terça-feira, dezembro 20, 2016

33

Porque fiz as pazes com o Papai Noel



Por Hermes C. Fernandes

Acabo de chegar de uma cantata numa igreja hispana em Deltona, Florida. Devo admitir que aprecio muito a atmosfera natalina. Gosto de ver as casas enfeitadas, os shoppings lotados, o corre-corre, a mesa farta, a troca de presentes, e até… o Papai Noel. Isso mesmo que você acabou de ler. Sou fã do bom velhinho. Tive minhas desavenças com ele anos atrás, pois julgava que estava usurpando o lugar de Cristo. De um tempo pra cá, fiz as pazes com o velho Noel. Antes que alguém me esconjure, deixe-me explicar.

Gosto de ver as casas enfeitadas, porque nesta época do ano elas se tornam mais aconchegantes. Os olhos da criançada brilham enquanto vêem a mãe enfeitando a árvore com penduricalhos e pisca-pisca. Quem não tem uma boa lembrança da infância quando chega este período do ano? Aqui nos Estados Unidos dá pra gente saber quem é cristão ou não pela maneira como a casa é decorada para o Natal. Geralmente, enchem-nas de pisca-piscas ao redor da casa, luzes coloridas, presépios, bonecos de neve, veados e alces, trenós, etc. Quando uma casa não é enfeitada, presume-se que ali more uma família judia, ou hinduísta, ou de qualquer outro credo, ou mesmo, sem credo. As casas iluminadas contagiam a vizinhança de um clima de celebração. Aqui em casa reunimos os filhos para ajudar na decoração. Esta semana, enquanto eu e Tânia armávamos o pinheiro de natal, lembrei-me de que foi o grande reformador Martinho Lutero quem começou esta tradição. As bolas representavam o fruto do Espírito Santo. O pinheiro foi escolhido porque é a única árvore a sobreviver à estação do inverno nos países onde é mais rigoroso sem perder a folhagem.

Por que gosto de ver os shoppings lotados? Não seria isso um culto ao consumismo? Que tal deixarmos um pouco o radicalismo de lado? Primeiro, por conta da explosão de vendas, a indústria e o comércio podem empregar mais gente. A economia do país melhora. E quanto à motivação que leva multidões às compras? Não seria a generosidade, uma vez que a maioria vai aos shoppings para comprar presentes? Não seria isso inspirado no exemplo dos magos que ofertaram ao menino Jesus os seus tesouros? Mesmo que gaste parte do sermão natalino pregando contra o espírito consumista predominante nesta época, gosto de receber presentes ao término do culto. Em vez de criticar quem gaste parte de seu orçamento com lembrancinhas, por que não incentivar que pelo menos uma parte dos presentes seja dada aos mais necessitados? Você sabia que é nesta época que as crianças que vivem em orfanatos recebem mais visitas e presentes? O Natal consegue despertar o melhor que há nos homens.

Gosto de mesas fartas. Alguém aí prefere ver famílias que distribuem seus filhos entre casas de vizinhos e parentes, ou simplesmente vão dormir mais cedo por não terem condição de montar uma mesa com as iguarias natalinas? Não confunda isso com glutonaria! Em vez de criticar, líderes poderiam incentivar os fiéis a não desperdiçarem comida, distribuindo para os moradores de rua no dia seguinte. Toneladas de alimento vão pro lixo um dia depois do natal. Isso é que deveria ser condenado.

E quanto ao Papai Noel? Quer saber por que fiz as pazes com ele? Porque cheguei à conclusão de que não será uma figura imaginária que ameaçará a supremacia de Cristo no Natal. Já houve quem até satanizasse o velhinho. Uma igreja na Inglaterra chegou a dizer que o seu nome em inglês seria um anagrama do nome  "Satan". Isso porque seu nome em inglês é Santa Claus, devido à tradição que o associa a São Nicolau. Na mente fértil desta turma, Santa, como geralmente é chamado pela criançada nos países de língua inglesa, seria na verdade Satan, bastando trocar a letra “n” de lugar. #Peloamordedeus! Imagina se o meu Jesus ficaria enciumado por causa de um personagem fictício, que no imaginário popular representa generosidade! Por que não usar a própria figura do Papai Noel para anunciar a Cristo às crianças? Seria muito mais produtivo do que simplesmente demonizá-lo. Imagine alguém fantasiado de Noel numa comunidade carente, com o saco cheio de presentes pra criançada, de repente, antes de distribuí-lo, ele anuncia que o verdadeiro presente de Natal é Jesus, dado por Deus aos homens para que tenham vida eterna. Ademais, sinto-me mais confortável de ver o "bom velhinho" sendo usado como garoto propaganda durante o período natalino, do que ver o meu Senhor tendo Sua imagem associada a qualquer que seja o produto. Seria, no mínimo, desrespeitoso. 

