domingo, fevereiro 28, 2010

7

Sobre o PLC 122/2006, a Igreja, os homossexuais...

Neste post, quero expressar o que penso acerca do PLC122/2006, projeto de lei "que pune a discriminação contra homossexuais". Para os desavisados, há uma enquete no site do Senado com a seguinte pergunta: "Você é a favor da aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais?". Ora pois! Fora os fascistas, quem responderia "não"? Na última vez que acessei a página, o "sim" vencia com 51,68%. Acabo de ler todo o texto e percebi alguns pontos que gerariam um possível "não": a interferência do Estado num discurso contrário à prática homoafetiva.

"Amamos o homossexual, mas repudiamos o homossexualismo." - essa é a principal frase que ouço da parte dos cristãos; sobretudo, contrários ao PLC 122/2006. É um assunto delicado. Se você ainda não leu o projeto, aconselho que leia todo o texto (com suas alterações propostas) neste site. Assim, você terá uma opinião bem pessoal; quem sabe, mesmo sendo cristão, diga "sim".

Minha opinião acerca de um tema tão discutido é clara. Sou contra a discriminação aos homossexuais. O que não concordo é com o movimento GLBT que diz lutar pela diversidade, apresentando um discurso bastante orgulhoso. É uma pena! Lutar contra a homofobia é um compromisso que deveria ser praticado juntamente com a Igreja. Infelizmente, a Igreja que deveria ser a vanguarda de movimentos pela justiça social é tida como a "chuva no piquenique"...

Dizer que a bíblia é favorável ao homossexualismo é uma heresia. É muito mais sincero reconhecer que a bíblia discorda do homossexualismo e levar a vida - deixando a prática ou não: fica para o livre (?) arbítrio - ao invés de ficar criando heresias, nas igrejas "evangélicas" GLBT. Que diversidade é essa que não permite a discordância à prática homossexual? Dizer que sou contrário ao homossexualismo me faz ser um homofóbico? Dizer que os homossexuais precisam ser respeitados me faz ser um simpatizante? Não e não! É verdade que o papo de "nós amamos os homossexuais, mas repudiamos o homossexualismo" é mera teoria para alguns cristãos. Para alguns, é somente discurso. Ainda há muito desrespeito por parte de grupos (que se dizem) cristãos, mesmo tendo Cristo lutado contra toda forma de discriminação. Ah! Temos tanto a aprender com o Mestre!

Acredito que é preciso valer a proposta de diversidade, contida nas cores do arco-iris, símbolo do movimento GLBT. Caso contrário, ficaremos num discurso cada vez mais monocromático, em que ficará rotulado de "homofóbico" quem discordar do comportamento homossexual (tal como aquele que não enxerga a roupa do rei é taxado de "ignorante"). Por uma verdadeira diversidade e pela luta contra a verdadeira homofobia! Porque Jesus ama os homossexuais e deseja que eles O amem!


7 comentários:

  1. Prezado Hermes

    Quem é a Bíblia? Quem é esta que você diz não ser favorável à homossexualidade? Quem a escreveu? Em que cultura seus autores viviam? Quais sonhos perseguiam? Quais eram as suas motivações enquanto povo?

    O Homem Jesus jamais condenou a milenar prática da homoafetividade, e isso me basta. Esse seria um tema tão importante a ser tratado por ele, no mínimo, tanto quanto o adultério. Mas por alguma razão, não o foi.

    Não digo qua a Bíblia "seja favorável à homossexualidade", digo apenas que Jesus nunca a condenou. E isso, repito, me basta.

    Como vê, mudei muito, e meu espírito hoje não está armado ao escrever este comentário em seu blog que, aliás, estou lendo novamente há algum tempo.

    Abraço.

    N'Ele, a autoridade máxima em matéria de salvação.

    ResponderExcluir
  2. Paz amado!

