segunda-feira, fevereiro 22, 2016

14

A assinatura de Deus aparece nos genes humanos



Além de ter criado o homem à Sua imagem e semelhança, Deus compartilha com Seus filhos os atributos do Seu nome, que estaria gravado em suas células. É o que sustenta o escritor e pesquisador Gregg Braden ao ligar os alfabetos bíblicos, hebraico e árabe à química moderna.

Aí, diz ele, encontra-se um código perdido, um alfabeto traduzível que é a chave para os mistérios de nossa origem e vive conosco desde sempre. A pesquisa de Braden revela que os elementos hidrogênio, nitrogênio, oxigênio e carbono, que formam o nosso DNA, podem ser substituídos por letras das antigas línguas. “Com isso, o código da vida se transforma em uma mensagem eterna. Traduzida, ela mostra que as letras do antigo nome de Deus estão codificadas como informação genética em cada célula da vida”, sustenta o pesquisador em seu novo livro “O Código de Deus – O Segredo do Nosso Passado, a Promessa do Nosso Futuro” (editora Cultrix, 256 págs, R$ 34).

A chave para traduzir o código do DNA para uma linguagem significativa é aplicar a descoberta que converte os elementos em letras. “Com base em seus valores equivalentes, o hidrogênio se transforma na letra hebraica yod (y), o nitrogênio na letra hey (h), o oxigênio na letra vav (v) e o carbono na letra gimel (g). Essas substituições revelam que a antiga forma do nome de Deus, YH, existe como química do nosso código genético. Por meio dessa ponte entre o nome de Deus e os elementos da ciência moderna, é possível desvendar o mistério e descobrir um significado ainda maior no antigo código que vive em cada célula do nosso corpo”, sustenta Braden.

O pesquisador considera que a sua pesquisa evidencia um ato divino: “Preservada dentro de cada célula dos cerca de seis bilhões de habitantes do nosso mundo, a mensagem é repetida, muitas vezes, para formar os elementos de nossa existência. Ela está dentro de cada um de nós, independente de raça, religião ou crença”.

Descoberta poderia levar à união dos povos

A pesquisa de Gregg Braden é polêmica. Mas ele acredita que “a assinatura do antigo nome de Deus oferece um denominador comum inédito, que nos permite resolver as diferenças. Essa evidência palpável nos dá também uma razão para acreditar que a paz é viável e vantajosa. Como cidadão do mundo, somos muito mais do que as religiões, crenças, modos de vida, fronteiras ou tecnologias que nos separam. Nos momentos em que duvidamos dessa verdade imutável, basta lembrar da mensagem que trazemos no corpo. Esse é o poder da mensagem que há dentro das nossas células”. O nome de Deus tem as mesmas letras e o mesmo sentido em todas as línguas, alega o pesquisador. Tanto a tradição judaica como a islâmica têm uma ancestralidade comum representada pelo patriarca Abraão, mas suas interpretações dos ensinamentos diferenciaram-se ao longo dos séculos. “Mesmo levando em conta essas diferenças, o código numérico oculto dos alfabetos hebraico e árabe revela precisamente o mesmo valor e produz precisamente o mesmo segredo do nome de Deus no nosso corpo. Com isso, o código leva a mesma mensagem de esperança para as três religiões que congregam mais da metade da população do mundo: o Judaísmo, o Islamismo e o Cristianismo”.

Braden interpreta que a mensagem “Deus eterno dentro do corpo” possa ser traduzida de várias maneiras. “Seja qual for a fonte do nosso código genético, o alto grau de ordem contido na mensagem diz que existe alguma coisa “lá fora”. A mensagem que trazemos no corpo é sem precedentes como base comum para a resolução de nossas diferenças”.

Carbono nos torna diferentes de Deus

“Somos o produto de elementos e moléculas que se combinaram ao acaso para produzir o milagre da vida, ou somos o resultado de um ato intencional de criação? Embora não se elucide a origem do código em nossas células, o simples fato de sua existência e a pouca probabilidade de essa mensagem ter-se formado ao acaso sugerem que há uma inteligência e uma intenção subjacente à nossa origem”, infere Gregg Braden. O pesquisador deixa claro que, antes de escrever o seu livro, foi preciso estabelecer com a maior precisão possível0 o nome pelo qual a presença sobre o Monte Sinai se identificou para Moisés. Após 12 anos de pesquisas, ele concluiu que “há um nome que sobrevive como o nome pessoal de Deus: YHVH, o eterno”. Segundo Braden, “quando substituímos os elementos modernos pelas quatro letras do antigo nome de Deus, temos um resultado inesperado, à primeira vista. Trocando o h final de YHVH pelo seu equivalente químico, o nitrogênio, o oxigênio e nitrogênio (HNON), todos eles são gases sem cor, sem cheiro e invisíveis. Substituir 100% do nome pessoal de Deus pelos elementos deste mundo cria uma substância que é uma forma de criação intangível, mas real”.