Cristo jamais foi ameaçado por personagem algum. No Natal há lugar para o magos do Oriente, para os pastores de Belém, para o anjo Gabriel e para tantos outros personagens bíblicos, inclusive o malévolo rei Herodes. Noel entra de penetra, mas é bem-vindo. Apesar de ser associado a Nicolau, um cristão primitivo que prezava as crianças, tornou-se num ícone natalino através de uma campanha da Coca-cola nos anos 30. Antes disso, ninguém o reconheceria vestido com aquela roupa vermelha, botas pretas, saco de brinquedos e trenó.

Dito isso, desejo a todos os meus leitores um Natal repleto de alegria e contentamento no Espírito. E que os cristãos não sejam vistos como estraga-prazeres, e sim como aqueles que têm motivo extra pra festejar.

Publicado originalmente em 20/12/2010, durante minha estada na América.

33 comentários:

  1. Meu caro Hermes, o sr como um representante e presidente de uma igreja deveria dar respeito e ser honento consigo e principalmente com as pessoas.
    Meu caro, enganar a si mesmo está errado, agora os outros meu caro aí? Enganar as pessoas, assim já está passando dos limites.
    Me caro, onde está escrito na Bíblia sobre Natal e papai noel? Se não está na biblia isto é mentira e engano.
    Aquele que comete mentira se torna filho do diabo! Porque ele é o pai da mentira!
    É por isso que vemos sua família desestrurada, sendo que lhes faltam conhecimento bíblico de sua parte.
    Converta meu caro, e seja útil na obra de Deus falando e escrevendo somente as Verdades e não as mentiras que vc vem escrevendo ok? O pior que tem trochas que falam amém!
    Seu fariseu! Filho do anticristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo9:32 PM

      que ponto um ministro do evangelho chegou MISERICORDIA JESUS.

      Excluir
  2. Apenas um toque!10:02 AM

    Mentiras, mentiras nada mais do que mentiras dita neste texto!
    Até quando vamos nos compatuar com esses textos mentirosos que vem publicando!
    Errais por não conhecer as Escrituras!
    O que não está escrito na bíblia, é carnal, e hipocrisia, fabolas de homens com suas paixões e desejos mundanos, que não agradam a Deus com tais atitudes!
    A mentira vem do diabo, sendo que esta é mais uma mentira escrito neste texto e outros mais!
    Que Deus tenha misericórdia de vc!

    ResponderExcluir
  3. Caro pr. Hermes Fernandes,

    Graça e paz!

    Seu texto pode até ser criticado por alguns, mas é sincero, realista e pertinente. Desmascara com a hipocrisia.

    Todas essas coisas não compõe o conteúdo do sentido do Natal, sabemos disso perfeitamente, porém, culturalmente já fazem parte da festa!

    Parabéns!

    Seu conservo em Cristo,

    Pr. Carlos Roberto

    ResponderExcluir
  4. Mais um belo texto do querido Hermes.
    Deus abençoe sempre amigo.

    ResponderExcluir
  5. Enfim, continuo não gostando do Natal, mas respeito sua opinião.

    Qto a postura de certos "cristãos"... lamentável!!!

    ResponderExcluir
  6. Hermes, se você é filho do anticristo (como diz o Tim, que não sei se é o Maia "reencarnado" - pra aproveitar o ensejo), quem é a sua mãe? LOL!!!

    Minha mensagem a "Tim" e "Apenas um toque!": vão ler a Bíblia, se não querem saber a opinião do blogueiro, OK? Ninguém entra na casa dos outros e sai ofendendo! Falta de respeito, hein?!?

