terça-feira, janeiro 26, 2010

3

O futuro veio nos visitar!


Eu e meus filhos entramos a madrugada de hoje cantando, relembrando canções antigas que há muito não entoávamos. Foi uma sensação extraordinária. Difícil foi conter as lágrimas.

Depois, resolvi apresentar-lhes algumas canções de minha época de juventude. Imediatamente se identificaram com o teor revolucionário de suas letras, que diferentes dos hinos triunfalistas desta era gospel, apresentavam uma mensagem desafiadora e contestadora, e embalaram os sonhos de uma mocidade engajada na transformação do mundo.

Meu filho Rhuan reclamou que a juventude de hoje não sonha como a de minha época. Ele e Revelyn disseram que apesar de todo avanço tecnológico de nossos dias, prefeririam ter vivido aquela época em que os jovens saíam às ruas, desafiando o Status Quo. Até Rayane, minha filha especial, encheu os olhos de lágrimas, enquanto cantávamos.

Tive o prazer de ver seus olhinhos brilharem enquanto lhes contava sobre Francisco de Assis, aquele jovem monge que desafiou o poder papal, e resgatou, em seus dias, o teor revolucionário do Evangelho. Falei-lhes de seu avô, Cecílio Carvalho Fernandes, de suas passeatas pela Paz Mundial, e de seu desejo de mudar a história. Contei-lhes de jovens que nos anos 70 se reuniam em comunidades alternativas, nutrindo o sonho de construir uma sociedade onde as pessoas não valessem de acordo com suas posses.

Rhuan disse que acha que o cinismo dos jovens de hoje se deve ao fato daqueles terem falhado. Expliquei-lhe, então, que eles até tinham bons sonhos, e algumas vezes, uma boa práxis, porém não tinham um bom alicerce doutrinário. Tinha paixão, mas não tinham convicções fundamentadas nas verdades eternas. Por isso, falharam.

Muitos deles vivem hoje o estilo de vida que denunciaram em sua juventude.

Conversando com meus filhos até uma da madrugada, tive minhas esperanças renovadas. Estou convencido que sua geração vai mudar a história. Espero poder deixar-lhes um legado, minhas experiências, meus sonhos, meus ideais. Que onde eu parar, eles avancem.

Vou dormir agora, com meu coração em paz. Consegui atear-lhes fogo na alma.

O "estrago" está feito! O império das trevas que se cuide!

A revolução já começou! O futuro veio visitar-nos e estabeleceu morada entre nós.

3 comentários:

  1. Esses momentos em família são realmente sem iguais. Relembrar faz bem a vida,principalmente ao lado dos nossos amados. As vezes faço isso também. Meus filhos embarcam nos meus sentimentos saudosistas de um tempo que teimo em trazer para o presente. Cantávamos, sim. Cantávamos com a alma e com inteligência, pois as músicas eram mais que batidas e melodias elas também tinham letra e que profundas letras!!
    Agradeço a fisita ao meu blog. Agradeço por acompanhá-lo.Estou aqui também! É uma honra. Parabéns pelo trabalho e estamos aí! Até mais!

    ResponderExcluir
  2. querido irmão hermes aqui é o vagner lomba aquele rapaz que esteve no domindo la em Sanford. quero te dizer que, apesar de sermos poucos no local, mas com a certeza de sermos muitos espalhados pelo mundo como igreja de Cristo, em um so coraçao em louvor ao nosso Deus, e que em breve seremos muitos ali. E que foi um prazer estar ali com sua linda familia! Meu desejo é estar mais uma vez com voces no proximo domingo se assim o Senhor permitir.

    um grende abraço

    ResponderExcluir
  3. Anônimo2:51 PM

    Acredito que nós jovens de hoje não sonhamos mais como os de tempos atras devido a globalização das noticias. Somos mais realistas. Antes não, muitas das vezes iam saber de um fato meses depois do acontecimento, principalmente no interior, hoje não, as noticias são na hora, por tv, radio, internet, telefone, etc.

    ResponderExcluir