp.1:24-25). Portanto, não se trata de apego a esta vida, mas de zelo por cumprir o propósito de nossas existências terrenas, que gira em torno do bem-estar dos que foram postos sob nossos cuidados.

Ninguém deixará esta vida enquanto o propósito de Deus para a sua existência não se cumprir. Nossos dias estão previamente ordenados (Sl.139). E quando chegar a hora, Deus encherá de paz o nosso coração e consolará àqueles que deixarmos.

Enquanto não chega nossa hora, vivamos por aquilo pelo qual estejamos dispostos a morrer. Não nos poupemos, mas deixemo-nos gastar por amor aos que nos foram dados. Afinal, é por eles, e unicamente por eles, que ainda estamos aqui.

12 comentários:

  1. Aos pastores e demais lideranças Evangélicas do Estado do Rio de Janeiro.

    As muitas tarefas do dia a dia, nossas prioridades pessoais e ministeriais, família e tudo mais que hoje ocupa nosso tempo...
    www.pranselmomelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O senhor está meio desatualizado... Hoje em dia, esta mensagem não "serve" mais não. Vou lhe dar uma dica: pregue sobre a passar por cima dos filhos do diabo, sobre a reivindicação dos nossos direitos como filhos de Deus, pregue sobre a felicidade a qualquer custo, pregue uma mensagem contextualizada de aplicação prática, que os ouvintes ouçam apliquem e páá! Pronto, está tudo feito!

    Me admira o senhor uma pessoa tão culta, inteligente... falar em coisas tão tristes, faça-me o favor! Deste jeito eu paro de ler este blog...
    ________________

    Muito bom!

    Deus lhe Abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mano adorei o seu sarcasmo.

      Bispo Hermes louvado seja o nome de Jesus Cristo àquele que nos dá vida eterna . Amem

      Excluir
  3. Hermes, boa tarde!

    Em primeiro lugar, gostaria de informar que acho bastante edificante os seus textos, sinto-me muito abençoado e orientado! Rsrs... Agora, eu queria entrar em contato também por outro motivo: Você tem algum artigo/aconselha algum que fale sobre o arrebatamento da igreja? Jesus vai "vir" 2 vezes pra pegar seus santos, ou somente uma vez? Desde já, grato pela atenção! Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  4. Oi Hermes, já conhecia seu trabalho sim e regularmente leio seu blog e o Genizah.

    Um grande abraço e agradeço pela visita.

    Soli Deo Gloria

    "Batalha pelo Evangelho"

    ResponderExcluir
  5. Carla Dias6:05 PM

    Oi Hermes,conheci seu blog através do twiter e sempre dou uma passadinha pra ler suas postagens que tem sido mt edificantes para minha vida.Deus continue te abençoando..
    Fique na paz do senhor

    Cantora Carla Dias..!!

    ResponderExcluir
  6. A missão precisa ser cumprida! Já dizia o nobre capitão Nascimento! Enquanto isso, viver de forma a agradar ao Eterno é o que há!

    Parabéns pelo texto Hermes!

    ResponderExcluir
  7. Obrigado pela visita Hermes. Que Deus continue te abençõeando. sobre a traoca de banners podemos trocar sim bastar colocar ai e nos avisar para que possamos fazer o mesmo. U abraço!!
    http://interatividadecrista.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Lindo Bispo! Reflexivo!

    ***

    Mas ao ler este post me veio 2 coisas à mente:

    1. uma certa espera que há entre fechar os olhos agora e abrir depois, num propósito final de Deus (YHWH) já estabelecido na terra.

    2. um propósito de Deus na vida de cada pessoa desta terra... muitos não cristãos... e um certo livre-arbítrio.

    Enfim. Não foi citado. É preciso um estudo mais aprofundado para sanar estas dúvidas.

    ***

    Abraço
    Fran

    ResponderExcluir
  9. Meu Deus, vc não tava linkado lá no meu blog... que falha vergonhosa, já consertei!

    ResponderExcluir
  10. Obrigada por estar seguindo meu blog. Esteja sempre antenado nos novos textos, espero que você goste. Ah, gostei bastante do seu blog.
    Deus continue usando você pra abençoar vidas.
    Paz. ;]

    ResponderExcluir
  11. Excelente! Muito esclarecedor. Continue nessa força bispo. Estamos juntos pelo Reino de Deus.

    Graça e paz!

    ResponderExcluir