    ResponderExcluir
  7. Os meus parabéns pelo seu texto e, principalmente, pelo seu espírito aberto. O Pai Natal (como chamamos aqui em Portugal ao Papai Noel brasileiro) leva, no mínimo, as pessoas a abrirem-se ao Natal. Resta aos Cristãos aproveitarem essa abertura para falarem de Cristo. Já vai sendo tempo de deixarmos de ser como os animais de tiro a quem os seus donos colocam olheiras para que os pobres coitados olhem apenas em frente. Para os que atacam o Pai Natal dizendo que a Bíblia não se lhe refere, podemos também dizer que a Bíblia também não fala de ceia de jantar natalício, nem de peru (coitado, morre de véspera), nem do bacalhau da meia-noite, cvoisas que muitos desses críticos hiper- (e pseudo-)espirituais tanto apreciam, tal como a Bíblia também não fala de automóveis, nem de aquecimento central, nem de Net, televisão, microondas e tantas outras mordomias modernas e que os mesmos críticos já não dispensam. Seria bom criticarmos menos e vivermos mais todos os dias o Natal da nossa Páscoa, onde há lugar para todos. Até para Papai Noel/Pai Natal. Feliz Natal
    Jorge Pinheiro

    ResponderExcluir
  8. Eu também amo o Natal,
    li recentemente uma citação do reformador João Calvino: “Antes da minha chamada à cidade, eles não tinham nenhuma festa exceto no dia do Senhor. Desde então eu tenho procurado moderação afim de que o nascimento de Cristo seja celebrado”.

    Quanto ao Papai Noel, acho uma prática saudável, desde que seja apenas brincadeira e fantasia, e que não envolva mentira.
    É importante que os pais digam sempre a verdade para seus filhos e lhes ensinem sempre a fazer o mesmo.
    Na minha família ensinamos para as crianças q existiu mesmo uma pessoa bondosa que dava presente p as crianças (são Nicolal) e que hoje pessoas se fantasiam e imitam seu exemplo.

    ResponderExcluir
  9. Jesus, papai Noel, Hermes definitivamente vc escreve muito bem em ingles e digo mais minha leitura de ingles esta muito melhor do eu pensava vou parar com as aulas!
    Nossa, (não posso falar nossa que se refere aquela "senhora") bom, ó o texto esta em portugues, acabei de prestar atenção é as pessoas definitivamente não sabem ler e quando sabem não o entendem o tal do analfabetismo funcional (aprendi esta palavra agora uso sempre ela.
    Falando sério agora, se eu não gosto de urina eu não bebo só pra dizer que é ruim, faz mal e eu não gosto, eu simplesmente não gosto e vou fazer qualquer coisa que goste, se os prezados irmãos fanaticos extremistas, não gostam de uma boa leitura como a do irmão Hermes simplesmente deixem de le-lo este é o blog do cara e ele escreve aquilo que ela acha verdadeiro, ha em tempo parem de se fazerem passar pelo Espirito Santo é ELE quem convence do pecado do juizo e da justiçae vcs não vão convencer o irmão a se converter, se o brasileiro fosse menos covarde caro Hermes sua igreja ja teria sido destruida por este radicais e ainda tem coragem de falar dos mulçumanos.
    Serei pai pela primeira vez, Hermes em julho do proximo ano e sou pastor ha quatro e sempre fiquei pensando como explicar pro meu filho que ira pra escola e sera confrontado com o papai Noel, coelhinhos, festas tradicionais e outras coisas sem afetar sua tenra infancia e sua inocencia sem transforma-lo em um mostro perto dos seus amiguinhos e neste NATAL tenho aprendido contigo bispo, MUITO OBRIGADO, louvo a DEUS pela sua vida e saiba tem um amigo em oração neste seu exilio eclesiastico ai na América, coisa que estou pra fazer daqui ha alguns anos.
    Deus o abençoe poderosamente FELIZ NATAL

    pr. Léo Godinho
    Comu. Cântico Novo Campinas SP

    ResponderExcluir
  10. Vou publicar em meu blog, publicarei tambem o video MARIA, TU SABIAS?
    VLW
    ah
    Meu blog
    http://www.montesinai2007.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Caro Hermes,
    Parabéns pelo texto e pela sensibilidade que tens. Apesar de não concordar contigo na questão do "bom velhinho", te respeito muito e concordo qdo dizes que Jesus não se sentiria enciumado pelo Santa Claus.
    Também postei algo sobre a comemoração do Natal no meu blog.
    Deus te abençoe, meu amado. Benção de Deus na tua familia e na igreja,
    Durval.