    Estou plenamente acordado contigo no que diz respeito à discrimação. Aliás uma das áreas em que atuo, é no aconselhamento de homossexuais que buscam libertação. Já faz alguns anos. Está correto: Não se deve jamais apoiar, incentivar ou concordar com a discriminação ou incitação de ódio aos homossexuais.

    São criaturas de Deus e alvos de sua misericórdia e amor.

    Porém, bom lembrar: a Bíblia condena terminantemente a prática do homossexualismo, tanto no ANTIGO quanto no NOVO Testamento. por questão de praticidade não listarei aquí, os versículos que tratam do tema, mas, se me pedirem, será um prazer. Aliás, a Bíblia trata clara e veementemente do assunto no Antigo e Novo Testamento. Creio na Bíblia completa, e não precisa JESUS ter dito algo sobre determinado assunto para que continue ou não valendo. Tudo que o Senhor Jesus não condenou na lei, continua valendo. Isto é teológico e claro.

    Nem Jesus, nem a Bíblia, nem qualquer cristão consciente e conhecedor do livro sagrado, defenderia tamanha heresia e afronta à santidade de Deus.

    Mas... HOMOFOBIA jamais!

    No amor de Cristo...

    Abraço fraterno.

    No mais... Paz!

    Pr. Jesiel Freitas

    ResponderExcluir
  3. tenho certeza absoluta que Deus não deixaria de ter feito um adão para adão e uma eva para eva se Ele achasse bonito o homossexualismo.
    pelo contrário, Deus odeia o homossexualismo. e esta prática é antiguissima. Deus teria deixado clara a PERFEIÇÃO do relacionamento homossexual caso ele o fosse na Biblia.

    Deus abençoe o seu blog.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado por divulgar o post, Hermes. Que Deus te agracie!

    Em novembro de 2009, deixei este post no blog. Daí, meu comentário a respeito do assunto já consta no próprio post... =)

    Ainda assim, existe algo que gostaria de ressaltar.

    Isaías 1:18.
    "Vinde, pois, e arrazoemos,diz o Senhor." Em algumas versões: "Venham, vamos refletir juntos, diz o Senhor."

    Mesmo com todos os erros (nos versículos anteriores e em nós), Deus nos chama para o diálogo. Isso é maravilhoso, gracioso... Eu enxergo a cruz de Cristo nesse versículo. Jesus não é fascista, "higiênico" (algumas pessoas de sua época até estranharam Jesus não ter "lavado as mãos"!), "chuva no piquenique"...

    Porque Jesus ama os homossexuais e deseja que eles O amem!

    "Venham, vamos refletir juntos, diz o Senhor." †

    ResponderExcluir
  5. Pr. Jesiel Freitas

    Esta sua frase

    "[...]não precisa JESUS ter dito algo sobre determinado assunto para que continue ou não valendo"

    faz de você um herege tanto quanto você me acusa de ser.

    Jesus é a autoridade máxima da Bíblia. As Escrituras giram em volta dele; jamais o contrário. É sim a Bíblia - com seus profetas, patriarcas e apóstolos - quem precisa fazer sentido em relação a Jesus, e não o contrário. As Escrituras testificam d'Ele. Ele era o Verbo, era aquele que inspirou as Escrituras "divinamente inspiradas". Você crê nisso? Suas palavras não demonstram que sim.

    Se a "Bíblia" - a letra morta - tivesse o mesmo efeito do sacrifício vicário de Jesus no Calvário, estaríamos debaixo da Lei até hoje, e não no tempo da Graça.

    Reflita se você crê realmente na divindade de Jesus E NAS IMPLICAÇÕES DESTA CRENÇA.

    Abraços.

    N'Ele, a autoridade máxima em matéria de salvação.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo5:34 PM

    Misericórdia! simplismente sem comentário tamanha besteiras que li nestes comentário.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo1:23 AM

    sinceramente ? É o terceiro artigo sobre homossexualismo que eu li SÓ HOJE.q Revolta hein colega ¬.¬

    ResponderExcluir