O pesquisador lembra que as primeiras definições de Deus dizem que Ele é onipresente e que, no nosso mundo, assume a forma invisível aos olhos. “Então Ele só pode ser conhecido por meio de suas manifestações. Os primeiros capítulos do Gênesis relatam que é nessa forma não-física que o Criador estava presente no tempo da criação”. Braden deixa claro que a humanidade compartilha das três primeiras letras antigas que representam 75% do nome do Criador, “mas a quarta e última letra do nosso nome químico nos separa de Deus. Enquanto a presença de Deus é a forma invisível e impalpável dos três gases, hidrogênio, nitrogênio e oxigênio, a última letra do nosso nome é aquilo que nos dá a cor, o gosto, a textura e os sons do corpo: o carbono. A única letra que nos separa de Deus é também o elemento que nos torna reais no nosso mundo”.

14 comentários:

  1. A Paz do Senhor!

    Hermes, por conscidência estou fazendo um trabalho exegético sobre Êxodo 34:5-7, onde Deus declara a Moisés o Seu Nome e seus atributos morais, e seu post é muito interessante. Isso quer dizer que quanto mais os cientistas procuram mais eles encontram Deus. "Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das cousas que foram criadas.(...)" Romanos 1:20.

    Tomei a liberdade e vou publicar em meu Blog.
    Que Deus continue abençoando ao irmão.

    ResponderExcluir
  2. Tem sabor de exagero. Nao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo2:03 AM

      E de fantasia tbm, rs.

      Excluir
  3. Anônimo10:56 AM

    Deus diferencia-se dos seres humanos pela sua existência no mundo da realidade. Os seres humanos movimentan-se num Universo de representações falcificadas da realidade. Deus ilumina-se pela existência insubstanciada da Trindade Divina que encandece uma realidade esclarecida pela energia Eterna, desquitada da existência materializada a qual o homem imageia sua semelhança.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo9:17 AM

    Hermes isto aí já é exagero sim! E está passando dos limites
    Deus fez o homem que é imperfeito e mortal e carnal, e aí põe do nome de YHWH aí fica difícil engolir isto aí! Que palhaçada é esta!
    O homem apenas corpo, alma e espírito e o folego de vida e mais nada.
    Imperfeição total pois somos sujeitos a qualquer tipo de doença e o pior de tudo morreremos um dia!
    Que perfeição!
    Deus Hermes, que é perfeito, Santo, ó Senhor dos Exércitos, o Grande eu Sou.
    Deus é a Verdadeira perfeição e não dá sua glória a ninguém principalmente em gravar seu nome um corpo humano carnal.
    Onde teremos nossos nomes escritos e gravados? Só será no livro da vida através de Jesus Cristo com escrito a ouro, por gentileza leiam o livro de Apocalipse, o resto que vem do homem carnal este papo aí igual a do outro textos, e jogo no lixo.
    Somos um corpo cheio de imperfeições e aí vem um idiota e diz que está gravado no nosso corpo YHWH?
    Vai contar outra lorota, bla bal bla, lá no inferno!
    Isto aí só pode ser coisas de cientistas loucos para aparece,r e dizer o que não é real e muitos trochas ainda acreditam.
    Sem sacanagens ok?
    Isto aí é ridículo, sem mais palavras para tanta baboseira!

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Wauuuu. q manero bispo!!!! Amei a publicação. Temos a assinatura de Deus, ele nunca nos perde, nós é q muitas vezes, nos perdemos dele. Se tudo isso realmente for procedente, e ñ for mais uma "descoberta" fajuta de algum cientista q mesmo sendo descoberto depois, já terá ganhado o suficiente para, digamos, valer a pena...
      Vou aguardar pra ver e pesquisar mais a respeito, mas seria muito legal, saber q como a maioria dos autores, o Senhor Deus q é o autor da vida, foi o precursor em assinar sua obra mais amada.

      Excluir
  6. Anônimo7:42 PM

    Obra mais amada que dizer foi o homem? Lembra que Deus arrependeu de fazer o homem ok? Por gentileza leia Gêneses 6.6, mas vou escrever para voce o que diz ok? Está escrito: Então, arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. Então Márcio está escrito Nas escrituras ou vc tem duvidas da bíblia!
    A expressão " arrependeu-se " significa que, por causa do trágico pecado da raça humana, Deus mudou a sua disposição para com as pessoas; sua atitude de misericórdia e de longanimidade passou à atitude de juízo.
    Meu caro Márcio vais acreditar em cientista? Presta atenção!
    Vc tem que confiar é na Palavra de Deus e acreditar somente nela e não em homens meu caro, do homem carnal nada presta.
    Deus não escreve seu nome em corpos de homens carnais não!
    Deus só escreve nosso nome no livro da vida através de Jesus Cristo como nosso Senhor e salvador.
    Lia mais a Palavra de Deus e pare de confiar no homens.
    A palavra de Deus diz: Maldito o homem que confia no homem, e parece que vc é um deles.
    Meu caro, os ser humano está querendo ser deus agora? Tenha a paciência!
    Fica esperto!