    ResponderExcluir
  12. A Historia do Natal e de suas tradições datam de muito antes de Lutero ou São Nicolau. A origem desta festa está na Babilônia, mais precisamente em Semíramis (a rainha do céu que a bíblia menciona)e seu filho Tamuz. Se fizer um estudo sobre isso, perceberá a natureza diabólica e anticristã dos costumes natalinos. E a idolatria disfarçada em tradições que passamos adiante sem nem ao menos compreendermos o que significam. Nossos corações podem ser puros enquanto pensamos estar cultuando nosso Senhor e celebrando seu nascimento (cujo dia ou mês ninguém sabe ao certo); mas quando olhamos para o natal com mais profundidade que simplesmente criticar seu caráter consumista, percebemos que não é Cristo o homenageado e, portanto, não é nossa a celebração. Pois, desde a criação da Terra, luz e trevas não se misturam jamais.
    Na Paz!

    ResponderExcluir
  13. Vão se converter seus religiosos que não fazem 10% do que a bíblia ensina e ainda ficam querendo julgar nosso amado irmão Hermes Fernandes, estou farta desses religiosos que se acham certinhos, são os que mais precisam de graça e de se arrependerem de suas condenações, pq vcs não saem do mundo logo de uma vez então? Vão ler a palavra e antes abra esses corações de pedra, pra mim vcs não conhecem JESUS, MAIS COMO NÃO FUI CHAMADA PARA JULGAR me perdoem mais eu e minha família já fomos religiosos a tempo e hoje somos livres! verdadeiramente LIVRES!!!!!! Muito boa a palavra!

    ResponderExcluir
  14. Cara muito bom!
    Parabens.

    ResponderExcluir
  15. Penso que essas tradições vêm de muito antes da Babilônio. Mulher que dá luz a um filho divino e arvore da vida já aparecem no livro das origens.

    Os cristãos fazem uso de símbolos da cultura dos povos por entenderem que a criação original de Deus é boa (Gênesis 1:31). “Os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas” (Romanos 1:20).

    ResponderExcluir
  16. Genial, Hermes! Assino embaixo. Deus te abençoe! :)

    ResponderExcluir
  17. Concordo plenamente com seu ponto de vista.

    Esse dias minha irma (recem convertida em uma igreja que nao comemora o natal), veio me falar sobre todo o simbolismo por tras da arvore, das bolas e a data escolhida. E disse a ela justamente o que foi dito no texto acima: que vale muito mais a pena conscientizar as pessoas do que realmente deve ser comemorado no natal do que tentar abolir.

    Nao sou o tipico decorador de casas e fazedor de arvores de natal, mas admiro e nao digo aos outros que nao devem fazer isso.

    Parabens pelo texto, da uma licao em muitos cristaos hipocritas que dizem que o natal eh errado mas adora ganhar presente.

    ResponderExcluir
  18. Amo o Natal e tds os símbolos q a ele compete...já fui vaquinha de presépio srrs e amei estar ali sinalizando o meu muuuu diante daquele boneco q representava Jesus.... Quer saber...tá d parabéns Hermes, vlw a liberdade de se expor sendo sem máscaras um homem q valoriza os detalhes da vida, da qual tds (santarrões e pecadores) fazem parte...

    ResponderExcluir
  19. Que tal na Páscoa enxermos as nossas casas de "Coelhinhos"? Lamentável...

    ResponderExcluir
  20. Outro dia escutei o Piper falar algo que me fez refletir, ele disse: Às vezes as raízes pagãs já estão tão distantes que não representam mais o seu verdadeiro significado inicial sobre as coisas do presente.

    Concordei e me senti mais leve em muitas coisas.

    Eu realmente me iro ao ver a ausência de citação de Cristo no Natal. Mas devemos reconhecer que a soberania do Seu amor se manifesta fazendo as pessoas ficarem mais generosas.

    Hipocrisia natalina, muitos dirão. Pode ser...mas melhor a generosidade hipócrita do que a avareza racional.

    ResponderExcluir
  21. Anônimo11:44 AM

    A "lenda" do Papai Noel é antiga.

    Mas o seu grau de popularidade aumentou devido a coca-cola.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Papai_Noel

    A bíblia diz o seguinte:

    1º - Amar a Deus sobre todas as coisas.

    Em Êxodo 20, 2-3 [...Não terás outros deuses além de mim]

    Hoje, o Papai Noel é uma forma de aumentar as vendas no comércio de modo geral.

    O "espírito" do Natal até pode ser considerado para alguns como o nascimento de Jesus. Mas em nenhum escrito bíblico consta tal informação.

    O ano todo, principalmente no Brasil, existem datas destinadas a comemorações como: Dia das mães, dia dos pais, dia disso, dia daquilo, simplesmente para que o comércio venda...

    Um erro grande é trocar presentes, como se a gente fosse os merecedores do presente. Se o Natal representa o nascimento de Jesus, então quem tem que ganhar presente é ele. Quem tem que ser homenageado é ele e não o Papai Noel.

    Gente, acorda...

    Deus, Jesus e o Espírito Santo forma o Trino Sagrado. A adoração deve ser direcionada a eles e não a "santos".

    Leiam mais a bíblia, discutam sobre esse assunto e não se enganem.

    O pecado está sendo banalisado, ninguém mais entende o sentido real das coisas.

    Deus nos abençoe a todos.

    ResponderExcluir
  22. Ao Tim, com amor:

    Meu irmão, de onde você tirou a ideia de que minha família está desestruturada? Isso revela que você não é do meu convívio. Graças a Deus, tenho o prazer e o privilégio de pastorear toda a minha família, começando pela minha mamãe, meus irmãos, cunhados, sobrinhos, esposa e filhos. Posso falar como Josué: Eu e minha casa servimos ao Senhor.

    Tenha um Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  23. Cláudinho11:15 AM

    Hermes, quem diz que não gosta de Natal é hipócrita.
    O interessante quando eram pequenos gostavam agora não? Aí vão dizer que não sabiam o que era.
    No fundo do coração todos nós gostamos desta época que lembra nossa infância.
    Pode ser festa pagã, mas quando era pequeno eu gostava e gosto de ver as luzez e cantatas músicas que adoram Jesus.
    Melhor ouvir dingobel do que ouvir estes cantores gospel que chegam a irritar os tímpanos do meus ouvidos.
    O meu ainda não furou, é porque eu os tampo.
    Escultar Marcos Feliciano, Silas Malafaia, pastor Márcio Valadão, Waldemiro Santigo, Ana Paula Vadadão, Fernanda Brum, Mariana Valadão, Ándre Valadão e CIA, é pior do que festejar com a família este dia como também outros dias quando podemos.
    Para mim dia 25 de Dezembro é como qualquer outro dia, e gosto porque este dia é mais fácil reunir com toda minha família.
    É melhor reunir com a família dia 25/12, do que ouvir o pastor Caio Fábio o estelionatário, prostituto, reú confesso e os sonegadores pastores que todos já conhecem, que vivem as custas do membros, com suas vidas em pecado e o pior pregando em cima de um púlpito como se fosse um homem santo, mas são apenas sonegadores de impostos e milionários ilicitamente.
    Eu gosto de ouvir músicas natalinas, se vc não gosta vai ouvir Ana Paula Valadão e CIA aí vc verá a Verdadeira festa pagã!

    ResponderExcluir
  24. Ah Hermes... é a primeira vez que vou discordar de vc, sinceramente...tb pq não me lembro de ter discordado...mas não faço pazes com Papai Noel não, mesmo porque concordo com a ou o "Tim" e os outros ligados aqui que discordaram de vc..."Claro" que sem ofender não é mesmo, estamos todos "Vivo´s" e conectados, mas dar "Oi" a mentira é deixa-la "Livre" e mentira livre é o que? Após o sinal deixe seu nome e a cidade que está falando...pimmmmmm: Oi, aqui é o Pai da Mentira, a minha cidade é o inferno e está no Google...aqui no meio de vocês...o meu objetivo é que continuem perdendo seu tempo com as coisas deste mundo, claro...e se for possível possam comercializar neste dia...e dar prioridade ao produto que vcs vendem e critiquem o do irmão...isso...confusão...Claro...onde há confusão não habita o Espirito de DEUS. pimmmmmmmmmmmmmm

    ResponderExcluir
  25. Carla,

    Respeito sua opinião. Já pensei exatamente assim. Partindo desta premissa, toda obra de ficção é uma mentira, e portanto, deveria ser descartada. O próprio Jesus contou parábolas (obras ficcionais) para ilustrar verdades eternas. Todos os personagens de suas parábolas eram fictícios.
    Se mantivermos a figura do Papai Noel no campo da fantasia, não causará qualquer mal.
    Obrigado por discordar com tanta elegância.
    Boas festas!