    ResponderExcluir
  7. Querido anonimo, na verdade o comentário acima não foi de meu marido Márcio e sim meu (Lena). Quanto ao meu comentário, ñ sei se vc leu mas eu disse q iria aguardar pra ver, ñ costumo me precipitar nem em confiar, nem em desconfiar. Quanto à passagem, "maldito é o homem q confia no homem", eu creio q significa maldito é o homem q confia em si mesmo, ao invés de por sua confiança no Senhor. E meu caro, quanto á obra mais amada , eu creio sim q somos nós. a Bíblia diz que Deus se arrependeu de criar o homem, mas tbm diz que o amou de tal maneira q enviou seu filho pra morrer por nós. Também há uma passagem na bíblia q diz q Deus não é homem para q minta, nem filho do homem para q se arrependa. portanto amado anônimo, ñ me julgue. Tenho minha opnião, respeito a sua, mas ñ abro mão da minha. Fica na paz (Lena Biagi)

    ResponderExcluir
  8. Há! Resolvi retribuir a gentileza e deixar pra vc meditar tbm, algumas passagens, querido anônimo:

    "Ele morreu em nosso lugar para manifestar a Sua graça e justificar de todo pecado aquele que crê."
    Isaías 53.6

    "Pois assim como por uma só ofensa veio O JUÍZO sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a GRAÇA sobre todos os homens para justificação de vida."
    Romanos 5.18

    (Lena Biagi)

    ResponderExcluir
  9. Anônimo5:42 PM

    Acredito que a assinatura de Deus está no espírito que é eterno , e é um pedacinho , uma centelha Dele . Mas , a carne veio do pó , como é isso?

    ResponderExcluir
  10. Anônimo7:21 PM

    Hermes, por gentileza publique, é a reposta para o questionamento para o Márcio Biagi e sua esposa a Lena Biagi, Hermes é sem ofensas ok?
    Minha cara Lena Biagi, estas palavras que vc mencionou que Deus não homem que minta, e que se arrepende, portanto ele mesmo disse no livro de Gêneses que arrependeu de criar o homem (ser humano ).
    Pois bem, em Gêneses 6.6 diz: Então, arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração, olha bem esta colocação de Deus( pesou-lhe o coração ).
    Deus se revela, já nestes primeiros caps, da Bíblia, como um Deus pessoal para com o ser humano, e que é passível de sentir emoção, desagrado e reação contra o pecado deliberado e a rebelião da humanidade, que começou com Adão e Eva.
    Aqui, a expressão " arrependeu-se " significa que, por causa do trágico pecado de Adão e Eva e que continuou coma Caim etc, Deus mudou a sua disposição para com as pessoa; sua atitude de misericórdia e de longanimidade passou à atitude de juízo para com a raça humana, Deus é amor, mas é justo e faz justiça .
    Deus arrependeu de ter criado a raça humana como está escrito na bíblia em Gêneses 6.6, mas Deus tem a existência, o seu caráter e seus eternos propósitos traçados, permanecem imutáveis, leia 1 Sm 15.29; Tg 1.17 porque o ser humano é criação de Deus, é imagem e semelhança de Deus, Deus ama toda sua criação, e cuida dela.
    Mas, porém Deus pode alterar seu tratamento para com o homem, dependendo da conduta deste.
    Deus altera, sim, seus sentimentos, atitudes, atos e intenções, conforme as pessoas agem diante da sua vontade, ex: Adão, Eva, Caim e etc; ver Êx 32.14; 2 Sm 24.16; Jr 18.7-10; 26.3,13,19; Ez 18.4-28; Jn 3.8-10.
    Essa revelação de Deus como um Deus que pode sentir pesar e tristeza, deixa claro que Deus, em relação à sua criação, age pessoalmente, como no recesso de uma família.
    Deus tem um amor intenso pelos seres humanos por ser estes sua imagem e semelhança, e Deus tem solicitude divina ante a penosa situação da raça humana, ver Sl 139.7-18..
    Deus mandou seu Filho para morrer em nosso lugar porque nos os seres humanos, já estava-nos condenados, todos nós já estamos caçado de saber disso.
    Deus não só ama o ser humano, mas, Deus ama toda sua criação entendeu? Deus dá sua vida por toda sua criação.
    Deus não quer que sua imagem e semelhança que é o homem, o ser humano ir para o lago de fogo e enxofre, dar vitória a Satanás que odeia o ser humano por ser imagem e semelhança de Deus.
    A glória de Deus, Ele não dá a ninguém, Ele é o Grande Eu Sou.

    ResponderExcluir
  11. “Somos o produto de elementos e moléculas que se combinaram ao acaso para produzir o milagre da vida, ou somos o resultado de um ato intencional de criação?"
    Quando questionado sobre o surgimento do universo ser um mero acaso, Einstein disse: "Deus não joga dados."

    ResponderExcluir
  12. Hermes, publique por gentileza para acabar com esse papo furado sem respaldo bíblico que tudo foi criado por acaso em matéria produto de elementos e moléculas.
    Na Bíblia No livro de Gêneses 1.1,2 diz: No princípio, criou Deus os céus e a terra.
    E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
    A expressão " no princípio " é enfática, e chama a atenção para o fato de um princípio real. Outras religiões antigas e cientistas mais os filósofos, ao falarem da criação, afirmam que esta ocorreu a partir de algo já existente, ou de moléculas etc; referem-se à história como algo que ocorreu em ciclos, perpétuos, mas a Bíblia diz bem claro que no princípio Deus criou o céus e a terra. A Bíblia Sagrada olha para a história de modo linear, com um alvo final determinado por Deus, toda sua criação, universo, a natureza, animais, o ser humano etc. Deus teve um plano em toda a sua criação, o qual Ele levará a afeito.
    Várias conclusões decorrem da verdade contida no primeiro versículo da Bíblia no livro de Gêneses.
    Uma vez que Deus é a origem de tudo quanto existe, os seres humanos e a natureza, os animais o firmamento não existem por si mesmos, mas devem a Deus sua existência e a sua propagação.
    Toda existência e forma de vida são boas se estão corretamente relacionadas com Deus e dependentes dEle.
    Toda vida e criação de Deus pode ter relevância e propósito eternos. Deus tem direitos soberanos sobre toda sua criação, em virtude de ser o criador de todas as coisas. Num mundo caído, Deus reafirma esses direitos mediante a redenção ver Êx 6.6; 15.13; Dt 21.8; Lc 1.68; Rm 3.24; Gl 3.13; 1 Pe 1.18.
    Continuando, no livro da bíblia em Gêneses 1. 26 diz: E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem,conforme a nossa semelhança; e domine as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre todas a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra.
    Tanto o homem quanto a mulher foi uma criação especial de Deus, não um produto da evolução, ver Gêneses 1.27; Mateus 19.4; Marcos 10.6. O homem e a mulher, igualmente foram criados à " imagem" e " semelhança " de Deus. A base dessa imagem, podiam comunicar-se com Deus, ter comunhão com Ele e expressar de modo incomparável o seu amor, glória e santidade. Eles fariam isso conhecendo la Deus e obedecendo-o, ver Gêneses 2.15-17, Adão e Eva tinham semelhança moral com Deus, pois não tinham pecado , eram santos, tinha sabedoria, um coração amoroso e o poder de decisão para fazer o que era certo, ver Efésios 4.24, ele viviam em comunhão pessoal com Deus, que abrangia obediência moral e plena comunhão, ver Gêneses 2.16,17. Quando Adão e Eva pecaram, sua semelhança moral com Deus foi desvirtuada, Ver Gêneses 6.5. Na redenção, os cristãos devem ser renovados segundo a semelhança moral original de Deus, ver Efésios 4.22-24; Cl 3.10. Adão e Eva possuíam semelhança natural com Deus, e foram criados como seres vivos pessoais tendo espírito, alma, corpo, mente, emoções, autoconsciência e livre arbítrio, ver Gêneses 2.19,20; 3.6,7; 9.6. Em certos sentido, a constituição física do homem e da mulher retrata a imagem de Deus, o que não ocorre no reino animal é claro. Deus pôs nos seres humanos a imagem pela qual Ele ( Deus ) apareceria visivelmente a eles ver Gêneses 18.1,2,22 e a forma que o seu Filho Jesus Cristo um dia viria a ter, ver Lucas 1.35; Filipenses 2.7; Hebreus 10.5, e Deus enviou o seu Filho amado para a terra, Ele o Senhor Rei dos reis e Senhor dos senhores, Jesus Cristo na forma de homem, um ser humano, mas sendo Ele Deus que morreu em nosso lugar, para hoje, temos salvação e vida eterna, porque o ser humano já estava condenado ao fogo eterno.
    O fato de seres humanos terem sidos feitos à imagem de Deus não significa que são divinos; foram criados segundo uma ordem inferior e são dependentes total de Deus, ver Salmos 8.5
    Toda a vida humana provém inicialmente de Adão e Eva ver Gêneses 3.20; Atos 17.26; Romanos 5.12.
    Um abraço Hermes, Deus é contigo meu irmão amado de Jesus Cristo.



    ResponderExcluir