    ResponderExcluir
  26. Querido irmão, observo nas escrituras que Jesus não inventou nenhum personagem que andasse de trenó e descesse nos chamines das casas, colocassem presentinhos para todos os bonzinhos...não...usou sim as parábolas mas falando de "estórias" e não ilusórias tão distantes do contexto cultural daquele povo, usou de figuras comuns para justamente o povo entender, como...a mulher que perdeu sua drácma, o filho que pede herança e vai embora de casa, o dono da propriedade que desistiu da sua figueira estéril, o samaritano (tão alvo de preconceitos) que fez o que os doutores da lei deveriam fazer, as virgens que se prepararam para o casamento e outras não... nada muito longe do que o povo vivia...claro que usava o paralelo, o figurativo, mas usou de forma bem real e nada no campo da fantasia da qual estamos nos referindo...e é justamente esse o problema, como nós discipulos de Jesus Cristo vamos viver o seu Reino aqui, sendo que usamos até a linguagem deste mundo, para mim é incoerente...podemos levar o evangelho sem precisar ficar no campo da fantasia estratégica, mentirosa, ilusória, porque isso é perigoso. Pode parecer que aprovamos tais coisas que na realidade nos leva mesmo a viver o reino de DEUS? Não nos tornamos os camaleões...e pode ser mesmo que muitos aprovam...não seria a mesma coisa, a mesma atitude, ou o mesmo principio de muitos de nós evangelicos que acabamos por criticar os nossos irmãos como no caso mais atual, os evangélicos globais dos quais o senhor mesmo postou?
    Nos aprovamos algumas coisas e condenamos outras, o que seria isso aos olhos de DEUS?
    O duro que ista atitude nossa está tão comum, que até alguns perdem a elegancia como disse, ofendem, dão um de sabe tudo, ousam também supor sobre nossas vidas o que não vivemos, esse é o exagero da crítica, o povo que se chama pelo seu nome hoje é viciado em criticar..detalhe, com raiva, com ira. Chega a ser repugnante para nós cristãos lermos certas criticas, imagine para os que são de fora. Nós falamos que somos um só corpo, mas o pé não para de assumir que a mão não faz parte do corpo, que é joio. É muita arrogância de nossa parte atacar irmãos nossos como joio, o que será que DEUS pensa de tudo isso? Justo Ele que sente ciúmes, que nos quer por inteiro, não quer ser dividido com imagem nenhuma e muito menos quer o seu povo dividido, irados e brigando para que suas opiniões sejam aceitas. E o que dizer dos que tem problemas emocionais quando são discordados? Problemas que acabam por deixar seu corpo doente, relacionamentos doentes, e o corpo de Cristo o que faz?
    Digo com muita certeza, o inimigo está agindo tão estratégicamente em nosso meio provocando a vaidade de cada um. Tempos dificeis esses...
    Obrigada pelo elogiar minha elegância do post anterior.
    Boas festas para vc também e também por sua linda família, que para mim é um exemplo de família.
    No amor dEle!

    ResponderExcluir
  27. Anônimo1:21 PM

    GRAÇA E PAZ! UMA CRIANÇA PERGUNTOU PARA O PAPAI NOEL.- PAPAI NOEL VC RÓI AS UNHAS? E ELE DE Súbito RESPONDEU ROU ROU ROU....rsrs.A piada foi só pra discontrair um pouco,o clima anda meio tenso por aqui. QUE NESTE NATAL,JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS, ESTEJA BRILHANDO COM MAIOR INTENSIDADE DENTRO DOS NOSSOS Corações, PARA QUE NUNCA esqueçamos QUE ELE VIVE. FELIZ NATAL A TODOS. MARCELO de MONTES CLAROS MG.

    ResponderExcluir
  28. Bispo Hermes

    Parabéns por mais um excelente texto entre tantos. Quanto aos comentários recheados de farisaismo, não os considere. Prossiga!

    Um abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
  29. Anônimo12:10 PM

    Concordo com tudo que vc disse e mais um pouco. É isso mesmo, não devemos ir atrás da opinião dos fanaticos. Tambem amo isso tudo. Abração

    ResponderExcluir
  30. Anônimo1:03 PM

    Parabéns pelo belo e rico texto.
    Engracado, estes religorosos. Sim isto mesmo, coam mosquitos e engolem camelos, criticam porque nada fazem e quando fazem nada sabem o que estão fazendo.
    Servilho de Cristo

    ResponderExcluir
  31. Anônimo2:25 PM

    Devemos respeitar "quem comemora" e quem "não comemora" ...

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir